Tensão - Gail McHugh

07/03/2017

 Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos.
Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela.
Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?


Olá, meu povo leitor, como andam as leituras? 
Aqui andam a mil! Estou gostando da minha fluência literária deste ano. 
Ok, hoje vim falar pra vocês do primeiro livro de um duo, chamado Tensão. Nunca ouvi falar da autora e nem nada, mas quando chegou às minhas mãos, fiquei sabendo que tratava-se de um livro hot. Bom, fazia tempo que eu não lia nada do gênero, mas mesmo assim, fiquei animada!

Conheçamos Em, que decide se mudar para a linda Nova Iorque após a morte de sua mãe, ancorada em seu namorado Dillon, porque, gente, uma pessoa que não pode dar um passo sem informar ao namorado o que irá fazer, só pode estar ANCORADA  a ele, não é mesmo? Pelo menos, é o que eu acho. 

Apesar de todo o esforço de Dilon para morar com Emily, ela resiste e vai morar com sua melhor amiga dos tempos da faculdade, Olivia. Tudo parece bem, indo nos eixos, até que Em começa a trabalhar em um restaurante para ter uma renda extra e esbarra no delicioso - sim, essa é a palavra - Gavin. 

Gavin nos lembra bastante o Christian Grey: típico moço bem sucedido, dono de um império beirando os 30 anos e claro: lindo de morrer! Sarado, romântico e acima de tudo, honesto. E é aqui que começa esse jogo de gato e rato: Gavin quer muito sair com Emily (e ela também quer sair com ele, mas ela tem namorado, né?), porém, numa festa, Gavin descobre que Em é a namorada de um de seus melhores amigos, ou seja, Dilon! Eita, que mundo pequeno! Não nos esqueçamos que Emily, mesmo tímida, típica garota do interior, também é muito linda e sexy!

E por serem tão amigos, Emily e Gavin vivem indo aos mesmos lugares e criando uma conexão que é difícil de explicar, e claro, uma tensão sexual. A vida sexual de Em e Dilon é bem resolvida: a autora escreve bem detalhadamente cada cena de transa... as cenas são bem escritas, às vezes escapa um vocabulário que nos faz estranhar o estilo dela, mas em suma, as cenas são bem escritas. 

Voltando a Gavin, bom, ele tenta resistir com todas as forças pra não trair o amigo, mas acontece, que Dilon é um tosco. Sim, caros leitores. ESSE É UM LIVRO QUE TRATA DO ABUSO CONTRA A MULHER, em todos os sentidos: sexual, físico, moral e psicológico. Sendo Dilon desse jeito, vocês devem presumir que Gavin e Emily acabam tendo uma cena linda de amor (cheio de detalhes excitantes). 

Não posso dizer como termina o livro, porque ele tem uma continuação, mas eu confesso que esperava mais do livro. Cheguei a ficar muito irritada com a imaturidade da nossa personagem principal, com os diálogos dela com Dilon e tal.... posso dizer que por momentos a odiei, e até o fim do livro, continuei odiando..... será que ela vai se redimir comigo até o fim do segundo livro?
Você poderá conferir na próxima resenha, a continuação se chama Pulsação

Bom, indico ao livro a todos aqueles que se interessarem nessa temática, e principalmente pra quem curte uma história que traga uma mensagem, que nesse caso, é o abuso contra a pobre Emily. 

A diagramação é bem padrão da Arqueiro e a capa poderia ser melhor, na minha opinião. Achei clichê. No mais, encontrei poucos erros de digitação, que não incomodaram em nada a leitura. 

Até breve, pessoal!

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

18 comentários

  1. Vamos começar falando desta capa... que linda! A história é bem clichê e como adoram matar mães de mocinhas com qlqr coisa terminal é incrível! O tema, apesar de batido, traz esse novo plano de fundo sobre relacionamentos abusivos e mostra como não é legal alguém achar que é dona de outra e policiar cada passo dessa pessoa e a vítima achar que é normal, que é cuidado, zelo. Apesar de achar que vou odiar Emilly, e sua resenha não foi a única a falar das poucas qualidades de da personagem, vou gostar do livro hahahahahahaha
    Tbm não gosto de triângulos amorosos, mas qdo um cara é lindo e fofo e o outro é um escroto, fica fácil relevar o tema.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem ?
    Eu ainda não o livro, mas o tenho aqui. Acho que romances abusivos precisam ser cada vez mais abordados, pois muita gente o vive, sem saber o que é de fato, ou acha normal ter que aturar certo comportamento. O que não é verdade.
    E isso é um ciclo, infelizmente.
    Pretendo ler em breve.
    Beijos
    Sorteio do Livro Louco por Você

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Olha, quando o protagonista não me agrada, é muito dificil pra que a leitura seja realmente prazerosa para mim. Não acho que daria uma chance.

    ResponderExcluir
  4. Oie! Tudo bem?

    Desde que esse livro lançou, ele não me chamou a atenção! Sla falta algo na história que me convença a querer ler, e pela sua resenha vejo que não me arrependi de ter solicitado o livro! kkkk

    BJss

    ResponderExcluir
  5. Li esse livro tem um bom tempo e infelizmente só lembro que as cenas quentes me deixaram um pouquinho cansada, recordo-me de ficar chateada com alguns pontos que voce ressaltou sobre abuso também, o que é uma pena. Por isso não li a sequencia, espero que melhore!

    ResponderExcluir
  6. Oiii
    O livro não me chamou atenção. Achei a história bem 'batida' e você dizendo que ficou com raiva da imaturidade dos personagens já me fez pular fora. Não gosto de personagem bobinho. hehehe

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu adoro livros hot, e esse seria uma ótima dica, mas confesso que essa imaturidade do protagonista me desmotivou muito, tanto que entendo perfeitamente esse ódio que você acabou sentindo no final. Deixo essa dica de lado, por enquanto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Eterna sonhadora pela sua resenha dá vontade de ler ontem .Vou ler com certza.Abçs.

    ResponderExcluir
  9. Oie...
    Adorei sua resenha!
    Também estou gostando de minha fluência literária esse ano! Já li tantos livros...
    Não conhecia o livro resenhado, mas, não me interessei a ler, pois, não curto esse gênero.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro e confesso que não fiquei mutio curioso para fazer esta leitura... :) Mas quem sabe, ne? ahah

    Bem, eu acho ótimo que fale sobre o abuso contra a mulher, infelizmente ainda uma realidade no mundo, mas e mau que a personagem principal seja tao imetura!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Bom, teve um tempo que eu lia muito esse gênero de livro, e de tanto ler, acabo achando tudo mais do mesmo, tudo vira clichê. Apesar disso não acho ruim, só acho que cada escritor deve colocar o seu diferencial, para que aquele livro marque o leitor no meio de tantos. Não posso dizer se esse livro se encaixa nessa categoria, porém pelo que tudo indica não.
    O enredo não chamou a minha atenção, pelo fato de que me irrito bastante com mocinhas ingênuas e que se deixam mandar por todos, e por canalhas que pensam que tem o direito sobre a mulher. Não acho atraente esse tipo de leitura, já que na minha opinião, só acaba influenciando ao machismo.
    A dica é boa, mas no momento estou procurando outros gêneros.

    Beijos, Lara.
    Psiu, Vem Ler!

    ResponderExcluir
  12. Eu goste e acho que não vou odiar a mocinha não. Acho bem interessante publicarem livros que tratem de abuso psicológico contra a mulher até pelo fato de as pessoas se conscientizarem,

    ResponderExcluir
  13. Oie
    não é um livro que leria e já ouvi falar bastante dessa autora mas o gênero não me agrada, mesmo assim bem legal sua resenha e espero que os fãs curtam a dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!!
    Nossa só de olhar nesse livro eu já vejo a palavra CLICHÊ! Gritando...
    Mas eu me interessei mesmo assim por ele por amar esse tipo de livro haha A LOUCA eu!
    Uma pena ele não ter dado muito certo pra você e espero de verdade que a autora se redima com você no segundo volume. Espero ter a chance de lê-lo em breve.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu adoro esses livros que trazem um assunto polêmico e forte, o abuso é um deles. Gostei de ver sua opinião e com certeza vou ir atrás dele bem em breve. Meus parabéns pela sua resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu até gosto de livros que tragam algo hot, mas não quando o foco está no hot mesmo, como 50 Tons de Cinza, não sou muito habituada com leituras assim. Esse livro não me chamou muita atenção, mas eu fiquei curiosa com essa questão do abuso, porque isso trás reflexões, então é um ponto positivo para a história, pelo menos para mim. Eu não sei se iria gostar desse livro, mas se tiver oportunidade, lerei.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  17. Oiee!!
    Ando meio com preguiça desses triângulos amorosos com personagens claramente baseados no Christian Grey...
    Mas achei interessante essa pequena mudança no tema, em relação à violência contra a mulher... Espero que a autora consiga empoderá-la e perceber como um relacionamento de verdade deve ser...
    Boa sorte com o segundo livro!
    Um beijo!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  18. Olá, apesar do enredo me parecer até bem construído, essa personagem imatura me afasta da leitura.Ainda mais os diálogos que vocÊ citou, me deixou com um bom pé atrás para iniciar essa duologia. Creio que a protagonista poderia ter outra veia, e ser melhor desenvolvida, espero que no segundo isto aconteça, por isso irei esperar você resenhar o segundo livro e depois decido.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras