Provence - Bridget Asher

27/10/2017

“Eis uma forma de colocar a coisa: a perda é uma história de amor contada de trás para frente... Toda boa história de amor guarda outra história de amor escondida dentro dela.”
A vida de Heidi com o filho Abbot tornou-se um jogo para manter viva a memória de Henry, bom pai e marido exemplar. Manter uma vida normal em um mundo em que Henry não existe mais está cada dia mais complicado. Heidi precisa lidar com o filho que se tornou um verdadeiro maníaco por limpeza e com a sobrinha Charlotte, uma adolescente problemática.
Uma casa em Provence, na França, que pertence à família de Heidi há gerações, é rica em histórias de amor e surpreendentes coincidências. Heidi e sua irmã mais velha, Elysius, passavam os verões lá quando crianças, com sua mãe. Mas a casa, as lembranças e os segredos de Provence haviam ficado no passado, mas agora, com o incêndio na propriedade, a casa precisa ser salva por Heide. Ou será que é Heide que precisa ser salva pela casa?
Uma história de recomeço, amor e esperança em face à perda, onde uma pequena casa na zona rural do sul da França parece ser a responsável por curar corações partidos há anos. 
“Devemos ser sinceros quando o mundo não faz sentido...”


Olá, amantes da leitura! 
Como andam suas leituras? 
Aqui andam ritmadas, e hoje vim trazer a resenha de um livro bem bacana pra vocês, Provence. 

Bom, trata-se de um lugar na França, onde Heidi tem lindas recordações de quando ela e sua irmã eram meninas. É o tipo de casa onde a gente constrói amores, relações e vínculos que podem durar uma vida. Acontece que Heidi está em uma fase da vida em que perdeu o marido e que tudo o que restou foi seu filho Abbot e o resto de sua família. Cabe dizer que ela ama seu finado marido de modo que não quer que a memória dele se vá com o tempo, e ela tenta a todo custo mantê-la viva. 

Eis que um incêndio na casa faz com que Heidi tenha que voltar à sua casa da infância e é aí que tudo começa a ficar tudo muito nostálgico. Nesta parte do livro, ele fica um pouco empacado, mas é normal que a autora esmiuçar bastante pra que o leitor se situe na infância e na adolescência das irmãs. 

Bom, durante sua estada em Provence, é claro, se tratando de um Romance, eis que que Heidi irá ter uma quedinha por um antigo amor. Aliás, acho que aqui cabe dizer que um amor do passado irá retornar com tudo, o que a deixará muito culpada, devido à morte do seu marido e coisa e tal, mas gente, será que não vale a pena seguir adiante pelo amor? Ai, eu fiquei me perguntando diversas vezes. Vai saber, o luto é uma coisa tão complicada e há tantas coisas pra se lidar!

É um livro que faz a gente rever a vida e se colocar no lugar do outro. Não quero falar muito sobre o livro para não gerar spoilers, mas sinceramente, ele é bastante profundo e faz o leitor pensar sobre algumas coisas bem pontuais. 

"O amor não tem a ver com compromisso. A vida é difícil. A vida requer compromisso. Mas quando duas pessoas se apaixonam, elas criam um santuário."

Durante a trama, podemos rir e chorar, mas ter a grata surpresa de que a autora sabe como descrever uma cena, um cenário e uma personagem. Destaco que a editora acertou em cheio na bela capa e na diagramação, que neste caso é simples mas que cumpre seu papel lindamente. 

Indico o romance para todos aqueles que curtem um daqueles romances que podem até ser previsíveis, mas que mesmo assim, valem muito a pena de serem lidos. 

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

6 comentários

  1. Deve ser bem gostoso de ler um romance passado na França, no interior. Esse detalhe da autora esmiuçar os detalhes, se bem feito como parece pela sua resenha, pode ser maravilhoso.

    bj
    Dani, do Blog Sabe o que é?
    http://sabeoque.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Acho a capa do livro uma lindeza, mas saber que a autora da uma empacada explicando coisas já me desanima de ler. Fico feliz q tenha curtido a leitura, eu não sei se a faria.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Adorei a sua resenha, pois o livro além de ter uma capa maravilhosa, sua opinião mostrou que o livro tem uma história muito boa. Gosto muito quando o livro que faz a gente rever a vida e se colocar no lugar do outro. Dica anotada.

    Bjos
    Histórias Existem Para Serem Contadas

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Parece ser um livro bem nostálgico e só pelo lugar onde se passa já me demonstrou o interesse. Gostei muito da atmosfera que sua resenha me deu, me deixou com bastante vontade de ler o livro, gosto de leituras mais profundas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá. Tudo bem?
    Ainda não conhecia o Romance. Adorei conhecer um pouco mais sobre ele por meio da sua resenha. Ele parece ser um ótimo livro de entretenimento, mas também um livro que suscita alguns momentos de reflexão. Como você, achei a capa incrível e parece ter muita relação com a história. Adorei conhecer um pouco mais desse livro. Vou guardar o nome, quando tiver a chance, com certeza, vou ler. Obrigado pela dica.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Adoro romances previsíveis. Sinceramente me dá nos nervos quando o autor(a) tenta enfiar um monte de reviravoltas absurdas na trama só para deixar a leitura mais emocionante, mas que não fazem sentido algum.
    Adorei a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras