24/05/16

A playlist de Hayden - Michelle Falkoff

Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

**********

Livro de estreia da escritora Michelle Falkoff, o livro A playlist de Hayden traz uma história repleta de mistério, drama, amor e bullying, em um romance jovem/adulto.

Os capítulos estão de bom tamanho, não se estendendo em demasia, e acabam convidando o leitor a sempre ir um pouco mais além. A formatação dos textos e as páginas amarelas deixam a leitura mais agradável. (Ponto pra editora Novo Conceito!)

A capa é simples, mas direta, e mostra os dois personagens principais interligados pela playlist musical. E logo de cara, o prólogo vem como uma bomba que explode e sacode o leitor com fortes emoções. (Ponto pra autora!)


Como conta a sinopse, Hayden, o melhor amigo de Sam, amanheceu morto. Chocado com o ocorrido, Sam procura entender o que houve, e descobrir os reais motivos que levaram a essa tragédia. O clima fúnebre está presente desde o início, e é constante durante todo o livro.

Assim os personagens vão se interligando a esse mistério, com fortes intrigas, dor, desejo, amores e muito mistério permeando toda a obra, até seu final. Os personagens também são misteriosos e tem segredos, que vão se revelando no decorrer da história.

Ponto forte da obra: A playlist de Hayden, com músicas no início de cada capítulo. (Ao procurar algumas músicas no youtube, antes de ler o capítulo, pude me sentir ainda mais inserido na história. Experiência interessante!)

Ponto fraco: Achei o final exageradamente realista e direto, sem muitas surpresas fortes para o leitor.

Mas, por fim, a obra é bem escrita e tem muitas qualidades, e por se tratar de um livro de estréia, merece os parabéns.

Leia Mais

18/05/16

Delícia, Delícia - Donna Kauffman

Quando a extraordinária confeiteira Leilani Trusdale trocou a agitação de Nova York pela pacata e doce Ilha de Sugarberry, não esperava que seu passado a seguisse. Seu antigo chefe, Baxter Dunne, também conhecido como Chef Hot Cakes, o homem que ensinou a ela que o creme compensa, reaparece desejando filmar seu famoso programa de culinária. O problema é que ele escolheu filmar na Cakes by The Cup, a minúscula e aconchegante confeitaria de Leilani. Com seu olhar de brigadeiro de colher e aquele irresistível sotaque britânico -- que faz a moça babar e seu rosto corar como calda de cereja --, ele fez as fofocas de cozinha rolarem soltas. 
Lani, lá no fundo, só deseja que algumas sejam deliciosamente verdadeiras... Os amigos estão convencidos de que o ex-chefe é o ingrediente que falta para a definitiva receita de felicidade dela. Porém, Baxter terá que botar a mão na massa se quiser tirar do forno um grande, verdadeiro, quentinho e saboroso amor. No Clube do Cupcake, cozinhar é apenas um detalhe. Entre altos papos e doces lambidas, amizades crescem como pão quentinho e a vida vai ficando, hummmm, mais saborosa. Mas quando é preciso decidir entre a vida que você sempre sonhou e o amor da sua vida, só as melhores amigas, as melhores receitas e uma caixa cheia de Red Velvets podem ajudar. 
É hora de praticar boloterapia!!!
"O mundo delas duas poderia ser um caos descontrolado, mas confeitar sempre fazia sentido. Farinha, manteiga e açúcar eram partes intrínsecas dela, assim como respirar."
Quem me conhece sabe que eu não sou a maior fã de perder horas na cozinha. Sim, eu sei cozinhar e sei fazer muitas coisas - e, modéstia a parte, faço bem feito, mas isso não quer dizer que eu goste de cozinhar. Então, pode parecer estranho eu curtir programas culinários, principalmente os no estilo Masterchef. Confesso que não sabia muita coisa sobre Delícia, Delícia mas ter um toque culinário na história me chamou a atenção e eu quis muito ler o livro.

Leilani é uma pâtisserie que, após perder sua mãe e quase perder o pai, resolveu largar a agitada vida que tinha em Nova York e se mudar para a pacata ilha de Sugarberry. Recentemente, ela abriu a Cakes by the Cup, sua confeitaria de cupcakes. Acontece que ela nunca imaginaria que um dos motivos que a fez deixar Nova York fosse aparecer justamente em seu novo mundo.

Baxter é um grande e renomado Chef, que ensinou muito para Lani. Conhecido como Chef Hot Cakes, tem também um programa e por algum motivo resolveu gravar a nova temporada do show justamente na pequena cidade onde, agora é o lar de Lani. Como a narrativa intercala a perspectiva de Lani e Baxter, sabemos o real motivo de ele ter escolhido a ilha de Sugarberry. Acontece que, em todo romance tem uma certa falta de comunicação e, esses dois se entenderem pode não ser assim tão fácil.
"...Baxter se perguntou como diabos encontraria forças para ir embora e deixá-la para trás."
Leilani gosta de cozinhar e é executando uma receita que ela pensa na vida. Consigo entender a lógica por trás da boloterapia, mas achei que a autora se repetiu demais ao enfatizar várias e várias vezes que cozinhar era terapia. Não tinha necessidade de repetir tanto já que fica bem claro que é na cozinha e no "Clube do Cupcake" que ela e suas amigas resolvem as coisas. E esse foi um dos pontos negativos da história para mim, já que acabou tirando um pouco o ritmo da leitura.

Outra coisa que me incomodou um pouco foi a velocidade da história. Enquanto muitos livros tem um relacionamento rápido demais, achei que a história de Leilani e Baxter demora demais para acontecer. Quer dizer, a gente sabe o que os dois sentem, e mesmo que dá para entender as ações iniciais da Lani, chega um momento em que me pareceu apenas teimosia - e uma grande falta de comunicação. Me passou a sensação de ter tanta enrolação no começo para, depois ser tudo tão rápido no final.
"Agora eu entendo. É uma droga ter precisado de um circo e um bando de confeiteiros alegres para isso... mas entendi. De verdade. Não é uma questão de desistir, mas de admitir que eu nunca deveria nem ter tentado."
Acontece que, mesmo assim, eu curti a leitura do livro. De alguma forma, queria saber como é que as coisas iriam se resolver e se iriam se resolver. Tanto que praticamente só consegui largar o livro ao chegar no final. Os personagens secundários também me conquistaram - fiquei muito encantada com Charlotte, Dre e Alva. Confesso que adoraria ler mais sobre essas três mulheres, de diferentes gerações mas todas com seu encanto. Tinha uma certa esperança que o segundo livro seria com Charlotte, mas pela sinopse que li no Goodreads, é sobre Riley - que aparece somente no epílogo desse livro, então não sei o que esperar.


A diagramação do livro está simples, com pequenos detalhes que dão um pouco mais de charme para o livro. Não sou fã de folhas brancas (sempre prefiro as amareladas) mas isso não foi um problema já que o texto está com um bom tamanho. E a capa??? Ficou muito mais linda que a original - e me deixou com a maior vontade de colocar em prática as receitas que contém no final do livro.
"Porque eu não consigo resistir a você mais do que você consegue resistir a mim."
Delícia, Delícia teve seus pontos negativos, mas foi uma leitura gostosa e que eu adorei ter realizado. A narrativa é cheia de altos e baixos, assim como a vida real, mas me ganhou e conseguiu me envolver. A pequena ilha de Sugarberry é uma cidade calma do interior, com uma energia que reflete na história e na vida dos personagens. E, eu que não gosto de cozinhar fiquei com vontade de entrar na cozinha de Lani, não só como uma espectadora, mas também fazer parte de uma das sessões do clube, colocar tudo para fora e ainda comer o mais perfeito dos doces.

Leia Mais

Em um instante... tudo pode mudar - L. M. Gomes

Monique não tinha do que reclamar, sua vida era exatamente aquilo que sempre sonhou. Aos 23 anos, prestes a concluir a tão sonhada faculdade, seu namorado era um príncipe, tinha amigos incríveis e era dona do seu destino. Até que viu sua vida nas mãos de um estranho.
Rafael era um cara normal, com sua vida planejada e previsível. Batalhador, pediatra e sonhador, aos 28 anos, acreditava ter seu destino traçado.
Mas quem era ele para subestimar o quanto o mundo pode girar?
Eles passavam naquele momento, naquele lugar.
Um instante é o suficiente para que tudo possa mudar.
"Suspirei. Como tudo pode mudar por causa de um momento? Entrar naquela farmácia definitivamente mudou a minha vida." (pág. 51)
Gosto de romances e essa coisa de destino mudando por um momento foi o que me chamou a atenção e fez com que Em um instante... tudo pode mudar entrasse na lista de desejados. Então, quando recebi o livro em parceria com a Editora Qualis, estava mais que empolgada para conhecer a história criada por L. M. Gomes.

O início é super rápido, no final do segundo capítulo (sendo o primeiro narrado por Monique e o segundo pelo Rafael) a gente já sabe qual é o momento em que os dois se cruzam e que muda a sua vida. Gostei de conhecer os personagens já nesse momento, mas agora, depois de ter terminado a leitura não sei se isso foi realmente uma boa coisa.

Tanto Monique quanto Rafael tem sua vida acertada e programada. Embora Rafael tenha acabado de se mudar, ele está atrás de seus sonhos e já tem tudo planejado para os próximos anos. Monique tem algumas dúvidas quanto à casamento, mas sua vida está seguindo exatamente como ela sempre sonhou. Não ter tempo de acreditar nisso é o que me deixou um pouco perdida durante a narrativa. Como comentei, a gente conhece os personagens no momento em que tudo muda para eles, mas na verdade, para o leitor é tudo novo então não dá para realmente sentir esse ponto de mudança.
"Eu... realmente não consigo te dizer como isso virou tão intenso e tão certo em tão pouco tempo. apenas aconteceu." (pág. 87)
É claro que a gente compreende os motivos que ligam Rafael e Monique, e em como um não para de pensar no outro depois do que aconteceu com os dois. A química entre eles é intensa, e quando ficam juntos a coisa realmente pega fogo. Os dois também tem momentos fofos juntos, e mesmo sendo o centro da história, a gente ainda consegue conhecer um pouco mais alguns personagens secundários, como o irmão do Rafael - Pedro - e a melhor amiga da Monique - Adriana.

Não me entendam errado, eu gostei do livro e acho que é uma história gostosa para entreter e passar o tempo. É um belo romance, cheio de cenas sensuais e o Rafa tem uma boca suja que muda toda a sua postura de bom moço - o que faz com que ele se torne ainda mais sedutor, interessante e apaixonante. E eu gostei muito dele, assim como gostei bastante do casal e de outros personagens. 

A Qualis caprichou na edição - que conta com folhas amarelas e ótimo tamanho do texto. No início de cada capítulo tem um detalhe gráfico que deixa o livro fofo também visualmente. De alguma forma acho que eu esperava um pouquinho mais da história, ou talvez que o livro tivesse fugido um pouco do amor instantâneo (que eu achei muito mais rápido do que nos livros da Bella Andre). Mesmo assim, gostei da escrita de L. M. Gomes e, é claro que quero ler o livro do Pedro - além de conhecer suas outras histórias. 

Leia Mais

11/05/16

[Evento] Lançamento A Dama da Meia-Noite

Oi Pessoal, tudo bem?

Quem me conhece, sabe o quanto sou apaixonada pelos livros da Cassandra Clare. Sendo assim, é claro que eu estava mais do que empolgada com o lançamento de mais um de seus livros - ainda mais por se passar em um mundo que sou completamente apaixonada: o mundo dos caçadores de sombras.


A Dama da Meia-Noite é o primeiro volume da trilogia Os Artifícios das Trevas, e se passa cinco anos após o final de Cidade do Fogo Celestial. Como personagem principal temos Emma e Julian, e dessa vez, estamos em Los Angeles. A resenha do livro entra no blog ainda essa semana :)


Para comemorar o lançamento do livro, alguns encontros de fãs foram realizados pelo país e o blog foi o responsável pela mediação no encontro de Florianópolis. O encontro aconteceu no sábado do dia 07, na Catarinense da Felipe Schmidt, contando com a presença de fãs da série e também de alguns 'novatos' - que eu aposto que saíram de lá com a maior vontade de embarcar nesse maravilhoso mundo da tia Clare.


A Galera Record enviou marcadores e três livros para sortearmos entre os presentes. Junto com eles, eu tinha alguns marcadores por aqui que usei para montar alguns kits - assim, todos os presentes saíram com um kit de lembrança. 


Por falar em kit, eu não esqueço dos nossos queridos leitores - principalmente os de outras cidades que não puderam comparecer. Para vocês separei dois kits de marcadores que serão sorteados entre todos os comentários dessa postagem. (A promoção vale até dia 26 - mas não vale comentarios com somente 'participando', ok?)


Conversamos bastante e foi muito legal passar a tarde com outros fãs da série. A empolgação foi tanta que já queremos mais um encontro, para dessa vez conversar só sobre os muitos spoilers que seguramos em respeito a quem ainda não tinha lido o livro...rs




O legal nesse evento, foi rever e conhecer alguns blogueiros (vou deixar os links no final da postagem, aproveitem e façam uma visita para eles também!). Quero agradecer pela presença, além claro, de agradecer ao Edu pelas fotos!!! Muito obrigada pessoal :)


Por falar no Edu... Foi impossível não querer tirar uma foto com ele, que arrasou no cosplay! No próximo prometo arriscar desenhas as marcas também!!! (Ah, e eu queria ter pensado em algum brinde para quem fosse caracterizado, mas acabei não lembrando de levar nada - mas separei um kit bem legal com poster e bottons que irei levar para o Edu, e eu espero que ele goste!


Finalizo a postagem agradecendo novamente a presença de todos. Muito obrigada ao Emílio e toda a equipe da Catarinense pelo espaço e parceria. E claro, muito obriga à Maya e a toda equipe da Editora Record - por todo apoio, atenção, brindes e parceria!

Que tal visitar e conhecer outros blogs aqui de SC?


Leia Mais

08/05/16

Onde Está Você (Entrelinhas II) - Tammara Webber

Quando conheceu Emma Pierce no set de filmagem de seu último longa-metragem, Graham Douglas ficou imediatamente encantado, mas Emma era o objeto de desejo do superastro Reid Alexander. Graham fez o possível para não se apaixonar por ela, até que um encontro em Nova York dá a ele mais uma chance, e dessa vez ele decide arriscar. Emma sacrificou uma carreira promissora em Hollywood para levar uma vida comum. Ela acreditava já ter superado o que sentia pelos dois caras que disputavam seu coração na filmagem de seu último trabalho, até que o destino coloca Emma em uma cafeteria no meio de Manhattan com aquele de quem ela ainda sente saudade. Brooke Cameron sobreviveu aos três meses no set de filmagem com seu belo e arrogante ex-namorado, o garoto de ouro de Hollywood. Mais velha e sábia, ela agora pôs os olhos em Graham, um grande amigo, e só há uma coisa em seu caminho: Emma, a garota que ele não consegue esquecer. Reid Alexander é capaz de resumir a própria vida em uma única palavra: tédio. Ele não tem muito o que fazer além de entrevistas, sessões de fotos e o lançamento de seu último filme. Em busca de diversão, a última coisa que ele espera é se juntar à sua ressentida ex-namorada para atingir um objetivo comum: separar Graham e Emma. O jogo começou.

Se você não leu Entrelinhas, a resenha pode ter alguns spoilers - isso porque o livro começa exatamente depois do final do primeiro e gira completamente em torno das decisões tomadas pela Emma. A própria sinopse já conta, mesmo assim, tentei não entrar no enredo e somente em minhas impressões. Eu não penso que ler a resenha (ou sinopse) seja algo ruim e que estrague a leitura já que a narrativa dos fatos compensa muito.

Gostei muito mais da Emma nesse livro, ela me pareceu mais resolvida, talvez mais madura. E, graças ao Graham, muitas coisas são evitadas já que perguntas são feitas. É claro que isso não significa que Brooke e Reid não consigam abalar algumas estruturas.

O livro é dividido em quatro pontos de vista - Emma, Graham, Brooke e Reid - e isso faz com que a história desse 'quadrado amoroso' fique mais completa. O leitor conhece a intenção de cada personagem e foi interessante ver como cada um deles ia percebendo a postura dos outros.

"Acho que o amor nunca é uma coisa certa, não importa quais palavras sejam ditas. O amor exige um salto cego para o abismo, todas as vezes."

Não consegui gostar da Brooke. O pior é que dá para entender suas atitudes por causa dos acontecimentos de sua vida. É que tudo o que ela passou fez com que ela chegasse nesse ponto, nesse momento. Assim como o Reid no primeiro livro, ela é uma 'pobre menina rica', mas não consegui ter nenhuma simpatia por ela - e nem torcer para que venha alguma redenção ou um final feliz... Enfim...

Reid comprovou minhas intuições e me fez gostar dele mais do que no primeiro livro. Ele é um garoto mimado, que tem tudo o que quer por causa da fama mas está completamente perdido. E foi legal ver que, no momento decisivo ele toma a atitude certa, que de alguma forma tem um cara legal escondido atrás de tanta arrogância. Isso me fez ficar empolgada para o próximo livro - que terá ele como ponto principal.

Graham é apaixonante e dispensa comentários. Já sabia que me apaixonaria por ele, mesmo conhecendo tão pouco no livro anterior, e nesse simplesmente fui arrebatada. Ele é o cara que qualquer garota gostaria de ter por perto, seja como amigo, como namorado, como qualquer coisa... Ele é tipo o príncipe perfeito, encantador e apaixonante de um jeito que nem percebi se ele tem um ou outro defeito.

"Ela me apavora e acalma a minha alma ao mesmo tempo. Talvez o amor seja exatamente isso: uma total contradição que, de alguma forma, se equilibra."


Onde está você foi uma leitura ainda melhor que Entrelinhas, ainda mais encantadora e, que até o momento, é o meu preferido da série. E olha que eu me irritei muito com essa coisa de se juntar para separar um casal - é o tipo de coisa que não faz sentido pra mim, mas algo completamente compreensível de vir de uma personagem como a Brooke. Seria algo que deveria me fazer virar o nariz para a história, mas a narrativa da Tammara é tão gostosa e viciante que eu só consegui largar a leitura ao chegar na última página. Fiquei ainda mais fã da autora - e torcendo para que venha muito mais histórias suas.

Leia Mais

O Primeiro Último Beijo - Ali Harris

“O primeiro último beijo” conta a história de amor de Ryan e Molly, de como eles se encontraram e se perderam diversas vezes ao longo do caminho. Na primeira vez em que eles se beijaram, Molly soube que ficariam juntos para sempre. Seis anos e muitos beijos depois, ela está casada com o homem que ama. Mas hoje Molly percebe quantos beijos desperdiçou, porque o futuro lhes reserva algo que nenhum dos dois poderiam prever…
Esta história comovente, bem-humorada e profundamente tocante mostra que o amor pode ser enlouquecedor e frustrante, mas também sublime. Na mesma tradição de P.S. Eu Te amo e Um Dia, O Primeiro Último Beijo vai fazer você suspirar e derramar lágrimas com a mesma intensidade.



Estava aqui pensando em como começar a resenha e percebi que ultimamente ando escolhendo muitos livros pela capa. Sei que a gente não deve julgar um livro pela capa, mas tem tantas que são tão fofas que é quase impossível não querer ter o livro. Isso aconteceu com o livro de Ali Harris - que tem uma capa fofa demais!

O primeiro último beijo conta a história Molly e Ryan, um casal aparentemente incompatível mas que, conforme vamos conhecendo a história vemos o quanto se completam e o quanto somam um ao outro. É a história de um casal imperfeito, com uma vida cheia de altos e baixos, de idas e vindas, de erros e acertos. Uma história onde o amor do casal é testado de tantas maneiras que a maior pergunta que fica é se o amor é forte o suficiente.

"E, quando esse pensamento me ocorre, beijo Ryan com cada grama de amor que já tive por ele, um amor que às vezes foi grande demais para que eu pudesse lidar, um amor que vai além dos meus anos. E agora, parece, além dos dele também. Quando seu corpo começa a tremer e vem o tsunami de lágrimas, embalo sua cabeça no meu colo e acaricio seu cabelo dourado, e sussurro que vou fazer com que cada beijo, cada toque, cada momento dure uma vida."

É difícil para mim escrever sobre esse livro sem contar maiores detalhes. No início, tive uma sensação de que não iria gostar do livro, tanto que ele demorou um pouco para me ganhar. Acontece que aos poucos fui ficando mais e mais envolvida e comovida com a história de Molly. Muitas vezes fiquei com raiva de suas atitudes e outras tantas me imaginei em seu lugar e pensando o quão difícil poderia ser. E como dói quando a gente pensa em um beijo desperdiçado, em uma oportunidade perdida ou então como é triste quando a vida fica no meio do amor.

Uma das poucas coisas que eu não gostei no livro foi a mistura entre passado e presente. É que ele vai e volta diversas vezes e não exatamente de forma linear. E embora tenha marcado a data antes da narrativa eu me perdi algumas vezes - o que fez com que o ritmo da leitura me parecesse meio devagar. Se bem que eu não tenho por hábito ler livros nesse estilo, então o que pode ter sido um ponto fraco para mim pode ser um super ponto positivo para outros leitores.
"Você pode me fazer uma favor? Quebre uma regra hoje, enlouqueça, viva o momento. Abra seu coração. Depois, abra mais um pouco. Ame muito, ame mais ainda. Não tenha medo de se expressar, de gritar, de ser ouvido. Diga EU TE AMO. Aposte todas as fichas. Aposte todas as fichas no amor. Por mim. Porque eu não fiz isso. E agora não posso mais.Isso é tudo.(Mas não o suficiente.)"
O primeiro último beijo não é exatamente meu tipo de livro, mas mesmo assim me deixou completamente encantada e apaixonada. É uma história intensa e cheia de lágrimas pelo caminho, mas também doce e encantadora. Um livro que fala sobre o amor e todas as suas imperfeições, sobre erros e sobre lutar pelo que se deseja. É um daqueles livros que você termina com um suspiro e a certeza de que precisamos apreciar melhor os pequenos momentos da vida pois são justamente eles que, muitas vezes, se tornam os mais importantes.

Leia Mais

07/05/16

Entrelinhas - Tammara Webber

Reid Alexander, um dos jovens atores mais bem pagos da atualidade, está acostumado a conseguir o que quer - e o que ele quer agora é Emma Pierce, a atriz novata que vai fazer par romântico com ele no próximo filme. Os astros parecem estar se alinhando para realizar o seu desejo, até que ele se vê diante de dois obstáculos inesperados: uma ex-namorada ressentida e um rival que vai disputar o coração de Emma. Emma Pierce acaba de receber uma oportunidade de ouro após anos atuando em comerciais e filmes para TV. Fazer o papel principal em um filme de grande orçamento, contracenando com o lindo Reid Alexander, deveria ser a realização de um sonho. Mas o coração de Emma esconde uma fantasia secreta: ela quer ser uma garota normal. Entrelinhas é o primeiro volume da série homônima de Tammara Webber, autora que já conquistou os leitores brasileiros com livros como Easy e Breakable. Embarque em mais esta história arrebatadora, que vai deixar você querendo muito mais.

"Eu devia ser grata, devia me sentir sortuda - e eu sou grata, me sinto sortuda. Mas, mesmo que você tenha tudo que todos desejam, se não for o que você deseja, não é e ponto-final"

Entrelinhas está na minha lista de leituras desde o lançamento, mas somente agora eu finalmente tirei ele da estante para ler. A Tammara me ganhou em Easy (e em Breakable e em Sweet), então estava certa de que iria me encantar novamente com ela. E foi exatamente o que aconteceu.

Emma Pierce é atriz e acaba de receber a oportunidade da sua vida - o papel principal em uma releitura de Orgulho e Preconceito. E mais, ela fará par romântico com Reid Alexander - o ator jovem sensação do momento. O cenário me lembrou várias das últimas adaptações e essa coisa de atores até então não tão conhecidos começarem a aparecer e chamar atenção.

O que eu mais gostei é que senti a história bem equilibrada entre gravações, bastidores e as mudanças na vida de Emma. Ela começa a perceber a grande atenção que a mídia dá para alguns detalhes de sua vida - e também como nem tudo é o que parece.

Não foi exatamente fácil gostar do Reid. Quer dizer, eu torcia muito por ele, até porque eu achava que ele estava mais perdido do que outra coisa. Sabe aquela coisa de 'pobre menino rico'? Ele tem alguns problemas em casa e encontrou nas saídas e noitadas sem compromisso uma válvula de escape. E por isso dá para entender seu comportamento, mas ao mesmo tempo, ele é presunçoso, rude e mimado e isso da muita a vontade de lhe dar uns tapas...

"O que a gente diz quando os sentimentos não cabem em palavras?"

Existe também um triângulo, e isso faz com que seja ainda mais difícil gostar do Reid já que o Graham não precisou de muito para me ganhar. E, eu que no começo pensei que seria uma história onde o bad boy muda pela garota boazinha, gostei de ver que não é exatamente assim que a história vai se desenrolando - e por mais que você se apaixone e torça por um dos dois caras, é meio que claro o caminho mais correto para a Emma. 

Eu adorei como o final se resolve e deixa o gancho para o segundo livro 'Onde você está' - que eu não aguentei esperar e engatei a leitura assim que virei a última página. Entrelinhas foi uma leitura que me conquistou mais e mais a cada página, e que fez com que todos os detalhes que eu poderia não curtir ficassem sem importância, já que a Tammara mais uma vez me ganhou com sua narrativa doce e envolvente. Lucas ainda é meu queridinho, mas Graham ganhou um cantinho do meu coração (e acho que Reid também irá ganhar).

Leia Mais
 

©2011Amores e Livros | by TNB Modificações: Amores e Livros

All images posted on this blog have been found from the internet. Copyright still belongs to the owner/creator of each work.
We respect Copyright Laws. If you have found your image without credits, please report it to us.