As 100 Piores Ideias da História - Michael N. Smith & Eric Kasum

26/04/2017

Aí você pergunta: quem foi o gênio por trás disso? O que essa gente tinha na cabeça?!?!? Desde que Adão deu uma mordida no fruto proibido e foi expulso nu em pelo do Jardim do Éden, a humanidade tem tido uma ideia pior do que a outra. De líderes políticos obtusos e cientistas loucos a cantores pop que não cantam bulhufas, “As 100 Piores Ideias da História” é uma celebração das mancadas homéricas – e muitas vezes histéricas – que deram origem a guerras, afundaram países, arruinaram empresas, destruíram carreiras, causaram prejuízos de milhões e até, pasmem, ameaçaram a Terra. Abrangendo política, cultura popular, moda, esporte, tecnologia, ciência, showbiz e muitas outras áreas, este livro irreverente e espirituoso, divertido e criativo, escrito por um publicitário e um jornalista, é recheado com fotos engraçadas e informações úteis, mostrando de forma bem-humorada como sacadas (burradas, na verdade) geniais se transformaram em frias estupidamente geladas (e bota geladas nisso!) – e o incrível efeito que essas gafes e mancadas ainda têm sobre o mundo e nossas vidas. E, no final (UFA!), más ideias que se tornaram ótimas. Prepare-se para boas risadas.


Não sei ao certo como começar a resenha desse livro. Como ele não conta uma única história, fica difícil para mim encontrar ao certo as palavras. Sendo assim, essa postagem é mais uma indicação de leitura e o que eu achei de As 100 Piores Ideias da História.

Sempre curti ler curiosidades diversas, afinal, é muito legal conhecer várias coisas que normalmente não entram nos livros de história e ter um outro ponto de vista. Para mim, essa foi a ideia central ao solicitar o livro - conhecer um pouco mais sobre ideias que acabaram sendo ruins para seus inventores.

Michael N. Smith e Eric Kasum fizeram um apanhado geral pela história do mundo e selecionaram o que eles consideraram as 100 piores ideias, grandes sacadas da humanidade que acabaram em enormes roubadas. Passando por vários períodos da história, temos ideias absurdas espalhadas por toda a história do mundo, em todos os setores imagináveis. E a leitura de cada um deles é interessante e em alguns casos até um pouco engraçada quando pensamos que a ideia nada mais foi do que entrar em um barco furado.

Cada ideia está apresentada de uma forma muito interessante. Temos a ideia, de quem ela foi, em que ano, uma explicação sobre o que seria, as primeiras reações ruins, no que acabou se tornando a ideia como um todo e algumas reflexões posteriores. Além disso, o livro conta com várias ilustrações (sejam das personalidades por trás da ideia ou do produto da ideia em si), tudo isso em uma diagramação magnífica - que deixa o livro ainda mais interessante de ler lido (e até relido outras vezes).


Os próprios autores indicam que as ideias não estão em uma determinada ordem - são 100 ideias ruins mas não existe o objetivo de classificar qual delas é a pior entre todas. Isso faz com que o livro possa ser lido como é apresentado ou então selecionando a ideia e criando uma ordem totalmente nova para cada leitor. É claro que tem uma certa separação de temas - são 10 partes que dividem as ideias por artistas, políticos, cientistas, invenções entre outros. E eu poderia falar de cada uma delas, ou até mesmo de várias que me fizeram ficar com a pergunta "mas o que essa gente tinha na cabeça?" durante todo o livro.

O pessoal do M&Ms recusou aparecer no filme ET, fazendo com que a concorrência que aceitou alcançasse números estratosféricos após aparecer no filme.

Algumas ideias são tão interessantes de serem analisadas, como no caso do presidente americano McKinley. Como um político atarefado, seu secretário resolve adiar um encontro com Casimir Zeglen. Casimir era inventor e costureiro, e acabou tendo seu encontro com o presidente remarcado e ele foi a outro compromisso. Nesse compromisso, ele acaba sendo assassinado com um tiro no peito. Acontece que o encontro com Casimir tinha como objetivo entregar ao presidente sua mais nova invenção: o colete a prova de balas. Imagina o estado do secretário ao descobrir isso? E esse é apenas um exemplo do que encontramos no livro.

As 100 Piores Ideias da História é um livro curioso e muito interessante de se ler. Daqueles que vale a pena para quem gosta de curiosidades, de saber mais sobre fatos históricos - mesmo que nem todos sejam comentados - e para ver que nem só de grandes ideias vive a humanidade. A leitura é fluida, gostosa de acompanhar e em vários casos, a ideia ruim acabou trazendo alguns benefícios, ou melhorias que talvez não existissem sem elas. Foi uma leitura interessante e que eu super indico para quem quer ter um pouquinho mais conhecimentos triviais ou então que esteja querendo sair de suas leituras tradicionais. Vale a pena!!!

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

3 comentários

  1. OI, Lica
    Nossa, ainda não conhecia esse livro, mas adorei a resenha! Gosto bastante de curiosidades, ainda mais essas que parecem ser tão fora do normal. Com certeza leria o livro.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  2. Moça eu li esse livro, e até desenhei ele no blog essa semana, tive dificuldades também pra resenhar também kkkk é um livro muito louco e ótimo, cheio de ideias muito bizarras kkk eu adorei! Muito interessante!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  3. Gente, eu amo ler curiosidades e tenho certeza que amaria esse livro. Com certeza a dica já está anotada!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras