Resenha 'Fingindo ter 19 anos' - Alyson Noel

27/09/2011


"À primeira vista, Alex tinha tudo - linda, inteligente e melhor amiga de M, a garota mais popular da escola. Mas, entediadas com a vida luxuosa em Orange County, Alex e M decidem conhecer os badalados clubes de Los Angeles. Fingindo ter dezenove anos, as amigas conhecem Connor e Trevor, dois garotos mais velhos e ricos. Alex não acredita como é sortuda. Elas são VIP em todas as festas particulares de Hollywood e nas baladas de Los Angeles. Essas escapadinhas são a distração perfeita para Alex que está secretamente encrencada com suas notas, seu pai ausente e sua mãe incompreensível. Mas as coisa começam a mudar quando ela é forçada a reavaliar sua amizade com M, que esconde por trás de sua carinha de anjo alguns segredos."


Quando fui comprar os livros para o evento da Alyson Noel em Curitiba, eu me deparei com essa capa 'diferente' (pra não dizer feia, ridícula e mal escolhida!), mas, por ser um livro da Alyson me interessei em levar. 'Vamos ver no que dá', pensei. 
Cheguei em casa com 6 livros e decidi que leria todos antes de irem para seus respectivos lugares: amigas, promos e prateleiras. Comecei por 'Radiante' (em breve resenharei este livro tmb). Levei apenas 3 horas para lê-lo. Fiquei em dúvida se pegava 'Infinito' ou 'Fingindo'... Achei que não valia a pena pegar o ultimo livro de uma série que eu só havia visto as 30 paginas do primeiro livro! Por consequência, peguei o Fingindo e detonei em 2h (com paradas estratégicas para brincar com minha filha e fazer almoço...).

Uma exceção, um livro sem substancia (o que me pegou de surpresa depois de ter lido Radiante...), com um que de 'As patricinhas de Beverly Hills' com 'DogVille'. 
Vou ser absolutamente sincera: é um dos poucos livros jovens que nunca vai chamar a atenção adulta. Mesmo. Por que já é sabido que algumas séries feitas originalmente para jovens caiu nas graças do público mais velho. Este não. No máximo poderia ser usado por uma professora para ensinar literatura, português e como não fazer na vida...

É uma história simples, bem redigida, como inicio meio e fim, mas com uma mensagem que na minha opinião não deveria ser passada com otimismo.

Já não é de hoje que todos os leitores do Sael sabem que eu as vezes enxergo coisas onde ninguém mais vê. O que eu vi neste história foram duas garotas inconsequentes, uma rica e outra pobre, se divertindo com coisas sérias e perigosas pra idade delas. Mostra negligencia familiar e frustração social.  

Uma garota pobre que sonha em um futuro melhor, que deseja o que a amiga popular e rica tem, que tem o esteriótipo da felicidade (exatamente por não ser acompanhada com interesse pelos pais separados). 

Meu bullying: uma cdf que quer ser gostosa, se perde nas maluquices de uma outra garota, mimada que tem tudo o que quer. O que as duas tem em comum? Os pais distantes. É a fome com a vontade de comer.

Pensa comigo: Alex, a garota genial se perdeu, quase perde a escola, que procura uma amizade sincera e só se ferra, que faz um monte de merd@, no final amadurece do nada e consegue recuperar o tempo perdido num passe de mágica. Fim. É isso! 


Acho esta história (assim como algumas outras) ruim no sentido que fala de uma realidade, da realidade de muitos adolescentes: sozinhos, com amigos igualmente sozinhos que acabam cometendo um milhão de besteiras para chamar atenção dos pais e milagrosamente tudo fica perfeito. A gente sabe que não é assim. Se quer fantasia faça um mundo imaginário, com criaturas magníficas. Gente de carne e osso sofre de verdade e nem sempre tem uma chance de reverter. S e tem, não é do nada que as coisas melhoram... Garanto que a Alyson (criatura incrível e muito simpática) deve ter pensado em mostrar: 'Olhem bem, não façam bobagem porque sempre acaba mal', só que a mensagem que chegou até mim foi: 'Olha, elas fizeram o que fizeram e escaparam ilesas, então eu também posso fazer!'

Tenho dito!


Que tal conferir também...

12 comentários

  1. Realmente, a capa não conquista.
    A sinopse sim, parece ser interessante.
    Deve fazer sucesso mesmo com o publico jovem, só. ;s

    ResponderExcluir
  2. Ixi, parece que a Alyson errou a mão nesse livro... A começar pelo título, pouco criativo, o enredo não empolga, sei lá, acho muito 'teen'... Prefiro uma estória mais intensa D:

    Gosto da maneira objetiva como vc escreve, Gi!

    Bjs,
    @BobbyDupeaGirl

    ResponderExcluir
  3. O livro tem uma carinha de adolescente neh....
    Bom não vou julgar muito pela capa..quem sabe é bom neh..vou dar uma oportunidade!!!!!!!

    bjus

    ResponderExcluir
  4. Eu já estava de olho nesse livro antes da Alyson aparecer por aqui, mais tava com medo de ler e não gostar pois já tinha lido várias criticas boas e ruins sobre os livros dela.

    Aí conheci a Alyson e fiquei super empolagada em conhecer a escrita dela também... sua resenha só reafirmou que eu preciso ler e tirar minhas proprias conclusões rs

    ResponderExcluir
  5. Eu tambem nao gosteida capa, OMG e olha que eu curto muitas capas que ninguem gosta entao pode dar adeus a este livro na minha pratelira, bem! gosto das suas resenha Gy e sempre leio os livros que vc indica e nunca me decepciono.
    este livro definitiamente nao ta para mim ♥

    ResponderExcluir
  6. Perto das capas dos livros Alysson realmente essa deixa a desejar... As capas dos livros dela custumam ser mais mágicas. Quanta a resenha... Uma resenha sincera, muito bem escrita... Dura... Talvez... Mas se realmente o livro contém uma história assim onde o adolescente faz o que faz por pura inconsequência e abandono dos pais ele não pode se dar bem no final... Porque a gente sabe que a vida aqui fora é cruel e cobre e muito das nossas atitudes... Por tanto a Gi está de parabéns pela resenha e quero ler o livro para tirar minhas conclusões... Porém sei que depois dessa resenha já serei influenciada... Ainda mais que sou mãe...

    ResponderExcluir
  7. so passei aki de novo para dizer: mudança de planos, ete livro da para mim rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Ah eu gosto das ficções da Alyson!!
    Espero que esse mesmo sendo sobre a "realidade" eu goste, pois eu acho que a Alyson escreve mtu bem!!
    Eu acho que a capa podia ser mais trabalhada!

    ResponderExcluir
  9. I WANNA !

    Embora seus comentários não tenham sido dos melhores, ainda quero !
    Preciso ler, todo mundo fala as coisas mais contrastantes desse livro !
    Matheus,
    Blog Livros e biscoito

    ResponderExcluir
  10. I wanna see you pecock
    Matheus

    ResponderExcluir
  11. o livro é otimo (:

    ResponderExcluir
  12. Amei esse livro, se bem que a capa não ajuda muita coisa, a história é ótima mas o final é muito sem graça, na minha opinião

    li ele em 3 dias, e olha que eu não tenho paciência para leitura

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras