Marcada - Série House Of Night

17/10/2010

Resumo da Obra:
Em The House of Night você vai conhecer um mundo parecido com o nosso, exceto pelo fato de que nele os vampiros sempre existiram e convivem tranquilamente com as pessoas normais. No primeiro volume, Marcada, Zoey, uma garota de 16 anos, acaba de receber uma marca que vai transformar a sua vida por completo. Zoey terá que se afastar de seus amigos e de tudo aquilo que fazia parte da sua vida até então. A menina vai se transformar em vampira e usufruir de poderes que ela nem imaginava possuir. Mas para isso ela precisa suportar o difícil período de transformação, caso contrário morrerá. 



Minhas Opiniões:
(Cuidado, pode conter spoilers)

Sim, eu estou um pouco atrasada em relação a esta série, fato que pretendo corrigir logo já que o sexto livro, Queimada, tem data de lançamento em 22 de novembro...
Mesmo assim, gostei muito do primeiro livro.
De leitura fácil e envolvente, entramos nesse "novo mundo de vampiros" (porque cada escritor tem o seu estilo e aqui não é diferente) junto com a personagem principal, Zoey Redbird.






Zoey é uma garota de 16 anos que não tem afinidades com os irmão e que é "esquecida" pela mãe depois de seu novo casamento com um fanático religioso. Sua única "familia" são seus amigos e ela se sente mais em casa na escola do que em sua própria casa. Em uma manhã de aula, ela é marcada por um rastreador e é aí que a história toda começa.
Devido a sua marca (e assim como todos que são marcados) Zoey tem que se mudar para a Morada da Noite, uma escola onde ela irá aprender sobre sua nova vida e sobre as transformações que estão para acontecer com ela.
Antes de chegar à Morada da Noite, Zoey tem uma experiência fora do corpo que faz com que ela fique intrigada com as coisas, ou melhor dizendo, faz com que ela perceba a sua intuição quanto as pessoas.
O bom do livro é que vamos aprendendo sobre a Morada da Noite junto com a personagem principal o que faz com que as coisas que já aconteciam por lá serem bem explicadas para quem está lendo.
Lá ela conhece sua colega de quarto, Stevie Rae, uma "caipira" de sotaque puxado do interior de Oklahoma. Stevie Rae, se mostra super compreensiva e de confiança, o que faz com que ela vire a melhor amiga de Zoey...
O grupo de amigos de Zoey na Morada da Noite se forma com Damien, um garoto gay inteligentíssimo, que grava tudo o que lê e que tem um vasto vocabulário e uma mania de   usar palavras "dificeis" para dizer o que quer. Ele é um tipo de cara que toda garota quer ter por perto. Amigo, leal e com um conhecimento sobre garotos...
Temos Shaunee e Erin, duas meninas que se encontraram na Morada da Noite e que se chamam de gêmeas. Mesmo não sendo irmãs, elas tem um gosto extremamente parecido e uma sempre completa a frase da outra. São exatamente uma alma dividindo dois corpos, e me pareceram ser muito mais próximas uma da outra do que muitos gêmeos reais que eu conheço. Tanto uma quanto a outra, mostram que quando são amigas, estão do seu lado para o que der e vier.
Esses quatro amigos formam o grupo de Zoey e é com eles que ela vai aprendendo sobre as pessoas e hábitos da Morada da Noite.
Temos ainda Erik Night, o "gato" da escola. Popular e lindo é o garoto mais cobiçado da Morada e parece gostar de Zoey. Ao longo do livro, ele se mostra um cara que dá para confiar e é claro que eles formariam um casal. Erik faz parte dos Filhos das Trevas, grupo que é liderado por Aphrodite. A líder das Filhas das Trevas parece uma dessas garotas esnobes e fúteis que encontramos no dia a dia. Se importa mais com a beleza externa das pessoas, em se auto intitular como a mais linda de todas (não que ela não seja uma loira bonita) e em ser o centro das atenções. É do tipo que acha que só sua presença muda a vida das pessoas, como ela mesmo fala para Zoey "este lugar é maravilhoso porque eu sou maravilhosa". É por este e outros detalhes que o grupo de Zoey a chama de "maldita do inferno" e eu concordei o tempo todos com eles. Por Zoey sentir que tem coisa muito errada com Aphrodite, ela decide que eles tem que dar um jeito de impedi-la.
E, acho que não posso deixar de falar de Neferet... A Grande Sacerdotisa da Morada da Noite e mentora de Zoey. Neferet tem o respeito, admiração (e impõe um certo medo as vezes) de todos. Como o próprio título já diz, a Grande Sacerdotiza é a "bam-bam-bam" da Morada da Noite. O primeiro instinto de Zoey diz que ela não é de muita confiança, mas com o decorrer da história tanto Zoey como eu vamos vendo que talvez a sua intuição não estivesse assim tão certa.
Zoey vai passando os seus dias na Morada da Noite conhecendo as regras e vivenciando o dia a dia de um novato marcado. Suas aulas são descritas e eu adorei o jeito que o desenrolar da história foi tomando, contando como estava sendo essa mudança na vida de Zoey e o mais legal na minha opinião é o Blá-blá-blá que ela tem com ela mesma.
Durante esse meio tempo, temos acontecimentos cotidianos e um certo toque de mistério com o aparecimento de certos fantasmas de novatos mortos (que não resistiram a  transformação) que só Zoey vê e com a descoberta da afinidade pelos 5 elementos que ela possui. Nesse momento, vemos uma Zoey perdida com seus pensamentos já que nenhum novato nunca foi agraciado com a afinidade aos 5 elementos e ela fica tentando ser uma novata normal, o que já era bem difícil devido a sua marca colorida e completa, coisa que só acontece com a transformação completa. 
O livro termina em um ritual de Sambhain (Halloween) que Aphrodite monta, invocando espíritos e que as coisas dão erradas, onde Aphrodite mostra mais uma vez porque é uma "Maldita do Inferno". Para arrumar as coisas, Zoey invoca os elementos para fechar o circulo e com isso, Neferet tira o título de Aphrodite de Líder das Filhas das Trevas e passa este para Zoey.
O livro termina com todos voltando para a Morada da Noite, com uma Zoey líder das Filhas das Trevas, com afinidade aos 5 elementos e com tatuagens que completam sua marca no rosto, pescoço e costas. E em um dos últimos momentos, temos uma fala de Aphrodite que me deixou com uma pulga atrás da orelha, me perguntando "será que ela é mesmo assim tão ruim?"

É claro que o livro termina com muitas coisas não explicadas, e com muita vontade de já começar a ler o próximo volume da série, Traída. Mas o que eu gostei é que ele não termina como se tivessem cortado a história no meio.
Achei a leitura agradável e gostei muito do estilo de escrita de P.C. Cast e Kristin Cast.



Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

1 comentários

  1. Quando li pela primeira vez esse livro eu achei genial.
    Um universo vampiro novo e muito interesante.
    Mal sabia eu que algumas coisas (6 livros depois) iam ir ladeira abaixo...

    Apesar disso eu amei esse livro.
    Adorava (isso mesmo, no passado) o Erick, o grupinho de amigos da Zoey, odiava a Aphrodite(depois passei a gostar dela).

    Ficava esperando pelo próximo livro, gostava de cada um. Vamos ver se em "Burned" a coisa anda.

    Bye

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras