Maybe Don´t Wanna: The Simple Man #2 - Lani Lynn Vale

05/05/2018

Ontem lançou mais um livro lindo da Lani Lynn Vale, Maybe dont´t Wanna e arrisco dizer que é um livro que vai estar na minha lista de melhores do ano. Que livro incrível! Confira mais detalhes...


 Ler em Português      Read in English

Título: Maybe Don't Wanna
Série: The Simple Man Series #2
Autora: Lani Lynn Vale
Gênero: Suspense Romântico
Lançamento: 4 de Maio, 2018


Compre Agora

AMAZON BRASIL: E-book // Físico




Sinopse


Peter Parker Penn.
Diferente do super herói do qual sua mãe o nomeou, Parker não é um cara bom.
Na verdade, se tivesse uma foto no dicionário embaixo de anti-herói, seria a dele.
Parker passou sua vida tentando voltar para o lado certo dos trilhos, mas cada passo que ele dá para frente, ele dá dois para trás.
Para salvar um, ele machuca outros. Para fazer isso bom, ele faz aquilo ruim.
Pelo bem das aparências, ele interpreta sua parte. Ele faz o que as pessoas esperam que ele faça—na maioria. E no final de cada dia, ele volta para seu apartamento vazio e deseja que ele fosse uma pessoa diferente. Uma que pudesse consertar o que ele quebrou.
Então Kayla Nash força seu caminho na vida dele, e o mundo como ele conhece muda irrevogavelmente.
Tudo que ele pensa que tinha certo está errado. E tudo que ele pensa que é errado é oh, tão certo.
Uma coisa leva a outra, e de repente ele está tendo uma consciência, e tentando provar para ela que ele é tão ruim quanto todo mundo diz que ele é.
Ainda, ela não ouve.
Ela está convencida de que ela pode salvá-lo.
Pouco ela sabe, Parker não vale a pena ser salvo, e nunca irá.

Trechos

Existe algo sobre ele que me chama. Era como se ele na realidade não fizesse parte... e eu também não.

Aqui, segure minha moral. Eu tenho alguma merd@ incompleta pra fazer.

(Recebido da autora através da Enticing Journey em troca de uma resenha honesta)

Eu não faço a menor ideia de como começar a falar sobre Maybe don't Wanna. E mesmo que eu consiga, eu tenho a impressão de que não vou passar tudo o que gostaria. O livro me ganhou de um jeito, que cinco estrelas parecem muito pouco para uma nota. Eu amo os livros da Lani, mas este? Sem dúvida é um dos meus favoritos, e que vai estar na lista de melhores do ano.

Eu estudei meus olhos.
Eles não eram os bons e claros olhos de um homem que era feliz ou contente. Eles eram escuros, sombrios, sem brilho e sem vida.
O verde avelã parecia aborrecido, quase turvo pra mim, e a vermelhidão neles me fazia parecer ainda menos acessível do que eu já era.
Não que eu me importasse.
Quando as pessoas ficavam longe de mim, era mais fácil esconder.

Parker ganhou meu coração e a cada página tomava mais e mais conta dele. Ele é um homem que já passou por muita coisa na vida, teve sua cota de decisões erradas e agora acredita que ele não é bom, e que por não ser bom, não merece nada de bom em sua vida.

E foi quando me afastei, enojado.
Comigo, principalmente.
Eu nunca, nunca, seria bom o suficiente para ela. a ideia que eu seria era quase risível.

Eu não me lembrava que já tinha o conhecido em uma das histórias da Lani, e quando vi a conexão dele com outros personagens, minha primeira reação foi 'não pode ser'. A gente vê o seu lado na história, vê o quanto ele não tinha uma escolha e sente o coração partir ao perceber o tamanho da culpa que ele carrega. Não importa o que os outros pensam, ele se sente culpado e isso o consome.

... mas eu era ruim. Notícias ruins. Atitude ruim. Ruim para ela. Ruim em relacionamentos. Ruim, ruim, ruim.


Como ela poderia olhar para mim e pensar que eu era um bom ser humano?
Por que eu não era.
Eu era ruim.
Não havia como negar isso.
Eu tinha feito coisas horríveis na minha vida. Ainda tinha meus próprios pesadelos para lidar nas primeiras horas da manhã.


Então ele conhece Kayla... Uma garota que é tudo o que ele não é. Cheia de vida, jovem, com um mundo colorido onde o dele é só cinza. Ele não é e nunca será bom o bastante para ela. Mas ele não consegue ser indiferente e não tentar ajudar quando ouve os gritos e choros dos pesadelos dela no meio da noite. E assim começa uma relação de apoio que vai mudar a vida de ambos.

Eu não poderia ouvir ela chorar outra noite.
Eu tinha que saber por que, e eu tinha que consertar isso.


Hoje, eu iria levar Kayla para comer tacos. Hoje, eu não ia ficar de braços cruzados enquanto também via os pesadelos em seus olhos. Eu só não iria, e não poderia fazer isso, eu tinha que fazer ela se sentir melhor... e eu não sabia por que.

Kayla perdeu a mãe, logo depois o pai não voltou da guerra, e mesmo que tenha sido muito bem acolhida e cuidada pelos homens da Freebirds (que serviram com seu pai), ela sente como se não fizesse parte de nenhum lugar. Ela ainda está tentando encontrar seu caminho no mundo. E em uma dessas tentativas, ela acaba fazendo um treinamento para ver se trabalhar na polícia pode ser para ela, mas isso a faz ver em primeira mão imagens que a deixam apavorada e com pesadelos durante a noite. Até Parker... Que parece ser o único que a faz se sentir realmente segura novamente.

Algumas vezes, eu não precisava falar tanto quanto eu precisava ser segurada... e eu não tinha isso na minha vida. Nunca. Então Parker me dar isso sem eu nem mesmo pedir? Isso era enorme para mim, e eu tinha uma sensação de que ele não imaginava o quão enorme isso era.

O relacionamento entre Kayla e Parker é construído de forma lenta, e conforme eles vão se conhecendo a cada página, o leitor vai ficando mais e mais envolvido com os dois e mais e mais apaixonado. Eles são perfeitos um para o outro, mesmo com todas as suas diferenças.

Tão clichê como soa, ela me fazia querer ser uma pessoa melhor. Ela me fazia querer tentar viver a vida do jeito que ela vivia. Ela me fazia querer sorrir quando tudo o que eu costumava querer era franzir a testa. Ela me fazia feliz. Ela fazia meu dia interessante. E principalmente, eu estava me apaixonando por ela.

Maybe don´t Wanna é um livro perfeito. Não tem outra palavra para descrever o que a Lani fez nesse livro. Eu acho que nunca chorei tanto em um livro - lágrimas de tristeza pelo passado e por momentos que partiram meu coração, mas também lágrimas de emoção, de esperança e felicidade, lágrimas por momentos intensos, e principalmente lágrimas apaixonadas por um epílogo incrivelmente perfeito e que mostra o verdadeiro amor em suas diversas formas. A Lani já tinha um pedaço do meu coração, mas depois de Kayla e Parker, ela o tem por completo. Incrível. Lindo. Apaixonante. Perfeito. Perfeito pra Car@l#o.


Porque, independentemente do que ela pensava, eu não estava apenas oferecendo apoio a ela. Ela estava fazendo o mesmo por mim - me dando o apoio que eu nunca soube que eu precisava.


Droga. Eu não estava apenas apaixonado por ela. Eu a amava.
Amor como eu nunca senti antes.
Porque isso parecia mais profundo. Mais forte. Mais viceral.
Amor era apenas uma palavra de quatro letras. Não parecia ser adequado o bastante para o que eu sentia por ela. Não deveria ter uma palavra maior com mais força para isso?

Na série
Disponível - Pré-Venda

Amazon Brasil: E-book - Físico



Lançamento em 7 de junho
Amazon Brasil - E-book



Lançamento em 6 de julho
Amazon Brasil - E-book


Conheça a Autora

Eu sou uma mãe casada de três. Meus filhos tem todos menos de 9, então eu posso assegurar que eles são um punhado. Eu estou com meu marido paramédico por dez anos agora, e nós tivemos descendentes que não são nada como nós. Eu moro no maior estado do mundo, Texas.




HOSTED BY:

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

2 comentários

  1. Nossa já fiquei apaixonada no livro só pela resenha. Uau. Esse vai arrebentar corações.

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus Lica não dá pra ler suas resenhas mulher, eu só passo vontade. Essa série tá de arrebentar.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras