Alice no País das Armadilhas – Mainak Dhar

15/11/2015

imageO planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles.
Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo.
As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas .
Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.

“Esse sempre foi o problema de vocês, humanos. Transformam em objeto de ódio tudo o que não conseguem compreender. É tão mais fácil detestar e destruir do que procurar entender.” (pág. 38)

Sabe aqueles livros que não precisam muito para te ganhar? Imagem encontrada no site do autorAlice no País das Armadilhas precisou apenas fazer referencia à Alice do Lewis Carroll. Pronto. Eu já queria ler ele e preciso dizer que adorei a mistura – que de certo modo achava que não seria possível dar certo. Mas preciso confessar que nem tudo foram flores durante a minha leitura.

Fiquei feliz ao ver que o livro não é uma releitura da história de Alice, mas a referencia ao mundo criado por Carroll está apresentada de maneira bem interessante: temos um zumbi com orelhas de coelho (que era um humano que provavelmente estava indo a uma festa à fantasia antes da transformação), uma rainha possivelmente louca, um zumbi com um chapéu enorme e uma garotinha loira que resolve seguir o coelho branco e acaba caindo em um buraco.

“Alice segurou no braço dele, percebendo que quando tudo parece perdido, a ajuda surge de onde menos se espera.” (pág. 119)

Alice tem 15 anos e o mundo que ela conhece é bem diferente do que um dia já foi. Desde que aprendeu a andar ela é ensinada a lutar e a sobreviver. A teoria é que é melhor morrer do que se transformar em um Mordedor. Adorei esse termo para visão do que seriam os conhecidos zumbis. Mas, uma garota que sabe que sobreviver não é assim tão fácil não entraria em uma toca atrás de um Mordedor sozinha e sem esperar por reforços – esse foi um ponto difícil de comprar, mas... ela só tem 15 anos então...

Gostei da Alice... Gostei de ver que quando ela conhece a rainha e começa a ver uma nova versão para o que ela aprendeu durante a vida inteira ela não acredita facilmente no que contam, mas que ela escuta e começa a prestar atenção nos detalhes que antes nunca deu muita importância. E mais do que isso... Foi legal ver como ela cresce durante o livro, como ela ao poucos vai se tornando uma líder e como isso deve ser ainda mais interessante de ver no próximo livro.

“Não posso culpa-la por acreditar no que acredita. Você cresceu ouvindo só um lado da história e, a julgar pela minha antiga vida, sei exatamente o poder que uma propaganda tem.” (pág. 43)

Capa da edição indianaAlice no País das Armadilhas é o primeiro volume da série Alice in Deadland que já conta com 7 livros lançados e que me deixou com vontade de ler os outros seis o quanto antes. Como livro inicial, tem muitas informações para entender como encontra-se esse novo mundo. Um dos pontos negativos e que me cansou um pouco durante a leitura foi que por muitos momentos existe uma repetição de que eles estão onde antigamente era Nova Deli... Depois da segunda vez que li isso eu já sabia onde eles estavam e não vi a necessidade de tanta repetição. Alguns outros detalhes também estão repetitivos e cansativos como a relação entre o antes e o depois do que é chamado no livro de Insurreição. Por isso que disse no começo da resenha que nem tudo foram flores. Acho que se esses detalhes tivessem sido diferentes, o livro seria incrivelmente perfeito.

É o segundo livro com Zumbis que leio e adorei eles serem chamados de Mordedores – pois eles são diferentes do que a gente imagina como zumbi. Assim como adorei toda a ação. De certo modo acho que a Alice tem muita sorte em alguns momentos, mas isso é normal já que ela é a mocinha do livro não é mesmo? Mas ter sorte não quer dizer que ela não sofra e que ela não seja forte. Ela acaba se tornando líder – e se arrisca como todos que estão ao lado dela – e isso fez com que torcesse por ela.

“(...) mas eles passaram a perceber que o mundo não era exatamente aquilo a que foram levados a acreditar.” (pág. 122)

Cheio de ação, o livro é um campo de guerra. Além disso, não temos um romance na história e eu achei isso incrível. Afinal, porque todas as mocinhas que tem o destino do mundo em suas mãos tem que enfrentar junto um triangulo amoroso? E mais, o livro é ficção mas ao mesmo tempo me fez pensar que, do jeito que o mundo anda não seria muito impossível de acabarmos da mesma forma. Foi muito interessante ler um livro diferente do que estou acostumada, mais ainda por ser de um autor indiano. Espero que os próximos livros sejam lançados por aqui também – e logo se for possível!!!licavargas

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

19 comentários

  1. Oi, não conhecia essa série, mas fiquei muito interessado, a premissa é muito boa,acho que é um livro que faz meu estilo, vou tentar achar para ver, ótima resenha, adorei a dica ;)
    Abraços
    http://litaralmentelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiiie
    Estou louca para ler o livro, deve ser muuuito legal e só tenho visto resenhas elogiando haha, não sabia que teriam próximos, agora estou mais empolgada ainda, ótima resenha e dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiiii, tudo bem?
    Então eu conheci o livro. E confesso que não me atraiu em nada ele. Não faz meu tipo. Então terei que deixar passar. Mas sua resenha está ótima. Parabéns.

    Beijos
    Kah Fernandes
    Booksandcarpediem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Esse livro me chamou atenção pela capa e já li diversas resenhas positivas!!! Confesso que não dava nadinha por ele, mas a cada resenha fico mais curiosa!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  5. "não temos um romance na história e eu achei isso incrível. Afinal, porque todas as mocinhas que tem o destino do mundo em suas mãos tem que enfrentar junto um triangulo amoroso?" APOIADO COMPANHEIRA ULTRA JOVEM!

    Sério, eu já tava curtindo e pensando "preciso ler este livro", mas com essa você me conquistou! Não aguento mais ver livros com o mesmo tipo de história, de romance cheio de açúcar. Sem querer julgar quem gosta, tem horas que um livro cheio de clichê vai bem, mas o tempo todo pode ficar meio maçante (pelo menos eu penso assim).

    Adorei a capa do livro, adorei a história, to meio assim por ter ideias muito repetitivas, mas achei criativo e acho que vale a pena conhecer :)

    Beijinhos!
    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  6. Lica lindona fiquei apaixonada por essa capa menina, e qualquer visão nova sobre nossos amados contos de fadas me encanta, li muito elogios a esse livro, e gostei da premissa . Sua resenha só me deixou ainda mais curiosa, tenho que comprar esse livro urgente. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Gente eu jamais iria imaginar que esse livro tinha alguma coisa a ver com zumbi. Fiquei encantada com a história e achei super inovadora, para um conto.
    Adorei a resenha e quero ler esse livro em breve.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olha eu sinceramente não pegaria esse livro para ler, porque eu não gosto de estórias que abordam ZUMBI ou coisas que dão medo. Sério! Eu até acho legal ler as resenhas e tudo mais, mas pode pedir que eu nào leio de jeito nenhum. Eu gostei bastante da sua resenha, mas sinceramente não leria não. A capa é linda.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-insones.html

    ResponderExcluir
  9. Oiiiie,

    Ja vi várias resenhas desse livro, mas sabe prefiro a minha Alice no país das maravilhas, essa história com zumbis não é minha praia rs

    Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  10. Quando você acha que a história da Alice já deu o que tinha que dar, vem um autor e manda bem pra caramba!!! Estou bem curiosa para ler este livro, sem falar que o trabalho gráfico está maravilhoso!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Lica, achei muito inteligente o título do livro e até mesmo o enredo. Entretanto, eu não leria a obra, não curto muito zumbis e toda essa cena. Mas tenho certeza que para quem gosta do gênero, essa dica é um prato cheio.

    Beijos,
    Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, Lica.
    Como eu já li muitos livros de zumbis, já tinha visto essa expressão mordedores anteriormente. O que me chamou a atenção em primeiro lugar foi essa capa linda. Alice na verdade ficou em segundo plano porque eu nunca li o original hehe. Não sabia que não era livro único, agora vou ter que esperar lançar todos para pode ler hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Parece ser uma leitura super diferente do meu padrão, haha Nunca tinha ouvido falar desse livro, e já até sei pra quem vou indicar, Adorei!

    Beijos
    http://apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Lica, eu li o livro recentemente e me apaixonei pela história, primeiro porque eu já sou apaixonada pela Alice e esse livro tomou meu coração. Eu gostei muito da originalidade do autor e com o que ele fez com a história.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Adorei esse livro e li rapidinho.
    Gostei muito da escrita do autor e a forma como ele tratou tema tão polêmicos.
    Tivemos opiniões bem parecidas.
    Amei a resenha
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  16. Um dos meus livros preferidos é Alice no País das Maravilhas, então, o fato de o livro referir a obra de Carroll, assim como a você, também me chamou a atenção. Pelo que li em sua resenha, fiquei com a impressão de (posso estar enganada) se tratar de um País das Maravilhas ao avesso. Gostei muito da ideia! Já lido resenhas sobre o livro e estava curiosa, agora, após ler o seu texto, mal posso esperar pela leitura da obra.

    http://leituras-compartilhadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Não seria um livro que eu compraria para ler. Não gosto muito dessas coisas de zumbi e de estórias surreais de que uma garota de 15 anos "vai salvar o mundo".

    Mas sua resenha ficou demais.

    bjus

    ResponderExcluir
  18. Olá!!

    É a segunda resenha que leio desse livro, e ele me instiga, agora com sua explicação das orelhas do coelho zumbi, kkkk, talvez eu tenha entendido melhor!!! Gente que livro louco! Que autor genial (tirando ela ter 15 anos...) Gente , mas sete livro?? Misericórdia! kkkk
    Pq toda mocinha precisa enfrentar tb um triangulo amoroso, show kkkk concordo com você!!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  19. Ooi,
    Eu não gosto de releituras e por isso esse livro não me interessa muita coisa, por isso vou deixar a dica passar.
    Vitória Zavattieri

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras