Ó, O Globo! A História de um Biscoito - Ana Beatriz Manier

20/03/2017

Sou um ícone da carioquice, um amigo de infância, dizem até que já sou membro da família. Memória gustativa de 99,9% dos que no Rio de Janeiro vivem, viveram ou viverão. Sou repleto de curiosidades. Estreei por aqui no Aterro do Flamengo, fiz fama em Botafogo. Sou sessentão, mas nem pareço. Sou redondo e farelento, com muito orgulho. Sempre fresquinho, só ando de verde ou vermelho. Tem quem goste de mim bem bronzeado. A maioria me prefere salgado. O mate é meu melhor amigo, somos quase inseparáveis. Adoro praia, estou sempre no Maracanã, não importa qual time esteja em campo. É verdade o que dizem por aí, não circulo por rua pouco movimentada. Embora meus pais tenham raízes espanholas e portuguesas, sem mandioca eu nada seria. Detesto publicidade, “Pra quê?”, pergunto, “Se já sou tão querido!” Metido a iguaria, frequento festas descoladas, mas não perco as infantis, não mesmo. Tenho um parente que vive tentando me imitar, nem ligo. Sou saudável e nutritivo, pode me traçar sem culpa. Uns gostam, outros me adoram. Há até os que me idolatram, é sério (afinal, sou global). Bem, há um ianque que me detesta, lá em Nova York, tá out ele. Minha receita de sucesso? Sou feito com muito amor e carinho.


O Globo é um biscoito super famoso no Rio. É uma marca super conhecida, um clássico da praia carioca e dos engarrafamentos do transito pesado do Rio de Janeiro. E tudo isso sem nunca fazer propaganda. Quer motivo melhor para querer conhecer o livro que conta a história desse queridinho que já está amarrado com a história carioca?

Curiosa que estava, fiquei encantada quando comecei a ler o livro e vi que era mais do que apenas uma biografia, ou que a autora focaria somente no biscoito. De uma maneira leve e muito gostosa, somos trasportados para anos atrás, com a vinda das famílias imigrantes e como os laços foram formados até chegar o momento em que o biscoito aparece. Vemos seu nascimento e como ele foi trilhando seu caminho com o passar dos anos até chegar ao que é hoje: conhecido por todo o carioca - e também por quem passa pelas areias do Rio de Janeiro.
Fazer a resenha de um livro de memórias é um pouco complicado. É que no fim das contas, não tem como contar somente uma coisa ou outra, já que os detalhes vão se intercalando e com isso a história vai sendo apresentada. E é uma história tão interessante, que vale muito a pena separar um tempinho e colocar o livro na lista de leituras.

A narrativa de Ana Beatriz flui tão rapidamente que deixou o livro super gostoso de se ler e quando percebi, já tinha devorado o livro - e um pacotinho de biscoitos que recebi carinhosamente da Editora Valentina. E eu, que não sou a maior fã de biscoito de polvilho acabei encantada com esse e super querendo conhecer a versão doce...
A diagramação está linda, cheia de pequenos detalhes que dão ainda mais graça à edição. Além de detalhes no início de cada capítulo (com folha preta com alguns desenhos), ainda conta com curiosidades ao final de cada capítulo e uma parte de fotos em papel liso e colorido (tipo revista), tudo muito bem inserido com a história. E como homenagem, a editora lançou o livro com duas capas - uma para a versão doce do biscoito e uma para a versão salgada.
Ó, o Globo é a biografia de um biscoito que ficou famoso graças ao seu sabor (e as belas sacadas dos envolvidos pelo caminho que ele percorreu desde o seu lançamento até os dias de hoje) e que sem propaganda fincou raízes na história do Rio de Janeiro. Mais do que somente contar a trajetória do biscoito desde o surgimento, somos situados aos acontecimentos familiares e também ao período da história do Brasil. O que ficou ao final da leitura foi a sensação que não podemos falar da história carioca sem sitar esse ilustre participante. Valeu muito a leitura.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

2 comentários

  1. Sempre escuto falarem desse biscoito e de como ele é famoso ai no Rio de Janeiro. Não sabia que tinha esse livro maravilhoso, achei legal ele falar um pouco de história geral e não só a do biscoito.

    ResponderExcluir
  2. Que bacana! Uma obra bem diferente do habitual, muito rica em história e surpresas para o leitor... Vou anotar aqui a dica. Ah, parabéns pela resenha, muito legal Lica!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras