Na Companhia das Estrelas - Peter Heller

05/08/2013

Olá Saelnautas!

Mais uma leitura em parceria com a editora Novo Conceito.
Sinopse: "Em um mundo devastado pela doença, Hig conseguiu escapar à gripe que matou todo mundo que ele conhecia. Sua esposa e seus amigos estão mortos, e ele sobrevive no hangar de um pequeno aeroporto abandonado com seu cachorro, Jasper, e um único vizinho, que odeia a humanidade, ou o que restou dela. Mas Hig não perde as esperanças. Enquanto sobrevoa a cidade em um avião dos anos 1950, ele sonha com a vida que poderia ter vivido não fosse pela fatalidade que dizimou todos que amava. Hig é um guerreiro sonhador. E tem uma imensa vontade de gente, apesar da desilusão que se abateu sobre ele. Por isso é capaz de arriscar todo seu futuro quando, um dia, o rádio de seu avião capta uma mensagem...
Voe com Hig e Jasper e se encante ao descobrir que um mundo melhor pode estar em cada um de nós."

O primeiro capitulo é longo. Você tem que estar disposto a dar um voto de confiança de que tudo vai desenvolver melhor no segundo. De quebra você se depara com uma escrita diferenciada. Muitos paragrafos. Muitos pontos. Sem indicação de diálogo usual. Mas, como eu disse, esteja disposto a dar um voto de confiança, você pega o jeito e começa a aproveitar.

A primeira vista você acha um pouco estranho dois homens e um cachorro tendo uma rotina juntos. Não é rotina de amor, é isso que se estranha. Vivem juntos porque escolheram assim mas não relação de amor, muito menos amizade entre eles. É um acordo de cavalheiros que querem sobreviver. Já leram ou assistiram 'Eu Sou a Lenda'? Sabe, se movimentar de forma a marcar territórios hostis, procurar alimento, ter a companhia de pessoas doentes com algum vírus letal... bem parecido.  Se você não gosta deste gênero, nem se arrisque! Começando pelos dois pontos inicias que levantei sobre o livro, você vai odiar.

Você se acostumou com o estilo de escrita, já passou do primeiro capítulo da ambientação, gosta de ficção onde a humanidade se desintegra, pode relaxar e aproveitar. Sinta raiva, pena, nojo, carinho, e termine seu livro. Sem grandes e miraculosos saltos. É bem pé no chão, é bem a vida dos 3. Claro, tem suas surpresas, mas não seria eu se eu contasse alguma coisa que entregasse o que acontece...

Já dei tantas chances a livros que pareciam estranhos. Já lutei tanto para engolir coisas inaceitáveis. É literatura! Dê uma chance deste livro te prender. Devemos nos aventurar o maximo que conseguirmos nos livros, já que lendo a gente não se machuca e mesmo assim fica sabendo o quanto dói...

Até mais!


Que tal conferir também...

4 comentários

  1. Já li outras resenhas dessa trama e a maioria classificou como mediana.

    Quando sai o resultado da promo Um Certo Verão e do top de julho?

    Bj!

    ResponderExcluir
  2. Estou com boas expectativas em relação ao livro. Por mais diferente que seja o estilo dele, acho que tem algo a mais na história. Talvez não seja preciso ter grandes coisas acontecendo, talvez seja um livro mais intimista. E eu gosto disto!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Desde que lançou o livro que eu estava curiosa pra ler, mas vi algumas resenas negativas e acabei desanimando um pouco... Mas acho que isso é até bom porque não me deixou com tantas expectativas sobre ele. Espero gostar.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  4. Verdade, achei bem esquisito o tema, mas como vc diz temos que dar uma chance. A relação desses três é bem estranha, mas com um objetivo claro.
    A capa é bem legal. Até pensei em ETs, hahaha. Maluca.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras