Lentes Mágicas #2 - Sogra também é mãe!

11/05/2011

Olá blogueiros e blogueiras. Hoje é quarta, dia de Lentes Mágicas. O filme escolhido para hoje é uma forma de homenagem. Pensei em escrever sobre diversos filmes, mas decidi começar bem leve as minhas escolhas pra todos irem se acostumando com minha maneira de escrever.

Todo mundo teria uma sugestão mais bonita, mais sensível, mais tocante do que a minha para representar o mês das mães e das noivas. Escolhi o filme entitulado no Brasil de “A Sogra” porque representa alguns dilemas meus, algo na minha realidade de filha, de nora, e futuramente, de sogra.





Vou ser franca. A originalidade não é o ponto forte do roteiro. A mocinha, solitária, humilde e trabalhadora (que lembra a Cinderela) é Charlie (Jennifer Lopez). Ela esbarra com o cirurgião milionário, porém simples (príncipe encantado) que é Kevin (Michael Vartan). Se encontram na praia e numa festa no espaço de 48 horas. Ali tem início um relacionamento que enfrentará seus primeiros percalços quando o casal vai visitar a mãe de Kevin, a recém-despedida apresentadora de talk-shows, nervosa, fútil e fresca (Madrasta) que é Viola (Jane Fonda) e é claro uma rival secundária que quer o príncipe só pra ela.

Ok. Tirando isso o filme apresenta diversas piadas que na dublagem não funcionam tão bem quanto no original ( lá eu estou mais uma vez defendendo a versão em inglês!) O melhor do filme são as cenas improváveis que acontecem : a primeira de que mais gosto é a cena em que Viola é demitida da emissora de televisão para a qual trabalhava. Ela ficou indignada com a ‘falta de instrução e bom senso’ de sua entrevistada, (uma espécie de Britney Spears) que está no estúdio quase nua. Questiona a capacidade da garota e faz todo um discurso de –“Tenho tantos anos de profissão, entrevistei Dalai Lama, presidentes, etc” e partiu pra cima da garota.

Segunda cena interessante é quando o noivado é anunciado. O que inicialmente era para ser um encontro informal toma rumos aflitivos para a futura "sogrona", já que após perder o emprego, Viola teme perder também o filho e para evitar isto decide passar todo seu tempo livre com Kevin, o pedido de casamento é uma ameaça. Ela quase surta e a gente ‘se ri todo’. A partir daí Viola vai desfilar todo um repertório de planos para separar o filho da gata borralheira latino americana!

A cena mais legal de assistir é a troca de tapas entre as duas, sogra e nora. Pra mim é o mais engraçado pois pode se ver que são tapas de verdade já que os rostos estão marcados e vermelhos. A cena vem seguida de outra com a sogra da sogra, mostrando que ela só faz a mesma coisa que fizeram com ela... hehehe, como dizem “O mundo dá voltas!”



A atuação da dupla Jane Fonda e Wanda Sykes (assessora da sogrona) é hilária. Wanda domina a cena com seu sotaque sulista e seu humor cáustico. O mesmo não se pode dizer de Michael Vartan, que pode ser lindinho mas é um ator bem mediano. Não sou muito fã da J-Lo como atriz, mas ela dá conta do recado.

Para uma atriz que já foi sex simbol, causou bafão e fez muitos papéis de drama e ficção, seu retorno às telas não poderia ter sido mais auspicioso. Após um tremendo sucesso nos palcos e no cinema, Jane Fonda agora concentra esforços na prestação de serviços à comunidade e na promoção de mudanças na área social - Campanha pela Prevenção da Gravidez na adolescência na Geórgia, Centro Jane Fonda para a Saúde Reprodutiva dos Adolescentes na Emory School of Medicine. 



Este filme representa a eterna roda viva dos relacionamentos familiares: dos filhos que crescem e saem do ninho, das mães super-protetoras que não aceitam, das namoradas que querem se dar bem com a sogra pelo bem do namoro, da sogra que não se identifica na namorada do filho, dos milhões de mal entendidos que isso gera, etc... Não é um filme que recomendaria que fosse alugado, mas recomendaria toda vez que passasse na TV aberta. Uma comédia gostosa, simpática, mas com um argumento bem antigo no cinema que infelizmente cala fundo ao coração de quem passa por esse tipo de experiência. Dia das mães, mês das noivas, complicado escolher um filme só...



FICHA TÉCNICA
Titulo Original: Monster in Law
Título Traduzido: A Sogra
Gênero: Comédia
Duração :95min
Diretor: Robert Luketic
Ano de Lançamento: 2005
Figurino: Kym Barrett
Música: David Newman
Idioma: Inglês (legendado em português)


E quando forem exibidos os créditos do filme não saiam da sala de cinema, pois "For once in my life", de Stevie Wonder, estará tocando. .


Fontes:
Filmes de Cinema
Amo Cinema

Que tal conferir também...

9 comentários

  1. Gostei da escolha Gisele... Por dois motivos... Primeiro as atrizes... Segundo vc ter citado Stevie Wonder. O gênero em si não é dos meus favoritos. Precisa ser mais do que comédia romântica clichê e ter uma essência... Mas assistiria pelas atrizes. Principalmente por Jane Fonda!

    ResponderExcluir
  2. kkk gostei do que vc disse e para ser franca eu tambem adoro as versoes inglesas! mas no geral alguns filmes dublados tambem sao otimos !

    adorei e agora to loka para ver o filme !
    quem sabe viro a cinderella deste principe Michael Vartan kkk (nao custa sonhar certo?) !

    xau
    bjs!

    ResponderExcluir
  3. Eu já tinha comentado... Mas a droga do blogger deu pau! Bem, não faz muito o meu tipo de gênero... Porque a comédia para mim gostar não pode ser clichê! Mas me interessei e quero assistir!

    ResponderExcluir
  4. Não parece ser o tipo de filme que eu assistiria!
    Mas gosto é gosto, eu tenho uns gostos um pouco estranhos às vezes! Kkkk
    Mas quem sabe um dia!!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Já assisti um deles! Mas não gostei muito do outro não...

    ResponderExcluir
  6. Já assisti uma três vezes esse filme o unico problema é que foram dubladas ... não gosto ... mais é assim ta mudando de canal começa o filme e vc não muda hauhaahuaauau

    ResponderExcluir
  7. Já assisti esse filme e também não achei muito original e convidativo, mas é aquele tipo de filme sessão da tarde, sabe, que você começa a assistir, se empolga e depois não quer mais parar.

    ResponderExcluir
  8. Já assisti boa parte de 'A Sogra', ou seja, não assisti ele por completo. Não lembro porque...
    Mas era muito engraçado, pelo que lembro.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras