Lúcida - Ron Bass e Adrienne Stoltz

30/01/2017

Um thriller psicológico eletrizante, do roteirista de Rain Man e O casamento do meu melhor amigo. Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?


Lúcida entrou na minha lista de desejados por causa da capa. Por mais que a gente repita para si mesmo que não devemos julgar um livro pela capa, quando ela é tão chamativa e encantadora fica difícil não querer ter na estante. E talvez seja exatamente aí que começam as grandes expectativas com livro...

Primeiro, eu não sou uma leitora de thrillers psicológicos. Eles não me conquistam como deveriam, não me deixam curiosa ou intrigada como poderiam e no final, fico com a sensação de que eu esperava algo a mais do que me foi entregue. Assim, a maioria dos thrillers que já tentei ler não conseguiu nada mais do que me deixar cheia de perguntas e mais confusa do que quando comecei a leitura. Dito isso, a premissa de Lúcida é super interessante e, como já tinha gostado da capa, resolvi arriscar a leitura.

Sloane é boa aluna e tem uma família amorosa, vive uma vida simples de adolescente do interior mas sonha com algo a mais em sua vida. Maggie é uma aspirante a atriz, com uma vida bem independente já que está sempre trabalhando, mas se sente sozinha e gostaria de uma vida mais normal. As duas tem o mesmo nome, a mesma idade, mas uma é completamente diferente da outra.

Acontece que, toda noite, enquanto uma dorme, a outra vive o seu dia. Seria algo como se uma sonhasse que tem a vida da outra. Sloane sonha que é Maggie, Maggie sonha que é Sloane... Os sonhos são tão vívidos, que as garotas chegam a sentir o que a outra está passando, e mais, depois de um tempo, tem vontade de interferir no que está acontecendo. É algo tão absurdo que ambas não tem coragem de contar para ninguém o que acontece com elas. Mas, é tudo mesmo só um sonho? Como descobrir o que é e o motivo dessa interação entre as duas? E se for um sonho, qual das duas vidas é a real? Uma está apenas imaginando a outra ou ambas existem? O que é realidade e o que é loucura na vida dessas garotas?
"Eu simplesmente não sei o que há de errado comigo.
Mas é claro que sei. Apenas não sei por quê." (pág. 167)
O começo do livro é um tanto lento, mas depois ganha ritmo e se torna realmente eletrizante ao se aproximar do final. Não foi um livro fácil e exigiu um pouquinho mais da minha atenção durante a leitura. Li algumas resenhas que descreviam a narrativa como confusa e eu mesma me senti confusa durante alguns momentos, mas lembra que eu disse que isso sempre acontece comigo quando leio thrillers? Então não sei bem até que ponto isso foi um defeito do livro ou um problema meu. No fim, penso que a leitura não foi fácil por ser mais complexa, por estarmos em uma história em que não sabemos o que é sonho, o que é realidade e o que é loucura, então penso que seria estranho não ficar confusa. É uma confusão criada pela história ter esses elementos e não por ter sido mal escrita.

Ron Bass e Adrienne Stoltz constroem gradativamente as personalidades das duas meninas e nos apresentam cada uma de suas vidas separadamente. Assim vamos conhecendo um pouco de cada uma das personagens e de suas vidas, algo que no início me fez sentir que estava lendo duas histórias. Isso fez eu sentir uma certa demora na conexão entre as duas vidas, uma demora em ver os caminhos se cruzando. Além da ideia de que uma das duas pode não ser real (e se não for, qual das vidas é apenas um sonho?), temos uma história em que boa parte trata de duas garotas com vidas opostas - cada uma em um triangulo amoroso - que tem a angústia de se sentir na vida errada já que ambas preferiam estar vivendo a vida da outra.
"Finalmente, pergunto:
- Como tudo isso vai acabar?
- Da maneira como tem que acabar." (pág. 301)
Mesmo com algumas ressalvas e com o fator de não ser exatamente meu estilo de livro, Lúcida conseguiu me manter interessada até o final, em busca de respostas e querendo saber até onde a história iria. Acontece que para mim, é um estilo que funciona melhor nas telas e isso somado ao fato dos autores trabalharem com roteiros a mais de dez anos (Ron Bass é o oscarizado roteirista de Rain Man e O casamento de meu melhor amigo) me faz pensar na grande adaptação que a história daria... Não é o tipo de livro que você gosta pelos personagens - para mim, faltou alguma coisa marcante nas meninas que me fizesse torcer por elas. Mas foi aquele tipo de leitura que você gosta pelo fato de ter uma história interessante, diferente e completamente maluca - ao estilo de Inception ou Black Swan.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

32 comentários

  1. Oi!
    Uma pena a leitura não ter sido de toda aproveitada. Estou para ler e poder tirar minhas conclusões. ^^
    Será que uma adaptação poderia vir em breve, já que as autoras são desse mundo cinematográfico?
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Hmmm, interessante... Não conhecia o livro, mas adoro o gênero. Concordo que às vezes certas histórias ficariam melhores na telona... O fato de não simpatizar muito com as personagens pode ser um agravante, além da lentidão inicial. Eu adorei a ideia do livro, mas esses pontos negativos me deixaram com o pé atrás... Procurarei mais sobre. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Não sei porque mas este enredo me lembrou um pouco de Sense8. É muito ruim quando não se tem uma identificação com o personagem, acaba se tornando algo cansativo e pouco proveitoso.
    O estilo do livro em si, não me atrai. Fiquei em dúvida se funcionaria até mesmo no cinema, mas talvez, por ser o segmento das autoras, seja essa a intenção final. Vai saber ?!
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro, que para mim é bem desenvolvido sim, apesar de que as vezes me senti um pouco confusa. Ainda assim, eu adorei todas as características apresentadas. Como já deu para perceber, eu também já fiz essa leitura e particularmente gosto da narrativa e os elementos inseridos. Foi uma boa surpresa e recomendo bastante a leitura, apesar de alguns pontos negativos, é claro..a história não deixa de ser interessante!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oie! Tudo bem? A capa não nego é linda mesmo, mas sou como você não gosto de thrillers psicológicos e por isso acaba que vou passar a dica dessa vez, mas vou indicar para uma amiga o livro que tenho certeza que irá gostar da leitura!
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Na grande maioria das vezes escolho minhas leituras exclusivamente pelas capas e nem sempre isso é bom rsrs
    A capa de Lúcida me chama muito a atenção, mas assim como você não tenho o hábito de ler thrillers e quando leio fico com a sensação de que falta algo!
    Porém, também pretendo arriscar a leitura afinal tenho visto vários elogios a essa premissa e aos personagens, afinal é bem original e as características de ambas são bem desenvolvidas.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lica!
    Já havia conferido outras resenhas desse livro e, realmente, parece ser uma grande confusão mesmo essa conexão tão inusitada entre as duas personagens; uma sonhar com a outra e vice-versa? Já me perdi um pouco aqui com esse enredo, rs, mas se é parte da complexidade da história em si, realmente não é defeito, é característica própria. Também não sou muito leitora de thrillers, só recentemente comecei a ler mais policial, o que, acredito, se aproxima um pouco, mas ainda assim não é uma leitura em particular que me chame a atenção. É instigante, sem dúvida, mas as prioridades que já tenho na minha pilha atual tornam essa opção inviável por hora. Mas quem sabe um dia? De qualquer forma, valeu a dica, que bom que você ainda conseguiu gostar de alguma forma, apesar das ressalvas.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
  8. OOi!
    REALMENTE, com uma capa dessas a gente esquece do "não julgue um livro pela capa". kkkk É maravilhosaa!
    Olha, achei a premissa do livro incrível e instigante. Me deixou super curiosa, principalmente por ter muita vontade de ler algo do gênero.
    Só espero que ele também não me deixe muito confusa! hahah Só vou tentar não criar expectativas altíssimas, pois quero sim lê-lo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    A capa desse livro sempre me chamou a atenção, mas eu nunca tinha parado para ler nenhuma resenha sobre o livro. O gênero foge completamente do que estou a costumada - e gosto - de ler, mas pesando os pós e contras destacados por você, sua resenha conseguiu me deixar instigada ao ponto de me aventurar na leitura. Obrigada pela dica, anotei com muito carinho.

    Beijos,
    Dai | Virando a Página

    ResponderExcluir
  10. Oi Aline.

    Realmente a capa é bem chamativa e deixa um desejo de ter o livro na estante. Eu gosto de thriller psicológico, os poucos que li trouxeram histórias bem interessantes. Mesmo você informando que o livro tem um começo lento e exigiu um pouquinho mais da sua atenção, acho que merece ser lido. Vou anotar a dica para conhecer a história.

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. OIii!

    Todo mundo ama uma capa bonita! Eu não conhecia a obra pois como não sou a maior fã do genero, acabo não conhecendo muitos livros do genero.
    Gostei da sua resenha e acho que todos os livros no estilo possuem esse problemas de começo lento.
    Não leria no momento mas quem sabe no futuro.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. oie, que bacana que mesmo não sendo seu estilo favorito o livro acabou te prendendo. Sinceramente ele está na minha lista de leituras, mas essa narrativa um tanto confusa me deixa em dúvida se devo ler, e apesar de amar thrilers psicológicos, em boa parte das vezes fico com a sensação de que gostaria de mais também, mas ainda lerei ele para tirar minhas próprias conclusões.

    ResponderExcluir
  13. Olá! ^^ Lucida está na minha lista de desejados e sim como você ele entrou por causa da capa, porem o gênero dele é um tipo que já estou acostumada a conferir e por isso sei que irei gostar e me sentir instigada a seguir a leitura até a conclusão. Quero muito saber como isso é concluído!

    ResponderExcluir
  14. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura, mesmo não fazendo o teu género! :)

    Eu fiquei super curioso, especialmente com a capa! ahah E acho ótimo que de uma boa adaptação cinematográfica!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Imagino que a confusão do livro seja algo da história mesmo, afinal tendo essa pega de Inception, como você bem mesmo citou, de toda forma já fiquei aqui numa vontade danada de ler, até porque é um gênero que gosto muito.
    E a capa é lindimais mesmo!

    ResponderExcluir
  16. Oi, tenho que dizer que realmente os pontos que você ressaltou são exatamente os que eu ressaltaria se estivesse lendo e por isso acredito que a história não iria me agradar tanto quanto eu gostaria, mesmo que tenha tudo para ser algo diferente e envolvente. Como você mesma disse, eu acho que se fosse um filme funcionaria melhor, mas não irei descartar porque realmente gostei desse lance de uma sonhar com a vida da outra, deixarei para pesquisar mais e decidir depois. Dica anotada! E parabéns pela sinceridade e pela resenha <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Também não tenho costumes de ler thrillers psicológicos, porém sempre fui curiosa para conferir. Esse livro me chamou atenção, apesar de que para você a leitura não tenha sido tão proveitosa. Parece ser uma história complexa e espero ter a oportunidade de realizar a leitura. Adorei sua opinião sincera!

    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  18. Este também não é um gênero que acompanho, mas este livro sempre me chamou atenção. Ver como as personagens se desenvolvem na narrativa, deixando o leitor avido por mais informações, acaba por me deixar bem instigado pela sua leitura. A cpaa está linda e muito bem trabalhada, e realmente daria um ótimo filme, pela narrativa envolvente e cheia de bons segredos.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Eu também compraria o livro só por essa capa, que é simplesmente maravilhosa! Mas agora, lendo a sua resenha, sei que me decepcionaria com a história. Adoro thrillers psicológicos, quando são bem feitos e tenho a impressão que esse deixa um pouco a desejar, por isso não me chamou tanto a atenção assim. Mas adorei a sua resenha e poder conhecer as suas considerações.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Já tinha ouvido falar no livro, mas não sabia que ela tão tenso assim. Até gosto de thrillers, não não leio com frequência. Pretendo colocar em minha lista, pois achei diferente a premissa.

    ResponderExcluir
  21. Oie! Tudo bem com você?
    A capa é linda mesmo e como eu estou em uma linha de gostar de thrillers psicológicos, acho que vou aproveitar oaa anotar essa dica não só para mim, mas para todos os meus amigos que tenho certeza que vou gostar
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi, Lica

    Eu me interessei por esse livro justamente pela capa! ahhahahaha
    Ao contrário de você eu gosto muito de thrillers psicológicos, é um dos meus gêneros preferidos. Entretanto, venho lendo muitas resenhas cheias de ressalvas, então eu meio que perdi interesse.
    Mas quem sabe eu leia, vamos ver...

    ResponderExcluir
  23. Oie!
    A capa do livro é realmente belíssima, e também li outras resenhas que falavam que a leitura é mesmo um pouco complexa, é necessário bastante atenção para não se perder na história.
    Fico feliz que o livro tenha te mantido envolvida até o final, isso é um ponto bem positivo, assim como você também não sou muito fã desse gênero de leitura, mas a leitura de Lucida, parece ser bem instigante, principalmente a da protagonista.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Queria ler esse livro só pela capa, também sou dessas, mas sabendo que é um thriller psicológico fico ainda mais afim de ler. Eu adoro esse tipo de leitura!
    Gostei bastante da premissa, achei diferente, e estou louca para ler.
    Espero conseguir em uma troca no skoob.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  25. A capa e a premissa é maravilhosa. Ao ler sua resenha lembrei de alguns ep da série sense8. A base construída sobre um triller que mexe com o psicológico me deixa ainda mais animada. E eu concordo, esse tipo de leitura combina mais com adaptações nas telinhas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Oiee
    Tudo bom?
    Eu adoro essa temática e mesmo começando a história devagar eu necessito saber o que de fato acontece para uma em determinado ponto literalmente viver a vida dá outra.
    Adorei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Oie, tudo bem?? Já tinha lido algumas resenhas sobre o livro e, diferente de você, eu sou apaixonada por thrillers \o/ Gosto quando a leitura é meio confusa mas surpreende e se encaixa no final, histórias que me fazem pensar por serem complexas e bem elaboradas. Acho que seria uma leitura que eu curtiria fazer porque achei a premissa original. E com relação a capas, eu tbm julgo alguns livros por elas kkkkkk quem nunca né? Bjoooo

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Eu amei a premissa desse livro, de o sonho ligar as duas protagonistas achei muito interessante, gaz tempo que não leio um bom livro desse gênero. A capa está linda e pelo visto a trama foi bem desenvolvida e amarrada. Dica anotada. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  29. Eu gosto muito da capa desse livro e da sinopse dele, tenho muita vontade de le-lo. Li muitas resenhas positivas que só me atiçaram!

    DEve ser muito bom, a ponto de deixar até o proprio leitor confuso, como as proprias personagens que nele existem!

    Só de você comparar aos filmes Inception e Black Swan, me faz acreditar que vou gostar muito!

    Ótima resenha!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  30. Olá!
    Compartilho com isso de não ser uma leitora de thrillers psicológicos, nunca funcionam como deviam comigo, mas só essa capa já faz a gente esquecer disso né? ;) acho a premissa muito legal (e original), acho que também vou dar uma chance a ele.
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  31. Oi Lica, tudo bem?
    Eu geralmente sou ao contrário de você. Adoro Thrillers e nunca li um no qual não gostasse. Por experiência afirmo que os começos geralmente são lentos, mas depois melhora muito. Caso você queira ter outra boa experiência com o gênero eu recomendo A Garota Perfeita, provável que você tenha suas ressalvas, mas acredito que irá gostar.

    ResponderExcluir
  32. Oie Lica...
    Nossa, não conhecia o livro, mas tenho que dizer que a capa realmente é encantadora.
    Diferente de você, amo thrillers e quando li que se tratava de um, meu olho até brilhou aqui, mesma a sua resenha me deixando um pouco confusa, mas acredito que isso seja proposital haha curti a história e anotei a sua dica.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras