Felicidade Agora – Daniel Gottlieb

14/11/2015

imageE SE AQUILO QUE VOCÊ MAIS DESEJA OBTER NÃO É O QUE DE FATO NECESSITA?
Hoje é muito comum que deixemos a vida para depois, para quando tivermos tempo e dinheiro, por exemplo. Mas esse depois nunca chega... E com o passar dos anos nos tornamos infelizes, tomados por uma enorme descrença em nós mesmos.
Daniel Gottlieb, psicólogo e terapeuta familiar que ficou tetraplégico após um acidente automobilístico, é extremamente qualificado para oferecer conselhos sábios sobre aquilo que desejamos e aquilo de que realmente precisamos. O intuito dele é nos mostrar como:
Viver o momento presente
Acalmar mentes inquietas
Reconectar nossas emoções ao corpo
Descobrir as coisas indescritíveis que definem quem somos
Vivenciar plenamente a importância do amor
Neste livro, ele compartilha aberta e honestamente acontecimentos traumáticos de sua vida e dá voz às ansiedades de seus pacientes com o objetivo de mostrar que não estamos sozinhos em nossas lutas, não importa quão profundos sejam nossos sofrimentos. Com breves ensaios terapêuticos, Felicidade Agora vai iluminar o reencontro com nossa própria sabedoria interior e nos revelar os caminhos para o bem viver.

“É preciso respirar bem fundo e mergulhar na onda. E talvez, apesar da espuma agitada e das águas turbulentas, encontremos a calma que existe abaixo da superfície.” (pág. 90)

Eu não sou exatamente o tipo de pessoa que lê muitos livros de autoajuda. Mas, por algumas razões, vira e mexe um título me chama a atenção e eu arrisco a leitura. Foi mais ou menos isso que aconteceu com Felicidade Agora. E preciso dizer que, de certa forma, foi exatamente o que eu precisava ler no momento.

“Meu sonho é ter o que jamais tive – o bastante.” (pág. 61)

Se você quiser saber o conteúdo do livro, recomendo ler a sinopse acima. Ela está bem completa para ter uma noção do que o livro se trata e penso que não preciso ficar me repetindo – já que acredito que grande parte do livro vai tocar cada leitor de uma maneira diferente. E isso é o que eu mais gostei no livro. Tenho certeza que se ler novamente esse livro daqui a algum tempo (e, acredite em mim quando eu digo que quero mesmo fazer isso) serei tocada de maneira diferente.

“Vergonha é a vivência de se sentir exposto e julgado severamente. É um sentimento em relação a nós mesmos – não sobre o que fizemos, mas sobre o que somos. Essa é uma das emoções mais dolorosas que podemos vivenciar.” (pág. 59)

Resumindo, Felicidade Agora trata de um livro sobre a sabedoria, aquela coisinha abstrata que pode ser definida de várias formas diferentes. Nesse caso, estamos falando da sabedoria interior, da nossa consciência. Aquela sabedoria que precisamos ter para entender a diferença entre o que precisamos e o que a gente acha que precisa, de fazer a relação entre o que temos e o que queremos.

“Suponha que o que você acha que precisa não seja realmente aquilo de que necessita e que todas essas explicações para sua infelicidade não seja exata. E se o que você pensa que o fará feliz não o fizer feliz?” (pág. 18)

Encontrar essa sabedoria não é tão simples, não se a gente continuar deixando para viver depois (naquele estilo se eu tiver tal coisa conseguirei ser mais feliz, mas quando temos a tal coisa, já estamos querendo outra e o ciclo nunca tem fim). Ao mesmo tempo, encontrá-la é mais fácil do que parece se a gente levar em conta que podemos muito mais do que imaginamos, basta vivermos o momento presente e parar de pensar e analisar tanto.

“Entretanto, as pessoas reagem ao que veem, e o que podiam ver era uma mulher bonita com um sorriso radiante. E o que não viam era a mulher que lidava diariamente com questões médicas invisíveis.” (pág. 46)

Daniel Gottlieb não fala apenas dele mesmo, mas compartilha ansiedades de alguns de seus pacientes que me fizeram perceber que tem gente com muito mais problemas do que eu e que eu não estou sozinha em meus problemas. Não que eu não soubesse, mas é tão mais fácil achar que a grama do vizinho é sempre mais verde, não é mesmo? E o maior de todos os ensinamentos que tive – e que espero conseguir levar daqui em diante – é que nem todos os pensamentos que temos são importantes. É difícil explicar o que quero dizer com isso, então usarei as próprias palavras de Daniel:

“Você sabe, o rim filtra os fluidos de que o corpo necessita, e o resto é, bem... xixi. e a urina é enviada para a bexiga. A mente, por sua vez, não é tão eficiente. Nós temos todos esses pensamentos e achamos que cada um deles é importante. Por isso, nós os buscamos dentro de nossa cabeça. Mas o que não sabemos é que, na verdade, 95% desses pensamentos são xixi cognitivo!” (pág. 179)

Felicidade Agora chegou para mim no melhor momento possível, se tornando um livro que nem eu sabia que precisava ler e que vai ficar guardado com carinho. Mas que com certeza não será esquecido e que irei reler novamente. Recomendado a todos que querem reencontrar sua sabedoria interior e ter uma vida mais leve.licavargas

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

10 comentários

  1. Oi Lica!
    Também não sou a pessoa que escolhe um livro de auto ajuda para começar a leitura, e sempre acabo deixando para depois ou não leio. Gostei muito da sua resenha, acredito que todos deveriam ler, até mesmo para aprender os bons ensinamentos que têm no livro \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu também não sou de ler livros do gênero mas assim como você esse me chamou a atenção, eu ainda não conhecia o livro e pela sua resenha eu fiquei extremamente curiosa com ele, é tão bom quando lemos um livro que nos toca assim. Acho que pode, com certeza, ser uma leitura construtiva e que eu gostaria muito de ler. Obrigada por essa dica

    ResponderExcluir
  3. Olha sinceramente gostei bastante da sua resenha, mas eu não estou agora querendo ler livros desse gênero. Até porque tem hora que a gente realmente precisa, mas no meu momento de agora estou indo para outro lado de gêneros sabe? hahahaaha...Mas mesmo assim é uma boa dica. Eu gostei da trama do livro. Me parece bem interessante e espero poder ler assim que tiver oportunidade.

    1 - http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-aprendiz-do-amor.html

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lica!
    Nunca li nenhum livro de autoajuda, sempre achei que fosse pegar para ler e perder a paciência. Mas, depois da sua resenha talvez eu dê uma chance a esse livro. Eu realmente sou daquelas pessoas que "deixam a vida para depois". Sempre penso que uma oportunidade melhor virá e esqueço do agora...
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiiie
    Sempre bom quando lemos algo na hora certa e cai como luva, ótimo que o livro funcionou bem para você, realmente parece ser uma ótima leitura, não é o meu gênero favorito mas eu arriscaria

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. oi,

    Sabe, nunca li nenhum livro de autoajuda não!
    não consigo, não tem jeito que não vai...

    mas a tua resenha está tão gostosa de ler que nem parece que é livro desse estilo!!! Claro que vemos que é, mas não transparece tanto. Ao ponto de me dar uma vontade(sinha) de ler...hehehe..

    bjs,

    Eu Pratico Livroterapia


    ResponderExcluir
  7. Oi Lica, também não costumo ler livros de auto ajuda, mas ultimamente tenho sentido vontade. Sua resenhas e as quotes separadas ficaram tão lindas que dá vontade de parar tudo e ler. Adorei a dica.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  8. Também não sou muito "dada" a autoajudas não, mas esse me interessou! Tem alguma coisa nele que me chama atenção e sua resenha ajudou a aguçar minha curiosidade! Amei os quotes que você selecionou! ;D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá... Lica, tudo bem??
    Bom eu não leio livros de auto ajuda, porque sinceramente não me sinto reflexiva... confesso que gosto de alguns quotes inspiradores, mas só... não curto a leitura, porque me sinto cansada e entediada... já tentei me aventurar em mais de um, mas não rola mesmo... acredito que este que leu deve ter sido muito bom e ter trazido alguma inspiração interior pra ti, o que é bom, porque acho que esse é o intuito... então fico feliz que a leitura tenha sido proveitosa pra você... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá. Eu gosto até de livros de auto ajuda, não aqueles que são realmente extremos, mas é muito interessante ler algo que nos faz refletir e nos inspira. A premissa desse livro é bem bacana e realmente me fez sentir curiosidade para conhecer a história. Com certeza irei dar uma chance.
    Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras