Royal Baby Maker - Nora Flite

28/01/2018

O dia que conheci Bishop Callehurst ele estava parado semi-nu na grande cozinha da sua exagerada mansão de Hollywood, bebendo um copo de água e deixando ela pingar em seu corpo incrivelmente sólido.
Eu não sabia que ele era da realeza. Eu estava muito distraída pelo seu olhar faminto... e como ele continuava sorrindo cada vez que espreitava minha camisa.
Acontece que esse príncipe precisa de um bebe, e rápido.
Ele jura que é sobre manter o acesso ao seu dinheiro. Amor ou romance? Eles não influenciam.
Mas se isso é verdade, por que ele não escolhe uma das centenas de lindas mulheres que sua mãe desfila na frente dele para ser a mãe do seu bebe? Por que eu? Eu não sou especial - eu mau posso caminhar com os dois Spitz Alemães¹ sem cair.
Sua sensualidade real tem planos para mim. Planos selvagens e sujos, que só podem acontecer entre os lençóis. Tem um milhão de razões para não seguir com o que ele quer, mas com ele beijando minhas coxas e me segurando perto...
Eu esqueci todas elas.
* Tradução feita pelo blog para a postagem * 
¹ No original Pomeranian 
* ARC recebido do autor em uma promoção*
Compre: E-book - Free pelo Kindle Unlimited


Ganhei o ARC do livro em uma promoção e fiquei bem contente já que eu estava curiosa e querendo muito ler o livro (e também conhecer o trabalho da autora). Como leitora e blogueira, minha lista de livros está sempre sendo atropelada e acabei não conseguindo realizar a leitura antes, mas li nesse final de semana e adorei a leitura.

Nellie está precisando de emprego, então responde para uma vaga de passeadora de cães. Ela não esperava que fosse em uma super mansão e muito menos que fosse encontrar um cara quente e sem camisa na cozinha. Muito menos que ele fosse um Príncipe...

A atração entre ela e Bishop é imediata (como não seria com um cara tão quente como ele?), mas parece que ele já tem seus compromissos. Sua mãe está mais do que interessada em encontrar a mulher perfeita para ele lhe dar um herdeiro - e assim garantir o acesso ao dinheiro deles - e para isso ela está organizando várias festas e compromissos para que Bishop escolha sua esposa. Ele está conformado que tem que escolher uma esposa, mas não está empolgado e nem interessado em nenhuma das mulheres que sua mãe escolheu como candidatas. Isso até conhecer Nellie...

Bishop encontra em Nellie uma mulher muito diferente do que ele está acostumado. Ela não aceita qualquer coisa que é jogada nela, não leva qualquer desaforo, é gentil e não se impressiona com o poder ou o dinheiro dele. E o fato de ela ser linda é mais um bônus em sua decisão. Ele não está procurando amor, e sim uma mãe para seu bebe e é essa a proposta que ele faz a Nellie.

Ele contratou ela para andar com seus cachorros.
Agora ele está contratando ela para ter seu bebe.

Só que o belo e tatuado príncipe tem um jeito bem arrogante de colocar as coisas, e Nellie não consegue entender o motivo de ela ser a escolhida - e depois do seu ex, ela não quer mais um cara que só pense em si mesmo e que não irá amá-la e respeitá-la. Mas como ouvir a razão quando parece que seu corpo já tomou a decisão? E como Bishop irá reagir quando perceber que ele quer mais do que apenas um bebe de Nellie? E como fazer sua mãe perceber que ele já fez sua escolha?

Royal Baby Maker foi uma leitura leve, doce e sexy, com uma pequena pitada de drama e um romance no melhor estilo contos de fadas. É uma delícia de ver o quão decidido Bishop está e ver a atração ir se transformando em algo mais, mesmo o livro sendo curto. Para quem procura uma leitura rápida, segura e cheia de momentos fofos, o livro é uma ótima pedida.
É o primeiro livro que leio da Nora Flite e posso dizer que me deixou curiosa com os outros, que com certeza vou encaixar na lista de leituras.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

17 comentários

  1. Ooi não leio muito esse gênero, mas quase nunca dispenso romances no estilo de contos de fadas, principalmente se tiver um pouco de drama.
    Parece ser uma leitura bem interessante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olhando a capa com um lindo tatuado e um bebê eu logo me interessei rsrs e depois lendo a resenha estou oficialmente interessada em ler essa história que parece ser leve, sensual e muito boa de ler. Eu gosto de livros que envolvem a realeza e isso também é positivo pra história e assim espero ter a oportunidade de ler o livro dessa autora, que até então não conhecia, mais a frente também ;)

    ResponderExcluir
  3. Hum, tem uma premissa interessante. Um tanto clichê se a gente pensar em um monte de livro do tipo, da mocinha que vê mocinho e já surge aquela atração e coisa e tal, mas bem normal também. Sei lá, achei legal de qualquer forma. E é lógico que gostei da moça ser bem decidida, de não se deixar impressionar por dinheiro, de saber o que quer e não aceitar tudo de cara e etc. E se for uma trama fofa também ajuda, gosto de um bom romance. Parece uma história legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim... ela é bem clichê em alguns momentos, mas a narrativa é gostosa, e curti que no primeiro momento é luxúria instantânea, mesmo que logo vire amor já que o livro é curto...

      Excluir
  4. Já tinha visto esse livro no skoob, e com essa capa super linda fiquei logo curiosa pra ler! Então ele já estava na minha lista de leitura mais ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele, e depois de ler a sua tenho certeza que é o tipo de livro que gosto, e como ele é curtinho vou pular alguns pra ver se leio ele logo *-*

    ResponderExcluir
  5. Olá, a trama em si não entrega nada de muito inovador, mas vejo que a autora caprichou na caracterização dos protagonistas, fato que faz toda diferença na hora da leitura. Outro ponto interessante é a postura destemida de Nellie, que contribui para que o leitor crie empatia pela mesma. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade... eu leio muito romance e a história é bem batida até um ponto. Como o livro é curtinho, não temos um grande aprofundamento, mas a caracterização do casal e o envolvimento deles foi bem gostoso de ler. O que gostei é que ele é aquela leitura tipo sessão da tarde, sabe? Gostosinha para ler entre um livro e outro ou então depois de uma leitura mais densa....

      Excluir
  6. Não conhecia a autora. O enredo é bem batido, nada inédito, mas eu amo história fofas e babies. Achei surreal Bishop e a mãe. Primeiro ela que dá até festas pra que o filho escolha uma esposa e segundo ele que já está conformado com a situação... oi, é casamento, relacionamento, geração de um bebê, não uma ida ao supermercado pra escolher o leite que vai levar. Nellie salvou a história: mulher independente, que sabe o que quer e não aceita qualquer coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que tem um motivo pro Bishop precisar de um bebê. Também não é nada inédito e talvez até por essa chuva de clichês que a Nellie se destaca... mas foi muito gostosinho de ler (eu adoro um romance clichê)

      Excluir
  7. Não conhecia essa autora, gosto de personagens femininas fortes eu achei legal a premissa o que me desanimou foi o bebê.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lica!
    Curto tramas onde um dos personagens principais tem que ter um bebê e no processo os protagonistas se descobrem apaixonados um pelo outro, por isso e pelos seus comentários quero ler Royal Baby Maker pra ontem!
    Mocinhas como a Nellie, que não aceita qualquer coisa que é jogada nela e não leva qualquer desaforo, são uma das minhas preferidas...
    Valeu pela dica.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Apesar de não ler muitos livros desse gênero eu confesso que eu fiquei muito interessada nessa sinopse e na história do Bishop e eu adoro livros onde tem personagens femininas fortes e marcantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para a Nellie ser perfeita ela só precisava ser um pouco menos insegura (mas dá pra entender sua insegurança). E para um livro curto e sem muita enrolação eu gostei mesmo dela :)

      Excluir
  10. Lica!
    Com um Bishop como esse, tenho de ler o livro.
    Gostei que não é apenas romance, tem drama familiar, é um livro doce e pelo visto, bem caliente.
    Pena que Nellie apesar de ser uma boa moça, se assusta ao ser a 'escolhida' e se sente bem insegura, mas ainda assim, quero ler.
    Desejo um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Nossa, porque sempre há uma história de que tem que obrigar os filhos a se casarem com quem não ama em!? Gostei do livro, tem uma premissa bem interessante, me deixou curiosa pela trama é o fato de que os dois tenta não aceita o que sente.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  12. Eu não conhecia este livro, mas pela sua resenha a história dele parece ser boa, como gosto de livros de romance, quem sabe futuramente eu leia este livro.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Lica.

    Com certeza o Bishop (que nome horroroso) viu algo diferente na Nellie, além do desejo que surgiu.

    Esse filho será um elo, os unirá para sempre, e com certeza fará nascer o amor entre eles...

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras