Laços Inseparáveis - Emily Giffin

19/11/2013

Olá galera do Sael. 

O livro de hoje é mais um da parceria com a Novo Conceito e espero que gostem.

Sinopse: "Marian Caldwell é uma produtora de televisão de 36 anos, vivendo seu sonho em Nova York. Com uma carreira bem-sucedida e um relacionamento satisfatório, ela convenceu todo mundo, inclusive si mesma, que sua vida está do jeito que ela deseja. Mas uma noite, Marian atende a porta... para apenas encontrar Kirby Rose, uma garota de 18 anos com a chave para o passado que Marian pensou ter deixado para trás para sempre. Desde o momento que Kirby aparece na sua porta, o mundo perfeitamente construído de Marian — e sua verdadeira identidade — será chacoalhado até o fim, fazendo ressurgir fantasmas e memórias de um caso de amor apaixonado que ameaça tudo para definir quem ela realmente é. Para a precoce e determinada Kirby, o encontro vai provocar um processo de descobrimento que a leva ao começo da vida adulta, forçando-a a reavaliar sua família e seu futuro com uma visão sábia e doce. Enquanto as duas mulheres embarcam em uma jornada para encontrar o que está faltando em suas vidas, cada uma irá reconhecer que o lugar no qual pertencemos normalmente é onde menos esperamos — um lugar que talvez forçamos a esquecer, mas que o coração se lembra eternamente."

Não tem como falar deste livro sem liberar umas pequenas pontinhas da trama. Eu acho a autora a rainha do dramalhão. Não levem isso pelo lado negativo. Há vários dramalhões espalhados por ai em livros e filmes que milhares de pessoas gostam.  Ela sabe escrever sobre coisas que geram certa expectativa e um pouco de desconforto. Eu vejo isso com bons olhos, já que não é todo mundo que toca o dedo na ferida e vai apertando até sair a casca e mostrar porque ela dói!

Não vou dizer que este é um dos meus livros preferidos, mas ele faz refletir sobre alguns aspectos que podem tocar nossos corações. Há vários temas importantes abordados no livro: gravidez na adolescência e as consequências de escondê-lo, adoção e a opção linda de sempre contar a verdade sobre o assunto, o fato de se deparar com um 'problema' e tentar fugir ou resolver e aproveitar o que pode vir a seguir. Realmente te faz pensar sobre cada coisa que possa parecer desagradável e mesmo assim te fazer crescer, te levar em frente e compreender o que cerca nossas escolhas.

Livro intenso, de personagens fortes, cheio de questões importantes abordadas de forma inteligente. É o tipo de livro que eu odeio amar...

Espero que tenham gostado da dica.

Até a próxima!






Que tal conferir também...

2 comentários

  1. Eu tenho o livro aqui mas ainda não tive oportunidade de ler. Já ouvi outras pessoas dizerem que a autora adora um drama, mas também não vejo isso pelo lado negativo. Por outro lado, acho que a gente tem que estar no clima para mergulhar em todas essas emoções. Qualquer dia eu me jogo nessa leitura!

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho uma opinião bem clara e definida no quesito adoção. Acho o maior gesto de amor que alguém poderia ter por outra pessoa. Eu entendo a posição da Kirby, mas se fosse eu, não iria atrás de pais adotivos, para mim, pai é quem cria, seja lá o motivo que eles tiveram para doar a criança.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras