Quando a Bela Domou a Fera - Eloisa James

02/10/2017

Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, "Quando a Bela domou a Fera" é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos.
Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.
Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.
No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?
"As pessoas querem que uma lady seja linda, mas esperam que ela seja uma verdadeira dama, ou seja: meiga, obediente e refinada."
Quando a Bela domou a Fera é um romance de época que conquista logo nas primeiras páginas. De um lado temos Linnet, uma jovem adorável que quer curtir um pouco a vida. Por isso, quando ela cai nas graças de um príncipe, ela não vê que mal pode ter em lhe dar um beijo. Acontece que como esse beijo foi descoberto - e como ela acabou optando por usar um vestido com babados na frente - ela acabou vendo seu nome envolvido em um escândalo. Agora, seu pai e sua tia lhe informam que, para sair dessa, ela precisa de um marido - e que muito bem poderia ser Piers - o conde de Marchant.

Piers tem um forte temperamento, um que não faz com que ele se preocupe se machuca ou não quem está por perto. Ele acaba concordando em receber uma possível esposa em seu castelo - primeiro porque ele acha impossível seu pai encontrar uma mulher com os detalhes que ele pede e segundo, ele duvida que alguma delas aguente seu humor por muito tempo. Acontece que ele não estava esperando alguém que lhe respondesse a altura e não fugisse depois de seu primeiro comentários rabugento...
- Eu leio romances demais para não ser romântica.
- Romances não tem nada a ver com a vida real.
- São melhores que a vida real - afirmou Linnet. - Há um prazer enorme em ver pessoas más recebendo o que merecem."
Piers me conquistou logo de cara. Sim, eu tenho um fraco por caras mau humorados ou rabugentos nos meus romances. Como uma eterna apaixonada pelo Dr House, não demorou muito para conectar os dois - algo que me deixou ainda mais apaixonada e empolgada em ler o livro. Os dois tem suas diferenças, mas foi super legal ver na nota da autora que ela se inspirou nele sim para o personagem. E isso casou muito na história. Piers é todo rabugento, todo temperamental, mas isso não funciona exatamente assim com Linnet. 

Linnet é inteligente e mesmo acabando em um escândalo, não deixa de tomar algumas atitudes por medo de que algo ainda mais escandaloso possa dominar sua vida. Ela corre riscos, não desanima facilmente e, o que eu mais gostei nela é que ela não segura sua atitude só por ter que ser uma dama e isso acaba surpreendendo Piers - e aos poucos quebrando o gelo do seu coração e sendo capaz de conhecer aos poucos o homem por trás de todo o mau temperamento.
"Boa o suficiente para mim? Para um aleijado com um temperamento cruel e uma língua afiada?"
O que eu mais curti no livro foi a força dos personagens principais. Linnet e Piers mostram sua força durante o livro, e mesmo quando eu torço muito por um casal, normalmente eu sempre gosto mais de um do que do outro. Nesse caso, gostei muito dos dois igualmente. A interação entre os dois é incrível e ver o amor crescendo entre eles é apaixonante em muitos aspectos. Os dois se completam em mais sentidos do que eles mesmo percebem no início, mesmo quando um não acha que pode ser o que o outro precisa, e no decorrer da história, meu amor pelo casal só foi aumentando.

Quando a Bela domou a Fera é um romance encantador, que conquista a cada página e que termina deixando um sorriso bobo no rosto, com aquela vontade de que não fosse a última página. Ainda mais com um epílogo que é tão amorzinho que faz ter vontade de ter um volume dois, só para acompanhar ainda mais a história desse casal. É mais um romance de época que entra para a minha lista de queridinhos, que ficará comigo por um longo tempo e que eu mais do que recomendo a leitura.
Sério, você não vai se arrepender de dar uma chance!

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

2 comentários

  1. Sempre vejo resenhas muito positivas sobre este livro.
    Gosto bastante de releituras, ainda mais quando autora consegue manter história de fundo e dar uma pegada mais legal.
    Sou apaixonada em romances de época, e essa combinação aumenta ainda mais vontade de ler.
    Beijos

    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  2. Hello!
    I loved the post, I didn't know your blog and I followed it, would you follow mine back?

    Greetings!
    Obsesión por la lectura

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras