Infinita - Jodi Meadows

23/03/2017

DESTRUIÇÃO
O Ano das Almas começa com um terremoto — um chacoalhar alarmante nas entranhas da terra —, e esse é apenas o primeiro de grandes perigos que estão por vir. A caldeira de Range está se preparando para entrar em erupção. Ana sabe que com a aproximação da Noite das Almas, não só Heart como tudo em volta estará em risco.
FUGA
Embora assustador, o exílio de Ana pode ter chegado em boa hora, principalmente se ela conseguir convencer seus amigos a deixarem Heart e Range também. Eles precisam partir para o norte em busca de respostas e aliados para deter a ascensão de Janan. E, com um pouco de sorte, as Almanovas ficarão a salvo de qualquer mal.
ESCOLHA
As almas antigas podem ter esquecido a escolha que fizeram para garantir suas infinitas reencarnações, mas Ana sabe muito bem qual o preço a pagar por elas. No entanto, o que ela não sabe é se terá a chance de terminar esta sua única vida com Sam, especialmente se retornar a Heart para tentar deter Janan de uma vez por todas.


Infinita chega para finalizar a trilogia Incarnate. Depois de conhecer o mundo criado por Jodi Meadows em Almanova e de todos os acontecimentos em Almanegra, o que será que o futuro reserva para Ana? Se você não começou a ler a trilogia, tá esperando o que??? Corre ler que vale muito a pena!!!!

O livro começa do ponto em que parou Almanegra e, mais uma vez Ana está em perigo. Mesmo tendo sido banida, tem um grupo que acha que isso não é suficiente e tenta dar fim tanto na garota como em todos que protegem as almanovas. Como se isso não bastasse, a cidade está instável, com tremores e outras mudanças que não deixam outra escolha a não ser sair e ir em busca de um lugar onde eles possam se proteger - e também poder se organizar para encontrar uma forma de enfrentar Janan de uma vez por todas.

Infinita tem um ritmo crescente, que foi me empolgando mais e mais a medida que a leitura foi avançando. Eu tinha gostado de Almanegra mas não com a mesma empolgação de Almanova e isso me fez iniciar esse volume com um certo receio. Comecei devagar, querendo muito saber quais os caminhos e possibilidades que seriam abordadas e como as coisas seriam resolvidas. De repente, me vi devorando as páginas super rápido, querendo saber como seria o final da trilogia e ao mesmo tempo, não querendo chegar ao fim e ter que me despedir do mundo e dos protagonistas criado por Jodi Meadows.


Confesso que ultimamente tenho me irritado um pouco com essa coisa de uma garota nova que foi a escolhida para salvar o mundo. Isso me fez pensar em quanto a autora me deixou encantada com seu mundo que me fez pensar que no caso de Ana, as coisas são diferentes... Ela é a primeira Almanova depois de tantos anos de reencarnação, então faz sentido que seja ela a defensora de todas as almanovas que surgiram, e que, como a única que lembra realmente quem é Janan, seja ela a maior responsável por detê-lo. Claro que isso não me deixou menos irritada com algumas decisões da protagonista. Mesmo assim, o saldo final foi mais positivo do que negativo, já que sim, eu gosto da Ana.

Sam continua sendo o cara mais apaixonante e encantador de toda a história. Desde o início ele me conquistou, então, imaginem a minha alegria ao descobrir que existe um e-book que conta a vida de Sam antes de conhecer a Ana. Ele está disponível na Amazon (apenas em inglês) e se chama Phoenix Overture e eu torço para que ele seja lançado por aqui também.

Por falar em lançamento, mais uma vez a Valentina caprichou na diagramação e edição do livro, que segue os mesmos padrões dos dois primeiros. Dessa vez, no início dos capítulos temos uma pena e a capa, como já comentei é linda como as duas primeiras, me deixando com a sensação de que essa é a trilogia com as capas mais lindas da minha estante.


Infinta não é um livro perfeito - e de algum modo isso me faz gostar ainda mais dele do que se fosse o contrário. Algumas coisas me incomodaram um pouco e fiquei com a sensação de que alguns pontos ficaram abertos. Mas isso não tirou o brilho do livro e nem da trilogia. Amei o fato de conhecer mais criaturas desse mundo (como os dragões e as fênix) e de toda a ação. A forma como a música está inserida na história e como o romance está ali, o tempo inteiro no foco sem se tornar a história principal, foram os pontos que mais me encantaram.

Jodi Meadows me conquistou com a trilogia Incarnate e eu espero poder ler outros livros da autora. Adorei seu modo de escrita, seus personagens e toda a ideia do mundo criado por ela. Tem romance, tem ação, tem fantasia, tudo misturado na medida certa para agradar. Gostei de como tudo terminou - até porque tenho um fraco com finais felizes que me deixam com um sorrisinho bobo no rosto. E mesmo que não tenha sido uma grande surpresa, trouxe um final cheio de promessas de um futuro. Mais do que um felizes para sempre, temos felicidade na medida ideal para ser encantador e lindo para a trilogia, deixando em mim a vontade de logo reler os livros novamente.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

0 comentários

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras