O que eu quero pra mim – Lycia Barros

21/09/2015

O-Que-eu-quero-para-mimAlice é independente, bem-sucedida profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos. Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando. Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva.
Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de autodescobrimento e percebe o que realmente importa para ela.O que eu quero pra mim é um romance inspirador, que fala sobre a importância de conhecer a si mesmo e descobrir as próprias necessidades antes de trilhar de forma plena o caminho do amor.

11393149_937785829607203_4484279527625595857_n

Eu já tinha ouvido falar da Lycia em minhas andanças pela internet, mas ainda não tinha arrumado um tempinho para ler seus livros, então quando a Arqueiro lançou O que eu quero pra mim, a capa perfeita fazendo referencia a Londres fez com que eu colocasse o livro na lista de leituras e finalmente lesse um dos livros da Lycia. E antes de mais nada, já adianto para vocês... Quero ler todos os outros!

Eu não vou falar da história em si... Acredito que a sinopse acima já dá para ter uma boa ideia do que se trata o livro e eu não quero que escape nenhum spoiler. Mas preciso dizer uma coisa... A sinopse faz pensar que a história vai ser somente com Alice, mas não é bem assim... Embora Alice seja a personagem principal, conhecemos Luana e Eamon que conquistam seu espaço durante a história.

A narrativa da Lycia tem clichês e é um tanto previsível em alguns momentos, mas não de uma maneira negativa. O livro é tão gostoso de ler, a narrativa é tão envolvente que eu devorei o livro em poucas horas – e fazia um tempo que não lia um livro em ‘uma sentada só’.

“É melhor ficar sozinho de verdade do que estar sozinho num relacionamento.” (pág. 43)

Alice não me conquistou logo de cara... Não sei explicar muito bem, mas eu não gostei muito dela e acredito que no fundo isso tenha sido bom... Quer dizer, Alice foi me conquistando aos poucos, fazendo que no final eu estava torcendo por ela. Já Luana me pareceu um pouco exagerada em alguns momentos – mas acho que isso foi mais do fato de ela e Alice serem bem opostas entre si.

Casseano fica meio apagado durante boa parte da história já que ele fica no Brasil enquanto Alice está em Londres. Ele é descrito de maneira tão perfeita que me pareceu muito aquela coisa de “homem perfeito que só existe na ficção” e isso fez com que eu não sentisse falta dele durante o livro. Ou talvez eu não tenha sentido falta dele por causa de Eamon...

Por falar em Eamon... Para mim ele é o ponto máximo do livro. É arrogante no começo, mas daquele jeito que te deixa mais interessada do que com raiva, é forte, responsável, decidido, apaixonante. Um verdadeiro sonho de consumo que eu gostaria de encontrar novamente em algum outro livro – já que pessoalmente não tem como...

“Até hoje você só aprendeu a erguer muros. Acho que está na hora de aprender a construir algumas pontes.” (pág. 164)

O que eu quero pra mim é um livro para quem curte romance. A leitura é leve e conta com momentos divertidos mas também levanta questões sobre desejos, sonhos, carreira, amor e o quanto é importante que a gente conheça a si mesmo, se perdoe e não se prenda a hábitos que só prejudicam nossa vida. Nem sempre as coisas estarão ao nosso alcance, mas nunca é tarde para mudar e recomeçar um novo caminho.licavargas

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

1 comentários

  1. Lica!
    Romances que trazem engrandecimento pessoal são uma delícia de serem lidos.
    Pena que não se identificou tanto com a protagonista.
    “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitória propriamente dita.”(Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras