Deserto de Ossos - Chris Bobjalian

25/06/2015

Em 1915, o massacre de milhares de armênios perpetrado pelos turcos tingiu para sempre as areias do deserto sírio com o sangue e os ossos de uma civilização inteira. Em meio a esse cenário desolador, Armen Petrosian, um jovem engenheiro armênio que perdeu a esposa e a filha, e Elizabeth Endicott, uma rica jovem americana, se apaixonam. Mas antes de assumir o que sentem, eles se separam quando Armen se alista no exército britânico e Elizabeth vai trabalhar como voluntária. Ambos testemunharão atrocidades que os marcarão para sempre antes que possam se reencontrar. Quase um século depois, às vésperas do centenário do genocídio, a neta do casal, Laura, embarca em uma jornada pela história de sua família, descobrindo uma história de amor, perda e um delicado segredo que ficou soterrado por gerações.

***********
Existem livros que chegam sem querer, e acabam marcando profundamente nossas vidas. Deserto de ossos chegou em minhas mãos por um acaso do destino: Na mesma semana que li na Folha de São Paulo uma matéria sobre o aniversário do Genocídio dos Armênios pelos Turcos na Primeira Guerra Mundial, recebi o convite para ler esta obra. E, claro, topei o desafio, com a curiosidade de decifrar esse romance dramático histórico.

Bestseller do New York Times, Deserto de Ossos toca fundo na ferida e desafia o leitor a entender como um milhão e meio de pessoas foram mortas em um dos maiores genocídios da história, sem que ninguém tenha visto. E entre a guerra, lutas e convulsões sociais, também surge o amor. De forma tocante, ele se apresenta na figura de Armen Petrosian e Elizabeth Endicott, que se apaixonam em meio a esse cenário marcado por sangue e ossos.


O renomado autor Chris Bobjalian, descendente de Armênios, baseou seu romance em elementos de sua própria vida, pois seus avós sobreviveram ao genocídio na Primeira Guerra Mundial.

O livro é dividido entre o passado, onde temos o cenário da Primeira Guerra Mundial e o genocídio Armênio, e o presente, onde um século depois, a neta do casal principal procura descobrir e entender a história de sua família. 

O livro é extenso, e conta com 344 páginas. No inicio, demorei a me adaptar a história, mas aos poucos fui enfrentando o desafio e me apegando aos personagens e fatos de forma muito marcante e intensa.

O experiente autor desta obra, com mais de 15 romances publicados, sabe construir cenas e momentos de forma muito poderosa, seja nos momentos da guerra, das lutas, dos massacres, ou mesmo nos momentos de amor e paixão.

Deserto de Ossos é um livro intenso, que expõe uma ferida na história da humanidade e merece ser lido por quem ama Romances históricos. Recomendo e assino embaixo!

Por Ricardo Brandes / Escritor

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

11 comentários

  1. Gosto muito de livros intensos e quando tem ao pano de fundo uma história real me instiga mais ainda, não sabia desse genocídio, a gente que muita gente também não deve saber e eu acho que conhecer sobre um assunto por um romance é a melhor maneira.

    ResponderExcluir
  2. Bom adorei a resenha, mas esse livro não me interessou muito, curto livros intensos, mas não todos os tipos, e esse foi um que não me deixou curiosa, talvez futuramente eu venha a mudar de ideia.

    ResponderExcluir
  3. eu amo livros com esse tema, tudo que aconteceu a partir de ontem ja´me interessa! rs
    gostei muito da resenha e já até sei que vou adorar ler o livro

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o autor, mas, lendo sua resenha, houve um equilíbrio na história: um tema forte como genocídio/guerra, por outro lado, contado por uma jovem, que não presenciou os fatos, mas que conhece a história de um amor lindo em meio a horrores.

    ResponderExcluir
  5. Ricardo, eu sou mais adepta de romances de época do que histórico.
    Até porque também não gosto de livros que se passam na guerra.
    Não curto, mas a história parece ser muito boa e a maneira como você falou nos deixa curiosos.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  6. Ricardo!
    Romances históricos são ricos em vários aspectos que me conquistam e se ambientados em guerras ainda mais, porque me interesso por essa época, onde houve tanta atrocidade e não a vivenciamos. Podemos então, aprender com a dor de quem passou por tal período.
    Valeu a indicação, pois não conhecia.
    Bom domingo!
    “Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo.”(Chico Xavier)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  7. Agradeço os comentários, pessoal! Exatamente, este livro mostra uma historia forte e intensa, de amor em um período de guerra acontecida em tempos passados. Ódio de seres humanos contra seus semelhantes, que se repete no presente em nosso mundo, e que, infelizmente, seguirá acontecendo no futuro... Recomendo esta leitura para quem quer conhecer o ser humano no seu íntimo, em um dos mais complicados períodos da humanidade. (Ricardo Brandes)

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha. Super curiosa para ler o livro agora.
    Bom trabalho!

    ResponderExcluir
  9. Amo romances históricos e as narrativas que envolvem a grande guerra, então creio que esse livro tenha tudo para me agradar, já que isso sempre me faz pensar nas pessoas que viveram naquela época. Amei a dica e a resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem ?
    fiquei curiosa em ler o livro e descobrir coo o autor conseguiu entrelaçar um marco tão cruel como uma guerra, com algo do presente, e em como uma história de amor pode surgir no meio disso. Não conhecia esse autor ainda, espero poder ler ele em breve ^^.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Ricardo!
    Não conhecia o livro, mas já me interessei por ele já na sinopse... Fiquei bastante curiosa e vou até marcar ele aqui na minha lista pra ler logo!
    Beijos!

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras