Fenomenal: Willers Family #1 - Andy Collins

31/01/2018

O que você é capaz de fazer quando as suas opções são limitadas? 
Você é capaz de sair da linha? 
É capaz de se tornar tudo aquilo que sempre odiou? 
Bree tinha apenas uma opção, e ela agarrou com unhas e dentes. Ela não era uma desistente. 
Oliver é um jovem lutador de boxe em ascensão, ele quer provar que ainda é digno do cinturão. 
Oliver não é um bom perdedor, e ele não vai querer perder a única mulher que ferrou com toda a sua concentração. 
Ele tem dez rounds. 
Ela tem dez dias.
*Lido em e-book - Acervo Pessoal*
Compre: E-book - Free pelo Kindle Unlimited


Recentemente foi lançado o terceiro volume dessa série (Sensacional) e eu acabei lendo ele sem querer... Peguei no Kindle para dar uma espiada e quando vi estava na última página. Adoro quando um livro me ganha assim, então, resolvi ir atrás dos outros volumes e ler a série pela ordem correta - e agora trago a resenha do primeiro volume, Fenomenal.

Bree não está no melhor momento de sua vida. Ela acabou ficando com a dívida do namorado que sumiu, e ele não deve para uma boa pessoa. Com o prazo para o pagamento esgotando, ela toma a decisão de fazer a única coisa que irá poder tirar ela dessa situação. É assim que ela vai parar em um hotel em Las Vegas, onde está acontecendo um campeonato de boxe e está cheio de possíveis clientes - afinal, a melhor forma de arrumar dinheiro rápido é com sexo.

Oliver é um lutador e está no torneio para ganhar. Ele não está em busca de relacionamentos e pagar por sexo é a maneira mais simples de ter o alívio que precisa sem uma mulher se sentindo abandonada quando ele precisa treinar - e sem todos os dramas que um relacionamento trás. Se a vida pode ser simples, para que complicar com sentimentos e todas essas coisas, não é mesmo? Quando ele vê Bree, ele a quer - e não quer saber quanto vai custar para ter ela com ele durante os dez dias que estará em Vegas, basta Jason (seu irmão e o responsável por cuidar de tudo para ele) consiga o que ele quer.

"Permaneço imóvel, com a lembrança do seu sorriso. Merda, acho que fui nocauteado por um sorriso."

Quando comecei a ler o livro, fiquei com a sensação de que já tinha lido algo assim antes, mas com tantos romances, entendo que é difícil encontrar uma história que não tenha sido contada. Acontece que a forma como a Andy foca a sua história é completamente diferente do que já li. Bree é uma mulher forte, que está fazendo o que precisa para resolver seu problema. Ela não se sente bem em ser uma prostituta, mas é o que ela precisa fazer e ela não é de desistir. Foi interessante ver que ela consegue usar uma máscara, escondendo um pouco o seu verdadeiro eu para se proteger, mas que também não se deslumbra com o dinheiro fácil que a cerca - e que não quer um centavo a mais do que precisa. Não lembro de ver isso em outras personagens com a história parecida, e isso me fez adorar ainda mais a Bree. (Nada contra gostar de dinheiro, nada contra vender o corpo, mas tudo a favor de você permanecer honesta consigo mesmo, e ser quem você acredita ser e não mudar na primeira oportunidade).

Por esse motivo, encontrei apenas um ponto ruim na história, em uma determinada cena no livro... Eu entendi a razão da cena, o motivo do Oliver e tudo o mais... Só que eu gostei tanto da Bree que ver ela sofrer assim - junto com tudo o que ela já estava passando - partiu meu coração mais do que qualquer outra das coisas que aconteceram. Não quero soltar spoilers, e até sei que no quadro geral das coisas é apenas um pequeno detalhe, mas a humilhação que ela sofre sem merecer... que maldade dona Andy...

"Palavras não te ferem como facas, não, elas vão mais fundo, arrancando cada pedaço da sua dignidade, do seu orgulho, do seu amor próprio. E foi isso que ele fez comigo, me reduziu a nada com as suas palavras."

Oliver.... O que dizer de Oliver?
Primeiro, eu sempre caio rápido quando o assunto é um lutador, e aqui não foi diferente. Ele me fez ter vontade de dar uns tapas nele em alguns momentos, em outros me fez o perdoar e achar que ele é um cara super fofo e claro, teve os momentos em que me fez desejar por um cara quente como ele.
Oliver é exatamente o meu tipo de personagem masculino, aquele que me faz ficar torcendo e esperando pelo final feliz, mas dessa vez, mesmo ele tendo me ganhado também, a minha torcida maior era pela Bree.

Fenomenal é um livro curto, de leitura rápida, mas que te ganha na primeira página e parece que só vai melhorando a cada página que você lê. Eu gostaria de ter um pouco mais de Bree e Oliver depois dos acontecimentos em Vegas, queria ver mais deles juntos e tal. Mas não porque falta alguma coisa, e sim por que quando a história está boa a gente não quer que termine, não é mesmo?
É uma super dica para quem está procurando um romance nacional, com um casal interessante e cheio de química - e aproveitem que ele está disponível gratuitamente pelo Kindle Unlimited.
Não perca mais tempo e corre conhecer a Bree (e o Oliver, é claro!)

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

17 comentários

  1. Parece um livro legal e mesmo que tenha umas coisas que soem clichê ou coisa que a gente ja viu achei interessante, ainda mais por ter isso de personagem que a gente quer dar uns tapas mas que também gosta xD
    É bom quando envolve assim, quando faz a gente sentir coisas pelos personagens e torcer por eles ou passar umas raivas com eles. A história não tem nada de mirabolante nem nada mas parece envolvente, acho que leria fácil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane....
      É exatamente isso, não tem nada de mirabolante e até um ou outro clichê, mas a narrativa é uma delicia e deixou a história super envolvente e gostosa de ler :)
      Vale a pena!

      Excluir
  2. Eu vou dar uma chance a essa leitura só porque eu adorei o Oliver é que eu não sou muito fã de livros eróticos sempre por muitas partes não gosto muito das cenas hot que sempre tem no livro mas vou tentar dar uma chance afinal minha meta para esse ano era sair da minha zona de conforto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina...
      Tem umas partes um pouco mais quentes no livro e em alguns momentos um pouco mais descritivos - mas não tanto como muitos dos eróticos que leio. Se você quer sair da zona de conforto, acho que esse é uma boa escolha pra dar uma chance :)

      Excluir
  3. Já tinha visto esse livro no Facebook mais não sabia que ele era nacional.
    Tenho certeza que ele é bem interessante, e já posso dizer que a Bree é o tipo de personagem forte que falta em muitos livros que normalmente estou lendo, então uma mudança dessa é muito boa vinda, mais tenho o pé atrás em alguns livros com lutador então por isso estava em dúvida se iria ler mesmo ele, mais depois de ler a sua resenha não tenho mais dúvidas que na primeira oportunidade vou ler sim! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei completamente encantada com a Bree - e isso não é fácil para mim pois eu sempre me encanto com os mocinhos e fico achando que eles merecem mocinhas melhores hahahaha
      Se der uma chance para o Oliver, depois me conta o que acho :)

      Excluir
  4. Não me lembro de ler algo com esse enredo, uma personagem prostituta. Tenho pra mim que ão vivemos certas situações pq queremos nas a necessidade obriga. Pra mim, tudo bem uma personagem ser prostituta, desde que isso seja bom pra ela. O que não gosto é quando isso a tona uma mártir.
    Já Oliver, por tudo o que foi dito, pareceu que ele teve momentos de ações precipitadas e eu preciso ler pq nem sei o que aconteceu e já tô com raiva dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... eu já li alguns (tanto com prostitutas mesmo como com personagens que precisam passar por isso). No caso da Bree, ela não é uma, não tem a personalidade de uma, embora ela tenha que ser por um tempo. E concordo com você, não tenho problemas com prostitutas em livros, até penso que poderiam ter mais livros onde a mulher é tão liberal com o sexo quanto os homens. meu problema é como o que vc disse, elas se tornarem um martir - e isso não senti nem um pouco com a Bree. Ela entrou nessa com um objetivo e não levou nada mais que isso (mesmo podendo ter levado) e isso só mostra o quanto foi realmente algo por necessidade (que combina com a personalidade dela) e foi isso o que eu mais adorei - sentir a personagem fiel a sua personalidade apesar do que precisa fazer....

      Excluir
  5. Tô bem querendo ler essa série, as capas são muito bonitas e eu também caio rápido quando tem lutadores haha... Eu gostei muito da resenha, a mocinha parece ser dessas que nos conectamos rápido e assim espero perdoar o Oliver por essa cena que você citou e que te decepcionou e se tudo der certo esse ano eu leio esses livros <3 :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele me decepcionou mais com o que ele disse do que com o que ele fez, mas eu consegui entender o motivo.... e depois, sim, ele me fez o perdoar (tanto que eu queria mais dele....rs)

      Excluir
  6. É maravilhoso quando um livro nos ganha assim!
    Realmente quando a história está boa a gente não quer que termine.
    Não sabia que era um romance nacional!
    Parece ser uma história bem interessante.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lica!
    Amei essa dica, gosto de livros com lutadores, e de protagonistas fortes iguais a Bree, e fiquei muito curiosa para descobrir a humilhação pelo qual ela passou, ao mesmo tempo estou temendo ler essa cena rsrs.
    Enfim, valeu pela dica, já anotei na minha lista de leitura... É uma pena que eu não tenha Kindle Unlimited :(

    ResponderExcluir
  8. Lica!
    Tão bom quando um livro nos prende e começamos a ler e quando pensamos que não, já estamos no final.
    A série parece boa, por esse primeiro livro dá para perceber.
    Realmente parece uma história como tantas outras que lemos, mas concordo com o diferencial de que Bree mesmo sendo prostituta, quer apenas o que é seu de direito, gostei disso.
    Desejo um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Olá, a obra chama atenção pelo fato de abordar a prostituição, um tema que exige um cuidado adicional para ser trabalho, mas confesso que só pela descrição da Bree já me fiquei com pena por tudo o que ela tem que suportar. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    O livro tem temas bastante interessante, sendo abordado várias situações. A história me deixou bem curiosa e intrigante, sei que a várias histórias contadas de várias maneiras mas não deixa de ser quase igual. Gostei do livro e tenho curiosidade em ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  11. Após ler sua resenha acabei me interessando em ler este livro. Que bom que este livro é um livro curto, de leitura rápida e que ganha o leitor desde a primeira página e a história só vai melhorando a cada página lida, seus comentários positivos referentes a este livro acabaram me deixando curiosa para ler ele, então pretendo ler Fenomenal.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lica.

    Uma escolha ocasional, em busca de dinheiro, por parte da Bree, que acabou unindo os dois. Acredito que a convivência, mesmo que com o intuito do sexo, fez brotar sentimentos em seus corações!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras