His Banana - Penelope Bloom

30/08/2018

Meu novo chefe gosta de regras, mas tem uma zé-ninguém que se atreve a quebrar…
Não toque sua banana.
Sério. O cara é como um viciado em potássio.
Claro, eu toquei.
Se você quer ser técnico, eu a coloco na minha boca.
Eu mastiguei também… Eu até engoli.
Eu sei. Má, má garota.
Então eu o vi, e acredite ou não, engasgar com a banana de um cara não dá a melhor primeira impressão.
Eu deveria voltar um pouco aqui. 
Antes de tocar na banana de um bilionário, consegui minha primeira tarefa real como repórter de negócios. Essa não era a mesma tarefa de fundo do poço que eu sempre recebia. Eu não ia entrevistar um lixeiro sobre suas rotas favoritas ou escrever um artigo sobre como pegar cocô de cachorro nos quintais das pessoas é a próxima grande coisa. Não. Nenhum dos acima, muito obrigada.
Essa era a minha grande chance. Minha chance de provar que eu não era um desastre ambulante, desastrada, desajeitada e propensa a acidentes. Eu estava me infiltrando na Galleon Enterprises para acompanhar suspeitas de corrupção.
Sinal de entrada para a música do James Bond.
Eu poderia fazer isso. Tudo o que eu tinha que fazer era conseguir a posição de estagiária e arrasar na minha entrevista com Bruce Chamberson.
Esqueça o fato de que ele parecia como se alguém o esculpiu com desejo líquido feminino, depois borrifou com algum “faça com que os homens questionem sua sexualidade” por precaução.
Eu precisava fazer isso funcionar. Sem acidentes.
Nenhum desastre. Nenhuma falta de jeito. Tudo o que eu precisava fazer era aguentar por menos de uma hora.
Avançando rapidamente para a sala de conferências antes da entrevista, e é aí que você me encontraria com uma banana na mão.
Uma banana que literalmente tinha o nome dele em forte tinta preta.
Foi alguns segundos depois quando ele entrou e me pegou de mãos amarelas.
Alguns segundos depois disso foi quando ele me contratou.
Sim. Eu sei.
Também não parecia um bom sinal para mim.
*Sinopse traduzida para a postagem*
Compre: E-book / Físico
*Free no Kindle Unlimited


Sabe quando você pega um livro pela capa? Pelo duplo sentido do título? Pela sinopse que te prende e te deixa curiosa? Foi isso que aconteceu comigo e com His Banana. E que leitura gostosinha que eu encontrei!!!!

Natasha é uma jornalista em uma pequena revista de Nova York. Acostumada a só ganhar as reportagens que ninguém mais quer ou que não terá visibilidade por conta dos assuntos. Além disso, ela é a pessoa mais desastrada que você pode imaginar. Se algo tem uma mínima chance de dar errado, pode ter certeza de que dará para ela, mas sua sorte parece mudar quando ela é escolhida para se infiltrar nos escritórios de Bruce Chamberson e descobrir a sujeira que ele esconde.

Bruce é um cara que tem tudo em sua vida perfeitamente definido em um cronograma. Nada fica fora do lugar e ele gosta de estar preparado para tudo. A muito tempo ele se colocou na posição de não cometer o mesmo erro duas vezes e isso tem funcionado muito bem para ele. Acontece que depois de ter sido queimado pela sua última namora, ele também colocou relacionamentos na lista de erros que não irá cometer de novo.

Os dois não poderiam ser mais opostos um do outro. E claro, o primeiro encontro deles não poderia ser diferente... Bruce pegando Natasha no momento em que ela resolveu comer a banana que ele tinha na sala de descanço. Uma banana que ele comia todo dia e que todos sabiam que era intocável. Então, certa de que isso acabará com suas chances de conseguir sua reportagem, qual não é o espanto quando ela é contratada para o estágio?


Bruce está determinado a fazer Natasha pagar por ter tocado em sua banana. Uma estagiária tirou seu cronograma dos trilhos e ele não pode aceitar isso. Mas Natasha é um sopro de ar fresco na vida desse cara que mais parece um robô já que ela não se segura ao responder suas provocações e o desafia, coisa que ninguém faz. Isso unido a uma forte atração que só cresce mais e mais, é a pedida certa para boas risadas e alguns momentos de vergonha alheia.

Eu só esperava um pouquinho mais do final, talvez um pouco mais explicado o assunto referente a ex de Bruce. Mesmo assim, gostei de como a história se desenvolveu e estou mais do que empolgada para ler His Cherry - livro que irá contar a história de William, irmão gêmeo de Bruce.

His Banana é uma leitura leve, que tem um ritmo gostoso de acompanhar e que me tirou várias risadas. O segredo de Natasha ser uma repórter disfarçada dá um pequeno toque de drama - aqueles que a gente sabe que vai acontecer algo ruim quando a verdade vier a tona. Além disso, o livro ainda tem momentos fofos e claro, cenas quentes ;)
Se você procura uma leitura gostosa no melhor estilo sessão da tarde, His Banana pode ser uma ótima escolha!!!!

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

0 comentários

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras