A nona vida de Louis Drax - Liz Jensen

30/12/2016

Livro que inspirou o filme estrelado por Jamie Dornan e Aaron Paul.
Louis Drax não é um menino comum. Prestes a completar 9 anos, dotado de uma imaginação mórbida, Louis todo ano sofre algo terrível e misterioso que ameaça tirar sua vida. Sua mãe vive em pânico constante. Seu psicólogo se vê perplexo diante desse fenômeno. O garoto está sempre entre a vida e a morte.
Em um piquenique com a família, Louis acaba caindo de um penhasco. Dado como morto, volta milagrosamente à vida, mas entra em coma profundo. Sua única chance de recuperação é o Dr. Pascal Dannachet.
O caso do menino se torna um desafio para o médico, e ele logo se vê envolvido pelas intrigantes circunstâncias de seu acidente. Será que a queda foi mesmo acidental? Apenas Louis detém a resposta, mas ele não pode se comunicar. Ou pode?



Sem saber muito da história, mergulhei na leitura de A nona vida de Louis Drax e o que coisinha mais estranha esse livro. Mas calma, afinal, nem tudo o que é estranho é necessariamente ruim...

Logo no início conhecemos Louis Drax, um menino de quase 9 anos que começa contando sua história. Ele conta que a cada ano passou por um grave acidente, onde chegou bem perto da morte, começando pelo seu nascimento. Para ele, sua mãe o odiou primeiro antes de o amar já que é normal para todas as mães querer proteger seus filhos e, como ele vive sofrendo acidentes ou pegando doenças graves, isso faz sua mãe chorar e estar sempre em pânico.

Logo percebemos que a imaginação de Louis é muito ativa, um tanto mórbida e que ele é um menino que repara demais nas coisas ao seu redor. Toda semana ele tem um encontro com o Perez Balofo (como ele chama o leitor de pensamentos que sua mãe o leva para conversar) e nesses encontros ele conta coisas do seu dia, ao mesmo tempo que vai contando ao leitor o que pensa sobre as reações de Perez e porque ele escolhe contar algumas coisas. Isso faz com que antes mesmo de entrar definitivamente na história, o leitor se pergunte não só o que é verdade e o que não é nas coisas que Louis conta, mas o que alguns simbolismos possam significar.
"Às vezes acho que ele é fruto da minha imaginação, que eu inventei ele só pra ter alguém com quem conversar. Se for isso mesmo, não sei como parar, porque se uma pessoa vive na sua cabeça, como você consegue tirar de lá?
Não consegue, simples assim. Porque é lá que ela vive." (pág. 13)
No aniversário de 9 anos de Louis, sua mãe resolve fazer um piquenique, e, embora a ideia seja ser uma família novamente e passar um dia em um local bonito, uma tragédia acontece. Louis cai de um penhasco e seu pai desaparece. Levados ao hospital, Louis é dado como morto, mas duas horas depois o menino volta a vida - ou quase isso já que ele entra em coma. Após um tempo nessa situação, o menino tem uma piora e acaba sendo levado para a clínica onde o Dr Pascal atende - e ele e seus métodos diferenciados podem ser a única chance do menino.

E é aí que a história realmente começa... E olha que nem chegamos direito na página 50. Sim, muitas informações são despejadas durante a leitura - e eu confesso que enquanto o ponto de vista era de Louis eu não estava me importando muito, mas quando mudou para o médico, a narrativa me perdeu um pouquinho. Eu fiquei bem irritada com a mudança de perspectiva, principalmente no começo em que a gente percebe que não é o Louis, mas não sabe realmente quem é que está contando a história. Talvez isso tenha me feito não ir muito com a cara de Pascal e, isso com os detalhes que ele comenta sobre sua vida pessoal só me fez achar a personagem entediante. 


A ideia da história é incrivelmente interessante. Um garoto considerado maluco pelos outros, que tem uma relação no mínimo estranha com sua mãe (que também parece ser um tanto estranha) e que é o único que realmente pode contar o que aconteceu, mas está em coma. Além do mistério que gira em torno do seu acidente, fica no ar se ele pode ou não se comunicar, se ele vai ou não sair do estado em que se encontra.

Se eu tivesse que resumir o livro em apenas uma palavra, seria confuso. Confesso que não foi uma leitura simples de se fazer, mas isso não fez com que A Nona Vida de Louis Drax fosse menos interessante. Como eu comentei no começo, ser estranho ou ser um pouco confuso não quer dizer que foi uma leitura ruim. Com certeza foi bem diferente do que estou acostumada a ler, e entrou para a lista de livros que me tiraram da zona de conforto. Nesse sentido, fico super feliz em ter arriscado, afinal é bom mudar de ares um pouquinho. É um livro para quem procura uma leitura diferente, ou para aqueles que curtem ler o livro antes de assistir o filme (que mesmo me parecendo não ter tido uma enorme divulgação, me parece pelo trailer que é uma boa pedida).


Comentários Aleatórios... 

* Não é sempre que eu curto livros com capas de filme, mas nesse caso eu fiquei super encantada com a capa - que está linda!

* O livro já havia sido lançado aqui no Brasil, por outra editora, em 2005. Eu só percebi que o livro foi adaptado para o cinema quando meu exemplar chegou e eu li a frase na capa. Não sabia da adaptação, mas fiquei curiosa e empolgada para assistir o filme. E não foi pelo Sr. Grey.

* Durante toda a leitura tentei imaginar qual seria o personagem de Jamie Dornan, e só ao ver o trailer é que vi que ele foi escolhido para interpretar o médico. Não sei se ele seria a escolha mais acertada para tal personagem - mas isso só posso realmente opinar depois de assistir o filme.

* Adoro o trabalho do Oliver Platt como Dr. Charles em Chicago Med, então foi ele que imaginei como o psicólogo/psiquiatra de Louis enquanto lia. Ver ele no trailer, e depois confirmar que ele é mesmo esse personagem, só me deixou ainda mais empolgada para assistir o filme *_____*

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

23 comentários

  1. Esse livro tem feito bastante sucesso entre os blogueiros, já li várias resenhas sobre ele, e também não conhecia a trama, e não sabia que o filme tinha sido adaptado ao cinema. A trama me pareceu bastante envolvente, ainda mais porque nos deixa curiosa para saber o que realmente aconteceu com o garoto, essa deve ter sido uma leitura e tanto, pretendo ou ver o filme, e ou adquirir meu exemplar.

    ResponderExcluir
  2. Eu estou querendo ler este livro, e depois assistir o filme, a história parece ser bem diferente e por este motivo fiquei bem curiosa para ler este livro, sua resenha esta muito boa e pretendo ler A Nona Vida De Louis Drax em breve.

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente, pelo título apenas, eu não me interessaria por esse livro, mas sua resenha me deixou muito, muito intrigada mesmo!! Esse parece ser o tipo de romance que eu gosto, adoro uma boa confusão para aguçar a mente! hahahaha
    Bjss dica mais do que anotada!

    ResponderExcluir
  4. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda abem que gostaste!! :) Eu achei bem interessante, e parecei ser o meu género! :) ahah

    Bem, que bom que o facto de ser confuso não tenha tornado a leitura menos interessante! :) Bom Ano Novo!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode,com

    ResponderExcluir
  5. Olá! O livro é surpreendente, possui uma trama muito inteligente e, ainda, faz uma análise superinteressante da mente humana. Prefiro a capa da primeira edição do livro embora essa capa também seja bem bacana.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia essa obra ainda, confesso que achei a trama bem peculiar, e fiquei muito interessada em ler. Que pena que a perspectiva muda do nada e acaba confundindo, mas acho que dá para relevar, já que o enredo é bem curioso. Fiquei louca para conferir a obra. Nem sabia do filme.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Esse livro é relativamente antigo, hein?
    Ainda não conhecia a obra, mas achei a premissa bem interessante e acho que não me tiraria muito da minha zona de conforto - apesar de tirar um pouco, confesso. Suas impressões me agradaram e mesmo sendo um livro um pouco confuso, não fiquei com receio de adicionar a lista.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse livro, mas falou em Jamie Dornan já fiquei interessada hahaha
    olha, aparentemente esses acidentes não são acidentes, hein? E por que o pai do menino some? E a mãe é estranha por quê? Vish, muitos mistérios a desvendar!
    Adorei a capa e o trailer me instigou ainda mais a ler e assistir o filme!

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  9. Oi! Não conhecia o livro ainda, mas me interessei pela leitura. Gostei do fato de você ter comentado que ele te tirou da zona de conforto e que apesar de ser confuso não perdeu seu conteúdo. Espero ler em breve!

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Duas novidades em uma! Não conhecia nem o livro e nem o filme... adoro uma adaptação..rs.
    Apesar do receio de também achar confuso, gostei muito da premissa.
    Esqueça o Gray...haha.. descobri que o Jamie Dornan é um ótimo ator na série The Fall (está na Netflix).

    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  11. Oiee Lica ^^
    Jamie sempre vai ser conhecido e lembrado como Gray agora...haha'
    Eu já tinha visto a respeito desse livro antes, mas só a capa, não sabia sobre o que tratava. Como você disse, é uma história interessante, mas é uma pena que seja confusa também. Depois que conheci o Dr. Charles, todo psicólogo/psiquiatra tem a cara dele para mim...haha'
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro mas confesso que só pela sua resenha o achei estranho mas ao mesmo tempo fiquei curiosa para saber se durante o enredo é explicado o porque do menino sofrer tanto acidente e quase morrer.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Nossa parece que esse livro é bem marcante. Confesso que demorei para escrever porque assim que li a resenha fui caçar o filme e e assisti ele. Adorei! Quero ler o livro é tomara que seja tão bom quanto. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Lica! Li uma resenha desse livro a uns dias atrás e confesso que não dava muito pela capa, achei a sinopse meio assim, mas acabei me interessando. Obrigada por matar minha curiosidade acerca do filme hahaha a resenha que eu li dizia que tinha filme mas dava zero informações, amei saber que o jamie lindo dornan participa, eu adoro esse ator e não por 50 tons kkkkk acho que 50 tons é o pior papel dele, vamos ver se curto esse aí. Acho que vou ver o filme primeiro pq ta mais acessivel! bjos <3

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Já tinha ouvido falar sobre o filme, mas não sabia que tinha o livro; parece ser muito interessante; não sei se leria por conta de parecer muito enrolado e por contada confusão mesmo, mas se fosse por conta da premissa e pela sinopse eu leria com certeza.Adorei saber sua opinião sobre a obra, foi esclarecedor e quem sabe esse livro não entra pra minha lista de leitura.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Sempre vejo muitos comentários sobre esse livro. Não é meu tipo de leitura favorita e eu sempre fico com um pé atrás quando se trata de abandonar minha zona de conforto UASHU Amei ver sua opinião sobre o livro, talvez eu dou uma arriscada e vá assistir o filme e, se gostar, compro o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Gosto de como estes livros nos tiram da zona de conforto, e mesmo que a leitura seja um pouco confusa de vez em quando não tira o brilho deste enredo que você nos apresentou. Foi bom conhecer sua opinião sobre, assim ano a dica.

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem por aí?

    Eu adorei a premissa dessa história, parece ser realmente muito boa. Eu ainda não tive a oportunidade de ler o livro e nem assistir ao filme, mas espero fazê-los. Sua resenha ficou ótima, parabéns!

    Abraços.
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  20. Oii Lica, tudo bom? Adorei sua resenha. Eu li o livro também e acabei não curtindo muito :/ A premissa é incrível, mas não funcionou comigo, achei o final mega corrido e os personagens mal construídos. E foi sim muito confuso também. Mas que bom saber que gostou, apesar dos pesares. Ah, também não consegui imaginar o Jamie como Dr. Pascal em momento algum.

    beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oie
    eu sabia que tinha filme e uma amiga falou muito bem, não sei se leria o livro no momento mas com certeza quero ver o filme e espero gostar, ótima resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Lica,
    É a primeira vez que ouço falar desse livro, achei o livro meio estranho e até confuso também, mas que traz uma certa curiosidade. Gostei de saber que tem um filme. Nesse caso, acho que irei assistir primeiro o filme é depois decido de realizo ou não a leitura. Obrigada por compartilhar sua opinião.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  23. Olá, não conhecia a obra, mas gostei da dica, parece ser uma boa leitura.

    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras