Ameaça Mortal – James Patterson

18/11/2012

ameça mortalUm sequestro inacreditável
Embora contem com a proteção do Serviço Secreto 24 horas por dia, Ethan e Zoe Coyle, filhos do presidente dos Estados Unidos, são sequestrados dentro de um dos melhores colégios de Washington. O detetive Alex Cross é um dos primeiros a chegar à cena do crime.
Uma ameaça terrorista
Dias depois, uma sabotagem da rede de abastecimento contamina toda a água da cidade, deixando a população em pânico. Alex teme que os dois eventos estejam relacionados e representem o mais devastador atentado terrorista que o país já enfrentou.
Só a morte pode deter Alex Cross
A cada hora que passa, as chances de solucionar os crimes e encontrar as crianças com vida diminuem. Diante deste que pode ser o caso mais importante de sua carreira, o detetive toma uma decisão desesperada, que vai contra tudo aquilo em que ele acredita e pode até lhe custar a vida.

“Fazia algum tempo que eu havia aprendido que é melhor pedir desculpas do que permissão.” (pág. 24)

A citação acima é de Alex Cross e descreve muito bem o que ele é. Um detetive com uma certa ‘reputação’ que me conquistou logo no primeiro livro que li (O Dia da Caça). E só por ter adorado livro que li com ele como personagem principal que decidi ler esse.

Quando comecei a ler Ameaça Mortal eu tive um certo receio. Pensa comigo, pela sinopse o livro mistura sequestro dos filhos do presidente, terrorismo e tentativa de assassinato de Alex Cross. Tudo junto seria mais do que um prato cheio para se perder e ter uma história sem muita empolgação. Mas eu estava esquecendo que trata-se de um livro do James Patterson, e o cara simplesmente tem o poder de envolver e conquistar.

“Zoe e Ethan não fizeram nada de errado. Eles apenas nasceram na família e época erradas. A culpa do que está acontecendo é tanto deles quanto minha e de vocês. Talvez seja óbvio, mas alguém precisa fazer o papel de bode expiatório. A História ensinou isso. Qualquer tragédia tem suas consequências.” (pág. 49)

Com os capítulos curtos (característicos do autor), o livro vai se revezando entre o ponto de vista do detetive, os terroristas e o sequestrador de Zoe e Ethan. E embora você leve muito tempo para ter algumas certezas, essa mistura de narradores vai contando uma trama que ao mesmo tempo pode não ser o que parece ou pode ser muito mais do que se imagina.

A série de Alex Cross não se fixa exatamente na vida pessoal – nem do detetive e nem dos que estão em sua volta. O livro está todo voltado para os acontecimentos e as investigações destes. Isso eu achei super interessante em O Dia da Caça e teve ‘seu charme’ em Ameaça Mortal. Mas confesso que dessa vez senti vontade de saber ao menos um pouquinho mais da vida pessoal dos envolvidos na história.

“Depois disso, Edward O. Coyle, o homem mais poderoso do mundo, não tinha a menor ideia do que iria acontecer. Ele inclusive poderia estar morto dali a alguns minutos. O impensável não era mais tão impensável assim.” (pág. 101)

Não que eu queria mais coisas pessoais, afinal o livro é sobre a investigação e o caso de Cross, por si só já é bem interessante, mas saber um pouquinho mais sobre Ethan e Zoe mudariam um pouco minha recepção da história – porque não fiquei sensibilizada por eles estarem em mãos de um psicopata.

Também gostaria de saber mais sobre Hala… Adorei essa personagem e confesso que gostaria de ter um livro só dela. Acho que uma personagem tão densa e complexa como ela, teria muita história para contar. Outra personagem que promete aparecer nos próximos livros é Ava, uma ‘garotinha’ que aparece na vida pessoal do detetive Cross. O legal da entrada de Ava é que conhecemos um pouquinho mais o lado pessoal de Cross e não só suas ideias sobre o trabalho.

Um ponto que achei ruim foi a resolução de toda história. Para mim, ficou algumas pontas em aberto e outras ficara parecendo que foram encerradas rápidas demais, fácil demais. Não sei se isso foi proposital para ter um gancho em outros livros mas gostaria que tivesse sido diferente, talvez ficaria mais claro. Ah, lembrando que a série não é escrita de forma que haja necessidade de ler em sequencia os livros. Este é o 18° livro da série mas não tive problemas nenhum em acompanhar os acontecimentos já que o principal é o caso de Cross e não seu dia-a-dia.

Resumindo, Ameaça Mortal é um bom livro policial, que mistura 3 situações diferentes que tem o mesmo ponto em comum: a fragilidade da segurança da vida humana. É praticamente impossível terminar a leitura sem pensar em qual seria sua reação diante da possibilidade de um dos acontecimentos. Mais uma vez, James Patterson me conquistou e me fez ter a certeza de que eu não estou errada em apostar nesse estilo de leitura.Lica

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

15 comentários

  1. Oi Lica,
    Ainda não conheço o estilo do Patterson, mas fico bem curiosa com as sinopses, este inclusive me atraiu pelos 3 acontecminetos, mas fiquei meio sem jeito com a questão das pontas soltas, gosto quando encerram bem o caso.
    Essa série é bem longa, hein? 18 livros... deu até certo desânimo, mas foi amenizado pelo fato de não ser necessário conhecimento prévio para a leitura. =)

    ResponderExcluir
  2. Uau, 3 histórias que tem ligações entre si sem ser confuso e tendo capítulos curtos e uma leitura de fácil compreensão. Parece ser um ótimo livro, gostei muito da sua resenha, fiquei com vontade de ler esse livro para ver se finalmente gosto do James Patterson porque não curti tanto O Dia da Caça.

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto do enredo policial, mas ainda não li nada de James Patterson. Já ouvi falar muito de Alex Cross e estou curiosa para saber qual o estilo do personagem. Mas me deu a impressão que a história deixa algumas coisas pendentes, é isso? Mas apesar disso, se você diz que vale a pena ler, acho que em breve me arriscarei na leitura de algo de Patterson.

    ResponderExcluir
  4. Danielle...
    A série é longa sim, mas cada livro de certa forma é independente. Claro que tem alguns detalhes que seguem uma linha reta, mas eles são poucos e não interferem na leitura. De algum jeito, James Patterson consegue escrever cada livro como se fosse o primeiro, e os pontos passados em outros livros, quando abordados parecem apenas uma lembrança do detetive e não ficando pontas soltas nesse sentido.

    Caique...
    Para mim esse livro foi totalmente diferente de O dia da caça. Não senti aquela coisa sufocante e densa nesta história e nem aquele medo criado pelo suspense em O dia da caça. Vale a pena arriscar para ver se você gosta do Patterson.

    Vanilda...
    Eu senti que ficou algumas coisas em aberto, não com o caso em si que teve seu fechamento. Talvez nem tenha ficado nada pendente e o que senti foi vontade de ter mais história, não sei... Se você gosta do enredo policial, eu mais que recomendo que você leia algum dos livros do Alex Cross - até agora só li dois, mas já estou com mais 3 na fila para ler de tanto que me encantei pelo estilo do detetive...

    Beijinhos
    Lica

    ResponderExcluir
  5. Não gosto muito desse tema policial, prefiro coisas mais leves como romance, aventura, fantasia e comédia. Mas eu leria um livro desses, pois estou sempre aberta para novas leituras

    ResponderExcluir
  6. Ainda acho que ele não sabe escrever policial. Ah, não fui com a cara da escrita dele, nem li esses livros de séries que ele escreveu mas já nem quero ler. Achei muito fraco =/
    Fico com resenhas mesmo, só pra saber como é e o que o povo achou...

    ResponderExcluir
  7. Eu antes não era fã de livros neste estilo, mais comecei a ler alguns e vicei... fico na curiosidade tentando desvendar...rs
    Uma amiga me falou maravilhas sobre James Patterson e estou super curiosa pra ler algo dele.

    ResponderExcluir
  8. Oi..

    Gostei muito da sua resenha apeasar de eu não ter gostado desse livro.. E para falar a verdade até hoje não gostei de nenhum livro desse autor.

    ResponderExcluir
  9. Curiosa com o livro depois de ler a resenha. Acho que será bom ler algo diferente do que costumo ler para dar uma variada e ampliada no estilo de leitura :)
    Gostei do fato de embora a série ser longa cada livro é de maneira individual.

    ResponderExcluir
  10. Em um primeiro momento não tinha dado muita atenção para este livro. Parecia que seria somente mais um livro do James Patterson e ele tem um monte.
    Ao ler sua resenha fiquei curiosa. Me parece que não é o melhor livro do autor mas que temos horas agradáveis de leitura. Gostei disso.

    ResponderExcluir
  11. curiosa pelo livro, interessante msm!

    ResponderExcluir
  12. Mesmo sendo fã de livros com as pegadas suspense, policial, investigação, ainda não li nada do James Patterson, e sei que ele é um dos melhores do gênero na atualidade. Imagino o quão bom deve ser essa série do Alex Cross, pois esse já é o 18º volume da série.
    Pretendo ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  13. A muito tempo não leio livros policiais, muito mesmo ainda estava no colégio, acho que esse gênero não faz muito meu estilo. Mas tudo bem, é uma ótima dica para quem curti. Adoro ler suas resenhas.

    ResponderExcluir
  14. If you would like to improve your experience simply keep visiting this web page and be updated with the
    newest gossip posted here.

    Here is my web-site ... Sexvideovoyeur.Com

    ResponderExcluir
  15. Hello there! Do you know if they make any plugins to assist with SEO?
    I'm trying to get my blog to rank for some targeted keywords but I'm not seeing very good success.
    If you know of any please share. Thank you!

    My web-site ... ass porn

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras