Os quase completos - Felippe Barbosa

22/05/2018

O Quase Doutor é um renomado cardiologista que passa os dias em um hospital, mas no fundo é um artista frustrado. A Quase Viúva é uma professora que está de licença do trabalho para ficar com o noivo, em coma após um grave acidente. O Quase Repórter é um jornalista decepcionado com a profissão que sofre há mais de um ano pelo suicídio da esposa. A princípio, a única coisa que essas pessoas têm em comum é a sensação de incompletude e de desilusão com a vida. Até que, um dia, o Quase Doutor é persuadido por um velho desconhecido a embarcar com ele em um ônibus rumo a uma jornada para se reconciliar com seu passado. Logo a viagem se transforma em uma aventura extraordinária e, em meio a fenômenos como uma chuva de estrelas cadentes, ele precisa fazer escolhas que mudarão seu destino para sempre. Enquanto isso, eventos misteriosos levam a Quase Viúva a suspeitar que alguém dentro do hospital quer matar seu noivo e uma pesquisa minuciosa do Quase Repórter revela que sua esposa pode ter sido assassinada. Quando os dois tentam descobrir a verdade sobre seus amados, tudo leva a crer que a resposta está dentro do ônibus do Quase Doutor. Reunidos num lugar que nunca imaginaram existir, os três serão forçados a enfrentar seus maiores medos e verão que, para se tornarem completos, precisarão encarar a batalha mais difícil de todas: aquela que travamos com nós mesmos. 
Compre: Físico - E-book

Olá! Quem nunca teve vontade de mudar algo do seu passado? Refazer sua vida, corrigindo antigas escolhas? Os quase completos, romance de estreia de Felippe Barbosa, traz a chave desta questão!
Publicada pela Editora Arqueiro, a obra foi vencedora do Prêmio Pólen de literatura. A capa é muito bonita, e merece elogios. Já a diagramação, deixou a desejar. Muito carregada, com excesso de texto por página, torna a leitura cansativa.
O livro traz 382 páginas das histórias do quase doutor, da quase viúva e do quase repórter, que acabam se entrelaçando em seus relatos de vida. Não posso deixar de elogiar a escrita do Felippe Barbosa, que muito me surpreendeu em vários pontos. Principalmente na questão do antagonista, que me despertou raiva e comoção, ao findar da leitura. (Todo cuidado é pouco, ao entrar em um ônibus velho com um desconhecido, sem um destino final!)


Bom, este é um livro para ser lido sem pressa, com toda calma, curtindo cada momento. Por vezes, a história dos quase completos torna-se lenta e cansativa, parecendo querer sair do rumo. Mas é aí que entra a habilidade e talento do autor, que puxa as rédeas e chama o roteiro para a razão, comovendo e despertando a curiosidade dos leitores. Um processo bem interessante!
Interessante notar que os personagens tem histórias tão diferentes, e ao mesmo tempo, o destino acaba mudando seus caminhos, jogando-os em um jogo de aventura, mistério e suspense, com toques de ocultismo e de fé.
Neste livro, além de um bom romance, o leitor poderá encontrar um caminho para sua vida, inspirando-se nos personagens e seus dilemas.
Vamos acompanhar os próximos trabalhos do Felippe Barbosa, este promissor autor da nova literatura brasileira!

Escritor e poeta blumenauense, apaixonado por cinema, literatura e Oktoberfest. Formado em Letras, casado e pai adotivo de um gato preto. Skoob Wattpad Twitter

Que tal conferir também...

8 comentários

  1. A capa é mesmo maravilhosaa! E o livro parace trazer uma sensação de aventura e mistério né? Não conheço a escrita do autor mas parece ser bem interessante, e o livro também é algo super interessante que ao meu ver parece ser muito bom, já quero para conhecer melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, este é o livro de estreia do Felippe Barbosa. E já nasceu premiado, com o Prêmio Pólen de literatura! É um autor promissor, entre os novos autores nacionais. Vamos ficar de olho! : )

      Excluir
  2. Ricardo!
    Nossa, que livro incrível! Fico extremamente feliz em saber que esse livro é tudo isso, pois essa premissa me fisgou na hora. Então é uma grata surpresa saber que o livro teve seu potencial bem trabalhado. Que história inusitada, ao mesclar vários gêneros o autor nos proporciona uma leitura única, fisgando o leitor com essa narrativa intrigante e envolvente. Tudo indica que os personagens são bem elaborados, e os dilemas vivenciados pelos três trazem uma carga reflexiva a leitura. Estou curiosa para entender a ligação entre os três personagens principais.
    Pena que achou a narrativa lenta e arrastada.
    Fiquei muito interessada em ler o livro.
    Maravilhoso final de semana!
    “O meu objetivo é colocar no papel aquilo que vejo e aquilo que sinto da mais simples e melhor maneira.. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo a leitura deste livro, com calma e atenção. É como uma viagem de ônibus, onde devemos sentar, relaxar e observar a paisagem. Sempre atendo as novidades no caminho! : )

      Excluir
  3. Imagino que todos passam por um processo de amadurecimento e por isso a leitura deve ser mais reflexiva, o que a deixa lenta em alguns momentos. Parece um bom livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão, Patrícia! Também achei interessante perceber em várias partes, onde o livro parecia perder seu rumo, mas o autor soube puxar bem para o centro da ação e retomar a ideia principal. Bem bacana!

      Excluir
  4. Cara, descobrir as respostas de problemas q teve apenas pq decidiu entrar em um onibus desconhecido é algo engraçado, inusitado e perigoso. Ainda mais entrar em um pelo q me parece o autor dos acontecimentos. Mais um pra lista kkkkkk Vai saber se não encontro as respostas q não acho em lugar nenhum kkkkkk

    Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fran! Realmente, é bem inusitado e perigoso. E o autor nos coloca em dúvida o tempo todo, sobre estas questões! Um livro de ficção, que pode mudar nossa forma de ver a vida! Recomendo!

      Excluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras