Os Impostores: A Garota do Cemitério #1 - Charlaine Harris, Christopher Golden, Don Kramer

14/02/2017

Ela adotou o nome Calexa Rose Dunhill, inspirada numa lápide do sombrio ambiente em que acordou, ferida e apavorada, sem qualquer lembrança de sua identidade, de quem a jogou lá para morrer ou mesmo do porquê.
Fez do cemitério o seu lar, vivendo escondida numa cripta. Mas Calexa não pode se esconder dos mortos – e, quando descobre que possui a estranha capacidade de ver as almas se desprenderem de seus corpos...
Então, certa noite, Calexa presencia um grupo de jovens praticando uma sinistra magia. Horrorizada, testemunha o ato insano que eles cometem. Quando o espírito da vítima abandona o corpo, ele entra em Calexa, atormentando sua mente com visões e lembranças que parecem não ser dela.
Agora, Calexa deve tomar uma decisão: continuar escondida para se proteger – afinal, alguém acredita que ela está morta – ou sair das sombras para trazer justiça ao angustiado espírito que foi até ela em busca de ajuda?

Quando recebi o vídeo de quais seriam as novidades da Valentina para 2017 fiquei mais do que animada ao saber que a editora publicaria uma Grafic Novel. Mais ainda por ela ser da mesma autora de True Blood, sem contar que os outros dois nomes também tem um ótimo histórico no mundo dos quadrinhos. Resultado? Eu contava os dias para ter e ler essa coisinha linda que A Garota do Cemitério prometia ser.

Tudo começa quando uma garota é jogada em um cemitério. Alguém abandona seu corpo, acreditando que ela está morta - e ela de fato morreu, por um minuto. Quando ela percebe onde está, ela sabe que corre perigo, afinal, alguém acredita que ela está morta. Só isso já bastaria para ela se esconder, mas as coisas não terminam por aí... Ela não se lembra de quem é, ela está sem nenhum tipo de lembrança. Como ela poderia procurar ajuda se ela não faz a menor ideia de quem a jogou ali, e o que é pior, a mando de quem? Quem é amigo e quem é inimigo?

Escondida no cemitério, tornando-o seu lar, ela rouba comida do velho que cuida do local - e ele a chama carinhosamente de fantasminha e com o passar dos dias tenta se aproximar, mas deixa a garota seguir no seu tempo. Como ela não lembra nem o seu nome, ela escolhe um novo, e agora ela é Calexa. Uma noite ela entra em uma casa e mesmo assustando a senhora idosa que nela vive, essa senhora acaba virando sua amiga - fica a disposição para quando a garota quiser conversar e a ajuda com roupas e comida.

A premissa da história é essa, mas não é o foco central desse primeiro livro. E essa seria a minha única crítica. Uma coisa acontece no cemitério... A princípio parece somente uma brincadeira de adolescentes querendo fazer um ritual, mas depois de um tempo, isso vira um assassinato - e Calexa não só presencia como o espírito da garota morta acaba entrando em seu corpo. Isso passa a ser todo o principal da história e a gente conhece muito pouco sobre a garota que resolveu assumir o nome de Calexa.

É uma coisa ruim? Não, nem um pouco. O acontecimento é interessante e tudo que acontece depois também é. Temos uma história completa dentro da história principal, e, sim, ela é legal a ponto de ser interessante e deixar o leitor atento e querendo saber como tudo irá se resolver. Os dois personagens que ajudam Calexa - Sr Kelner (o cuidador do cemitério) e Lucinda (a senhora que a ajuda) são dois personagens muito interessantes que eu espero ver e conhecer mais nos próximos volumes. Mas, mesmo adorando muito a leitura, eu queria conhecer melhor a história da Calexa, me envolver um pouco mais com ela antes de ter um segundo plot, sabe?


O trabalho gráfico do livro está incrível. Como a história se passa em um cemitério, a palheta de cores está mais escura e densa - e bem dividida quando lembranças aparecem em cena, sem precisar delimitar com frases ou explicar o que está acontecendo. Os traços do desenho também estão muito bem feitos, inclusive nos momentos de movimento. Eu não sou a maior leitora de Grafics, mas para mim, estava tudo muito bem feito. E a Valentina caprichou mais uma vez na diagramação - papel couché de 150g que deixa as folhas mais grossas e as fontes em tamanho adequado para os momentos da história.

A Garota do Cemitério: Os Impostores é a primeira parte de uma trilogia e me agradou bastante. Como disse, não é um gênero/estilo que costumo ler muito, mas já estou aguardando ansiosamente por A Herança, segundo volume da história que eu espero que não demore muito para sair por aqui. Se você gosta de Grafic Novels ou de histórias que se passam no cemitério, vale a pena dar uma chance.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

6 comentários

  1. Oi!
    Nossa, que situação difícil a dessa garota, hein? Só pela "sinopse" eu já fiquei curiosa para ler. O acontecimento me deixou ainda mais curiosa, sabe?
    Adorei! ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Lica, li uma resenha ontem sobre esse livro e achei a história o máximo, nem sabia que a valentina tinha lançado Hq, e fiquei muito interessada. Bjkas

    ResponderExcluir
  3. UAU! Compli cada a hisrória dela! HQ só lendo para entender melhor do que se fala.
    Apesar d enão gostar da Editora, achei sensacional a publicação, sempre bom diferenciair um pouco!
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    A história de Calexa me chamou a atenção. Não tenho o costume de ler Grafic Novel, por falta de oportunidade mesmo. Acredito que esta seja uma boa chance de começar a ler. Me interessou principalmente por ter Charlaine Harris entre os autores.
    Espero ler em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olha, eu não curto o catálogo da Valentina mas não nego que essa HQ me deixou super curiosa... Gosto de coisas que tem referência com cemitérios e talz... E o segundo plot só me intrigou mais...

    Espero ter a chance de ler algum dia...
    Bjs...

    ResponderExcluir
  6. Oi,

    Não sou muito fã deste tipo de publicação, mas devo confessar que a história dela é intrigante. Gostei muito da editora, ter mudado um pouco o foco das publicações!

    Abraços,

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras