O Conde Enfeitiçado - Julia Quinn

25/04/2016

Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton.
Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele.
Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite.
Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.
No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.



Michael Stirling é o que podemos chamar de conquistador. A lista de mulheres que ele seduziu parece interminável e apesar da quantidade, nenhuma conseguiu roubar seu coração, não até ele conhecer Francesca Bridgerton.

Porém a moça está noiva de seu primo John e o casamento ocorrerá em 36 horas, o que faz com que a única mulher que ele desejou a vida inteira, seja a única com quem ele nunca poderá ficar.

A jovem Francesca, alheia a tudo isso, está felicíssima com seu matrimônio e seu futuro marido, o conde de Kilmartin. Os dois formam um par perfeito, se amam e se complementam de tal forma, que parecem se conhecer desde o nascimento.

Infelizmente, dois anos depois, John falece de forma repentina e Francesca sofre um aborto quase que simultaneamente. Marcado pela dor da perda do primo e melhor amigo, que era como um irmão, e pela culpa por ainda amar secretamente a esposa dele, Michael foge para a Índia, deixando a Condessa de Kilmartin sob o comando de tudo.


Repensando sua vida, quatro anos depois, Francesca decide que quer ter filhos, e para isso precisará abandonar o luto e arranjar um novo marido. Neste meio tempo, conformado com o fato de que nunca esquecerá a Sra. Bridgerton Stirling, Michael decide voltar à Inglaterra para assumir suas responsabilidades como novo conde de Kilmartin.

Durante o reencontro algo surge e em meio às muitas possibilidades e propostas, os dois começam a refletir sobre um possível futuro juntos. Mas o remorso pela perda de John e pelo desejo que sentem um pelo outro parece consumi-los mais a cada dia. E enquanto o amor pode restaurar a mais perdida das almas, a dor e a culpa podem destruir qualquer esperança de felicidade.

Para quem já leu os outros livros da série, vai notar uma singularidade neste, em especial na personalidade de Francesca, que é mais reservada que os outros Bridgertons e também em relação ao próprio luto, que até então só tinha atingido a mãe deles, Violet.

O livro em si, não conseguiu conquistar o status de meu xodó da série, mas nem por isso se mostrou menos digno de admiração. A escrita da Júlia Quinn é fluida e suas histórias leves e emocionantes trazem um frescor a nossa vida agitada. Com certeza, recomendo.

Criado em 2010, o Amores e Livros é um espaço feito para dividir os nossos amores pelos livros, filmes, séries e alguns outros vícios mais do que saudáveis! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

14 comentários

  1. Ah, gostei que nesse livro algum personagem engravida, achei bem doido o caso de namorar o namorado da prima ou algo assim, bom, ainda não cheguei a esse livro, essa família é bem humorada, que torna os livros rápidos de ler e de sair DAQUELA ressaca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc, Maria Fernanda! Romances de época são ótimos para sair da ressaca literária. E esse livro tem uma escrita um pouco mais adulta, condizente com as emoções e situações. Creio que vc vá gostar.

      Excluir
  2. Gente, como assim? Quando finalmente Michael se interessa por alguém, a pessoa vai casar! Isso é que é falta de sorte! Achei muito legal que depois de todo esse tempo, ele ainda manteve o interesse pela Francesca. Fiquei agora super curiosa em relação a esse casal *-* Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Humm, Cris! Esse amor dele é lindo! Vale super a pena a leitura.
      Obrigada pela participação
      bjus

      Excluir
  3. Amei sua resenha! Confesso que fiquei receosa com esse livro, já li todos os anteriores mas esse não me parece tão bom... Como sou apaixonada por essa família vou dar uma chance a esse casal haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Persuasão Literária! Esse livro é diferente dos demais, não só por trazer situações novas, como também pela escrita da Júlia, que está mais séria! Espero que goste
      bjus

      Excluir
  4. Olá!

    Eu só li essa da série! Rs, comecei pela metade!
    Eu gostei muito, da trama é bonita, clichê, mas romance de época sempre é! E a escrita da autora que vim a conhecer nele, amei!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andréa! Fico feliz que tenha gostado, a série inteira é muito boa, mas em minha opinião pessoal, os 3 primeiros foram os melhores.
      bjus

      Excluir
  5. eu conheço a série de ver muita gente falando sobre mas não me animo pra ler, não curto romances de época, eles são muito clichês, em sua maioria...
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Maria Valéria!! Romances de época seguem a "receitinha", a gente já sabe que o casal fica junto no final, o emocionante é descobrir como, mas pra quem não gosta do gênero as vezes fica sem graça mesmo.
      Obrigada pela participação

      Excluir
  6. Acho muito caprichadas as capas dos livros da Julia. Ainda não li nenhum, mas já estão na minha lista de desejados. Não sei se gosto ou não desse tipo de livro pois não cheguei a ler quase nenhum, mas acho meio previsíveis.. Esse é o livro 6 e não li nem o primeiro :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oii Amanda! O ideal é começar pelo primeiro livro da série, O Duque e eu. Vou adorar saber sua opinião a respeito.
      Bjus

      Excluir
  7. Oi!
    Estou acompanhando essa serie e gostando muito, até agora a Francesca foi uma das Bridgerton que menos vi ao longo da serie o que me deixou ainda mais curiosa para poder ler seu livro e gostei da historia que pareceu interessante principalmente sobre esse casal que já começa a historia cheio de impedimentos, com certeza irei ler esse livro !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Suzana, a Francesca apareceu muito pouco ao longo dos outros livros, e geralmente citada por outro personagem, o que torna o livro uma ótima forma de conhecê-la melhor
      Abraços

      Excluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras