Alice e as Armadilhas do Outro lado do Espelho - Mainak Dhar

01/01/2017

Você está pronto para as armadilhas do outro lado? Mais de dois anos se passaram desde que Alice seguiu um Mordedor com orelhas de coelho e entrou em um buraco, o que deu início a uma série de acontecimentos que mudaram a vida dela e a de todos que moram no País das Armadilhas. A Guarda Vermelha resolvera conceder trégua; Alice havia reinstaurado a paz entre humanos e Mordedores e, sob a liderança dela, os humanos tinham conseguido fundar a primeira comunidade real e verdadeiramente organizada desde a Insurreição — uma cidade chamada País das Maravilhas. Entretanto, o aparente estado de paz é rompido depois de diversos ataques dos Mordedores e Alice se vê rejeitada pelas mesmas pessoas por cuja liberdade ela lutou. Agora precisa voltar ao País das Armadilhas para desvendar essa nova conspiração que ameaça o País das Maravilhas. E fazer isso significa ficar frente a frente com sua maior e mortal adversária — a Rainha Vermelha.

Quando terminei de ler Alice no País das Armadilhas fiquei mais do que empolgada e esperando demais o lançamento do segundo livro. O problema de gostar demais de um livro, principalmente quando ele une duas coisas que você não é muito acostumada a ler é que as expectativas para a continuação são tão altas que são quase impossíveis de serem alcançadas. A resenha abaixo não contém spoilers desse volume mas contém alguns pequenos spoilers do primeiro livro.


No primeiro livro, conhecemos o mundo de Alice, uma garota de quinze anos que não conheceu o mundo como nós conhecemos ele. Ela já nasceu depois da grande mudança pela qual o mundo inteiro passou e que ficou conhecida como Insurreição. Desde muito nova ela aprendeu a lutar contra os Mordedores (algo que pode ser chamado de um tipo de zumbi) e em uma de suas caçadas ela persegue um Mordedor com orelhas de coelho, entrando em um buraco e descobrindo um monte de verdades e mentiras da atual situação do mundo.

Alice no País das Armadilhas tem muitas referências à história de Alice e por esse motivo eu coloquei ele em minha lista de leituras. Ao ver uma história distópica, em um futuro pós apocalíptico com zumbis e que se passa na Índia, fiquei ainda mais empolgada em ver no que essa mistura daria e no primeiro livro, foi tudo muito incrível, terminando em um super momento que me fez esperar por um início completamente diferente nesse segundo volume.

Dois anos já se passaram desde que Alice seguiu o coelho e mudou completamente sua vida e a de todos que moram no País das Armadilhas. Após uma longa descoberta sobre o que era verdade e o que era mentira sobre os Mordedores e sobre a Guarda Vermelha (controlada pelo Governo), Alice foi para a guerra e conseguiu uma trégua entre os dois lados. Agora, temos a paz entre os humanos e os mordedores no que ficou conhecido como País das Maravilhas.

"Alice nunca havia se sentido tão aprisionada, nem mesmo quando a Guarda Vermelha a capturou." (pág. 132)

Depois de dois anos de trégua, as coisas parecem em paz e, embora Alice acredite que ainda tem uma guerra por vir, alguns acreditam na palavra de Arum (um dos conselheiros de Alice) que tudo acabou e que os militares podem ser retirados de seus postos. Só que fora do País das Maravilhas algumas coisas estão acontecendo e a trégua não é algo definitivo. E mais, parece que quem está contra Alice foram os que ela ajudou a salvar, deixando a protagonista sem saber em quem pode ou não acreditar.

Não sei se foram as minhas expectativas, se foi o começo que eu esperava que fosse diferente ou se é mesmo a história, mas para mim, a leitura demorou bastante para acontecer e eu cheguei ao ponto de quase desistir e abandonar o livro. Eu continuei mais pelo primeiro livro e pela curiosidade de saber como é que este iria terminar - o que foi bom já que ele chegou em um momento interessante e, de certo modo a leitura acabou sendo bacana.

As pessoas brigam por poder, dinheiro e controle. Os Mordedores brigam apenas para proteger a própria espécie.” (pág. 77)

O livro se passa em um mundo que está em guerra, então temos muitas coisas que não são o que parecem ser - e nem sempre quem se diz amigo é amigo e quem é para ser o inimigo é realmente o inimigo. Sei que essa frase ficou meio confusa, mas a mensagem mais interessante que o livro tem gira em torno dessa reflexão. Temos a mania de rejeitar o diferente, de transformar em demônios o que a gente não conhece ou não entende bem - e muitas vezes, o maior demônio está em pessoas que são como nós.

Alice e as Armadilhas do Outro lado do Espelho não foi o que eu esperava, e de uma certa forma este livro é diferente do primeiro. Mas ele conseguiu cumprir seu papel de ser uma leitura interessante e, vale lembrar que essa é a minha opinião e não quer dizer que você não possa curtir bem mais o livro do que eu. Se você curte zumbis, mundos distópicos e as obras de Lewis Carrol esse é um livro para você. Eu sou apaixonada pelo trabalho do autor e, no caso desse livro, ele não é bem uma releitura mas tem muitas referencias aos livros de Carrol e isso é incrível.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

16 comentários

  1. Lica!
    Adoro as releituras e ainda mais quando elas são totalmente do original, porque nos mostram uma visão bem diferenciada do autor.
    Quero demais poder mais essa aventura excepcional da Alice!
    “Ano Novo!
    Um novo ano começou, e assim, eles passarão: um a um… São mais 365 dias... Novas outras 365 oportunidades de fazer diferente! Fazer melhor, fazer mais, em alguns casos, fazer menos… Espero que ao final desse tempo, possamos contabilizar quantas estrelas fizemos brilhar…” (Desconhecido)
    FELIZ 2017!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem, eu já conhecia o livro anterior, esse não, mas fiquei curiosa em relação a essa premissa, mesmo sua opinião não tendo sido tão favorável.
    Eu acredito que faria a leitura, sim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. ah, uma pena que essa continuação não te surpreendeu como a anterior... já vi algumas pessoas falando que o primeiro é melhor desenvolvido...
    de qualquer forma,não tenciono ler, pois não faz meu gênero esse tipo de releitura...
    bjs...

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Que pena que a leitura não foi o que você esperava, este é o problema com sequencias de livros muito bons :/
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Li Alice no País das Armadilhas e gostei bastante do livro, adoro releituras e quando bem escritas foram perfeitas.
    Meu Alice e as armadilhas do outro lado esta na estante, fiquei com receio de ler por achar que a história iria cair um pouco :(

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia o livro, além de ver sua capa em algumas publicações que via no instagram, mas a história parece fantástica e ainda mais que amo Alice e zumbis, e conseguiram juntas os dois parece algo incrível. E sei como é ir com tanta expectativa ao livro, e começar a achar a leitura lenta, mas ainda bem que você conseguiu terminar a leitura e gostar.
    Trouxa do Livro

    ResponderExcluir
  7. Eu estou a um tempão querendo ler Alice no País das Armadilhas, só ainda não li pois não tenho o livro, não sabia que já tinha o segundo livro, e já quero ler os dois, adorei a resenha deste livro e estou muito ansiosa para começar a ler estes livros.

    ResponderExcluir
  8. Amo Alice, mas não sabia dessa adaptações da Historia, me interessei por ambas, pois trata-se de Alice e de zumbis, que é outra coisa que gosto muito!!
    Obrigada pela dica!!

    Viviana

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Muito legal conferir suas impressões dessa leitura. Confesso que li Alice no país das maravilhas muito tempo atrás e até gostei, mas não achei isso tudo ... Depois muitos outros livros inspirados foram lançados mas não tive a curiosidade despertada. Porém é sempre interessante conferir sobre o enredo e a opinião dos amigos. Parabéns pela leitura e pela persistência mesmo quando ele não estava te envolvendo.
    Beijos e feliz ano novo.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  10. Acredita que eu não conhecia esse livro? Já tinha ouvido falar do anterior, mas não tiver a chance de ler também. Espero mudar isso esse ano e parabéns pela resenha, ficou incrível! Alice no país das maravilhas sempre foi um dos meus contos favoritos.

    beijinhos ♥

    ResponderExcluir
  11. Olá, foi otimo conferir suas impressões do livro. Tenho colocado ele em minhas metas, e apesar das impressões um pouco negativas, ainda tenho curiosidade de conhecer. Pois como você disse, ele pode ou não impressionar o leitor.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lica ^^
    Eu tenho muito interesse em ler a história original da Alice pois é ela é umas das minhas animações favoritas da Disney. Tive um estudo por trás do que o Lewis escreveu e mesmo não gostando mais da pessoa que ele era ainda possuo muito interesse em seu escrito então você pode imaginar o meu choque em saber que houve uma "releitura" da obra antes mesmo deu ler a original. E o melhor de tudo: TEM ZUMBIS!!! *_____*
    Zumbis é uma criatura que curto demais em enredos, não é atoa que sou fã de TWD e Resident Evil. Ver eles nesse paródia é sensacional pois já havia gostado da ideia deles na paródia de Orgulho e Preconceito. :D
    Fiquei muito curioso para saber como esses Mordedores agem e como Alice consegui criar uma trégua com eles.
    Realmente, julgamos muito as pessoas desconhecidas e não abrimos os olhos para aqueles que conhecemos que estão confabulando contra nós. Preferimos duvidar do "inimigo" do que os amigos.
    A capa dessa continuação é linda demais então você já pode imaginar o meu desejo de ler essa paródia, hein. :D
    Parabéns pela resenha, se eu levei spoilers nem senti. kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oii Aline, tudo bom? Que pena que o livro não alcançou suas expectativas! Chato quando isso acontece... Eu tenho curiosidade com esses livros, apesar de não curtir muito releituras e zumbis eu adoro distopias. E essas capas são lindíssimas!!! Ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Esses livros são perfeitos para mim!!!! Além de amar Alice, eu sou apaixonada por histórias de zumbi e fiquei muito curiosa para conhecer os mordedores! hahaha :D Tenho certeza que irei gostar e admito que estou adorando os livros que a Única está trazendo para nós! <3

    ResponderExcluir
  15. Aline, até que enfim encontrei alguém que leu esse livro, eu esperava bem mais desse livro, e achei que autor enrolou demais, mas ele fechou o livro bem na minha opinião. Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oii, tudo bem?
    Eu confesso que eu sempre tive curiosidade a respeito desse livro, mas a meu velho medo de zumbis não me deixou o ler. Mas pelo que vi ele não puxa muito para o lado terror e sim para o distopico. Eu sei como é a sensação de esperar muito de um livro e ele não ser tudo aquilo, acontece sempre comigo rsrs. Mas fico feliz que tenha aproveitado a historia.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras