Quando as Estrelas Caem: Starbound #1 - Amie Kaufman &‎ Meagan Spooner

27/04/2018

Tarver só tem 18 anos, mas já ocupa o posto de Major e foi condecorado como herói. Lilac é mimada e arrogante, e acha que o mundo existe somente para servi-la. A menina mais rica da galáxia e o guerreiro misterioso. Perdidos em um planeta abandonado, os únicos sobreviventes de um desastre que matou milhares de pessoas sabem que precisam aprender a conviver e não estão certos de que conseguirão voltar para casa um dia.
Juntos, eles enfrentam aparições, vozes fantasmagóricas, coisas que desaparecem e a presença cada vez mais próxima da força desconhecida que ejetou do espaço a nave Icarus.
Criando um vínculo que supera o clichê os opostos se atraem , Lilac e Tarver provam que a coragem e a lealdade podem ser muito maiores que o instinto de sobrevivência. Personagens que, de tão imperfeitos, nos fazem torcer por eles.
Suspense arrebatador, amadurecimento e um desfecho eletrizante daquelas fantasias que nos cativam e fazem querer compartilhar a história com todo mundo.
Compre: Físico - E-book


Quando as estrelas caem chegou por aqui em parceria com a Novo Conceito e é o primeiro volume da Trilogia Starbound de Amie Kaufman &‎ Meagan Spooner. E, embora não seja exatamente o estilo que eu gosto de ler (histórias com ficção científica não são mesmo a minha praia) fiquei empolgada e alguma coisa me fez colocar o livro na lista de leituras. Ok, quem eu estou querendo enganar? Claro que esse foi mais um caso de "apaixonada pela capa!" Então, embarquei na leitura do livro e só soltei quando cheguei na última página...

"Apoio-me nas estantes de livros quando me dou conta de que eles são a única coisa real aqui. Estico a mão para trás e deixo que os meus dedos percorram o áspero couro de suas antigas lombadas, e depois tiro um deles dali. Ninguém aqui os lê: os livros são objetos decorativos. Escolhidos pela magnificência de suas encadernações de couro, e não pelo conteúdo de suas páginas."

A gente começa conhecendo Tarver, um jovem de 18 anos que já ocupa o cargo de Major devido ao seu desempenho e heroismo no campo de batalha. Ele vem de familia simples e sabe que muitas vezes ele é usado como o exemplo de que "se ele subiu na vida, outros também podem". Em uma das festas na nave em que está, a Icarus, ele conhece uma ruiva que lhe chama a atenção, ela não lhe é estranha, mas ele não consegue lembrar de onde a conhece.

Logo em seguida, conhecemos Lilac, a menina mais rica da galáxia. Por ser a "princesa", ela está acostumada a ter todos a servindo, o que faz com que a primeira vista ela seja mimada e arrogante. Mas como a narrativa é alternada, a gente sabe que muito do que ela diz não é por arrogancia, e sim por não querer problemas para os outros ou então por ser meio que forçada a cumprir o seu papel.

"Ele não sabia quem eu era. Ele não estava atrás do meu dinheiro; ele não estava atrás de conexões com os negócios do meu pai. Ele não estava atrás de nada além de uma noite comigo."

Em um mundo de aparências, um não sabe as reais intenções do outro, então, depois que Tarver identifica que a ruiva é Lilac, e depois dela lhe tratar rudemente, ele não é mais só sorrisos para a moça. E quando um acidente na Icarus coloca os dois sozinhos em uma nave de fuga e logo depois sozinhos e perdidos em um planeta abandonado, eles precisam aprender a conviver juntos para talvez ter uma chance de voltar para casa.

Sabe aquela coisa de os opostos se atraem? A velha história de a princesa e o plebeu? O rapaz que mesmo sendo considerado um herói vem de uma família simples e pobre e não pode ser o suficiente para a filha do homem mais poderoso e rico do universo.... Sim, temos um pouco desse clichê, mas não é isso que define o livro.

"A opinião que ele tem sobre mim já é uma causa perdida; anos depois, quando ele olhar em retrospecto para esta aventura, prefiro que pense em mim como uma vadia em vez de uma fracote."

Com os dois perdidos em um planeta, a interação inicial entre eles não é a das mais fáceis. Ele gosta dela, mas pensa que ela não quer se misturar com alguém como ele por causa dos seus comentários na frente das amigas. Ela gosta dele mas pensa que ele não quer se misturar com ela por ela ser rica. Então, temos os momentos mais engraçados acompanhando os dois brigando por apenas escutar o que se fala e não o que não está sendo dito. Mas aos poucos essa interação vai mudando, aos poucos um vai vendo o que o outro esconde, e o livro só vai melhorando cada vez mais.

Lembra que no começo eu falei que não curto ficção científica? Pois é... Não é a minha praia e arrisco dizer que o livro é mais fantasia e aventura do que ficção científica. E para quem gosta de um romance em suas histórias, aqui tem bastante. Adorei muito Lilac e Tarver, adorei cada uma das suas interações... E os pequenos trechos entre os capítulos parecendo que Tarver está em um interrogatório deixou o clima do livro ainda mais interessante.

"Neste momento, eu sei que era isso que eu queria. Era o que eu queria naquela noite no salão, e era o que eu queria todos os dias desde então. Ela não está olhando para mim e vendo um cara criado no lado errado do planeta. Ela não está vendo um soldado, nem um herói de guerra, nem um rústico sem cultura que não entende quão difícil isso é para ela, nem um idiota que não sabe o que é certo.
Ela apenas me vê."

Não posso dizer que Quando as Estrelas Caem é um livro totalmente perfeito por que ainda estou tentando entender um dos twists da história. Não que tenha achado ruim, por que não achei. Assim como não achei ruim a resolução dele por assim dizer. É que eu realmente não consegui entender o motivo de ter acontecido uma coisa se ela seria resolvida tão rapidamente - e eu não vou mais me alongar nisso por que cada vez que tento acabo soltando spoilers que vão tirar a emoção da leitura.

Mas, não quer dizer que um detalhe, um acontecimento estragou o livro ou fez eu gostar menos da história. Comecei a leitura encantada com a capa, e terminei ainda mais encantada com a história, com os personagens, com a narrativa das autoras e querendo o segundo volume o quanto antes.
O livro tem uma mistura de tudo o que eu gosto em uma leitura... Tem um pouco de aventura e suspense com uma ambientação onde não se sabe ao certo o que pode ou não acontecer, tem um toque diferente já que estamos em um universo onde se viagens pelo espaço são comuns e outros planetas podem ser habitados, tem um toque de nada é o que parece. E claro, tem um romance que me fez adorar ainda mais os personagens e torcer por eles. Eu adorei!

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

4 comentários

  1. Oi, Lica.

    Acredito que para sobreviver, em um momento como esse, eles realmente tiveram que passar relativamente por cima de tudo. Sobre tudo, sobre esses sentimentos controversos.

    Afinal, eles estavam completamente sozinhos, não é mesmo? Um acabou se tornando válvula de escape um do outro.

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ser impressionante!! Uma trama cheia de riqueza de detalhes, dá para se notar que são vários personagens, mas que os principais são muito bem construídos!! Enfim, uma estória de tirar o fôlego, de ficar na expectativa do que vai acontecer!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lica!
    Assim como acontece com você, ficção científica não faz a minha praia, mas ao ver o lançamento de Quando as estrelas caem e ler sua sinopse fiquei curiosa e decidida a ler a história de Tarver e Lilac, contudo, fico contente em saber que o livro é mais fantasia e aventura do que ficção, e que há bastante romance na história ❤
    Amo o clichê do "tipo os opostos se atraem", são um dos meus clichês favoritos!
    Enfim, não vejo a hora de ler esse livro!
    Ps: Agora fiquei curiosa para saber sobre esse twists da história que você ainda  está tentando entender rsrs. Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, não tem como não desejar esse livro, só de ver a capa.
    Que é linda, linda!
    E quanto a trama,acho que vou gostar quando o ler. Pois gosto de livros de fantasia,assim como também curto um bom romance entre os personagens.

    Não conhecia esse livro,e fiquei curiosa em lê-lo.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras