Resenha "Quarto" de Emma Donoghue - Verus Editora

21/01/2012

Olá Saelnautas.


Hoje trago para vocês a dica de leitura e minhas opiniões do livro 'Quarto' da escritora norte-americana Emma Donoghue.


"Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.

O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Narrado na voz terna, divertida e original de Jack, 'Quarto' é a história de um amor imbatível em circunstancias atrozes, bem como do laço entre sua mãe e seu filho, com a solidez de um diamante. É um romance que choca, arrebata e cativa - mas que profundamente humano e comovente. 'Quarto' é um lugar que você jamais esquecerá"

Pois bem. Mais um livro que caiu nas minhas mãos graças a minha fiel escudeira Lica. Já ouvira falar muito dele mas não havia decido comprá-lo ainda (já que a lista de aquisições anda bem grande) e ela, sabendo de meu interesse, me deu.

Sabe, vi muita resenha deste livro. Muito spoiler e coisas aterrorizantes escritas com ar de 'mais um livro'.
Bem, ele é tudo, menos 'mais um livro'. Pensem comigo, eu peguei o livro na mão só para copiar as citações e não conseguia para de ler. Acabei lendo ele de novo. 

A riqueza de detalhes, a narrativa simples e convincente de uma criança de 5 anos (bem diferente do que falei em outra resenha de escritores que acham que escrever 'como' criança é ter vocabulário pobre e postura débil) É astuto, inteligente, cativante, não se consegue parar de imaginar tudo que ele vê (e da forma que ele vê), não se perde a conexão nem por um instante. Não dá pra desconectar do tipo 'termino mais tarde'. Pelo menos pra mim não foi possível...

Já se ouviu por ai vários relatos sobre esse tipo de atividade criminosa em vários cantos do mundo (a que me chocou mais e não sai da minha cabeça é daquela moça de 27 anos trancada no porão do próprio pai, criando 7 filhos desta relação), mas nenhuma relatada aos olhos de uma criança. A genialidade do livro está exatamente nisso. 


"Vitaminas sã remédios pra gente não ficar doente e não voltar ainda pro céu. Não vou voltar nunca, não gosto de morrer, mas a mãe diz que pode ser legal quando a gente tem cem anos e se cansa de brincar."
"O cachorro não parecia triste, tinha os dentes todos pontudos e sujos. Será que ele tinha bebido meu sangue feito um vampiro?"
"As estátuas podem ficar nuas mesmo quando são adultas , ou vai ver que têm que ficar..." 
O que eu mais gostei neste livro foi a formidável poesia usada pela personagem 'Ma' (no original) para manter a sua sanidade mental e inventividade para manter a do filho. Com poucos recursos ela conseguiu dar noções de valor, caráter e respeito do que muita mãe que tem liberdade para ir e vir não faz. 
O que eu menos gostei não foi, bem dizer, algo do livro em si, mas da situação em que se encontrou Ma no desfecho de tudo, quando ela fez de sua desgraça algo vendível. Mas, enfim, cada um faz o que julga certo; só que me deixa muito aflita, pois vemos todos os dias vários exemplos disso, é um mal, uma doença coletiva. E o pior é que muita gente paga pra ver as desgraças dos outros só para poder julgar (assim como no livro). Foi uma sacada peculiar da autora.


Pra terminar, deixo a imagem tirada do site oficial do livro e o link de dois book trailers, o nacional e o oficial (que é maravilhoso). 


Achei que o tal 'Quarto' teria alguns aspectos diferentes em proporções, mas em suma é exatamente como enxerguei com a descrição de Jack.


Acabei me empolgando né?

Bom, terminei por hoje. Não deixem de comentar!




Que tal conferir também...

7 comentários

  1. Oii,
    Esse livro estevena minha lista dde compras mas eu achei a historia tristae, e não quiz ler.
    Sua resenha suavia a minha opinião, se tiver oportunidade vou ler.
    Bjinho

    ResponderExcluir
  2. Eu li ano passado esse livro e AMEI...
    Muito bom! Super recomendo! *_*

    ResponderExcluir
  3. Este livro está na minha lista faz tempo!! Li muita resenha boa e acabo de ler mais uma!!! Livro forte, mas ao mesmo tempo recheado de amor, de carinho... Porque só uma mãe apaixonada para criar seu um filho nessas condições... Digo apaixonada pela sua cria né...

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua resenha Gi. Vai pra listinha! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Este livro parece ser muito bom mesmo, Pretendo ler também.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Este é mais um dos tantos livros que eu quero muito ler.
    Já li ótimas resenhas sobre ele e cada uma que li me deu cada vez mais vontade de ler o livro.
    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  7. Men, next time you buy the tablet, inquire your partners when they
    require 1. This should double up the sale from the anti-impotence treatment Cialis.
    A latest finding signifies which the erectile dysfunction tablet which has pepped up the sexual lifestyle of adult
    men is proving to get productive in the event of ladies
    suffering from a sexual disinterest. The analysis underlines the drugs is
    effective for girls as much as it does in case
    of gentlemen otherwise extra.

    Feel free to surf to my blog post ... http://www.erectionpillssummer.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras