Resenha 'Heresia' - S.J.Parris

20/09/2011

Sinopse:
"Inglaterra, 1583: o país enfrenta um período conturbado, marcado por conspirações para derrubar a rainha Elizabeth, que é protestante. Muitos de seus súditos estão insatisfeitos com o governo e anseiam pelo retorno do país à religião católica. Em meio a esse clima de conflitos religiosos, o monge italiano Giordano Bruno chega a Londres, tentando escapar da Inquisição, que o acusou de heresia por sua crença num Universo heliocêntrico. O filósofo, cientista e estudioso de magia logo é recrutado pelo chefe do serviço de espionagem real e enviado a Oxford. Oficialmente, ele vai participar de um debate sobre as teorias de Copérnico, mas, em sigilo, deve se infiltrar na rede clandestina dos católicos e descobrir o que puder sobre um complô para derrubar a rainha. No entanto, quando um dos membros mais antigos de Oxford é brutalmente assassinado, a missão secreta do filósofo é desviada de seu curso. Enquanto ele tenta desvendar o crime, outro homem é morto e Giordano Bruno se vê envolvido numa sinistra perseguição. Alguém parece estar determinado a executar uma sofisticada vingança em nome da religião. Mas, afinal, de qual religião? À procura de pistas, o monge percorre os labirintos da biblioteca de Oxford e visita tabernas infames e livrarias misteriosas fora dos muros da universidade, chegando a lugares que ele nunca soube que existiam e fazendo descobertas que poderiam ameaçar a estabilidade da Inglaterra. Envolvido em uma rede de intrigas e traição, ele percebe que às vezes nem mesmo os mais sábios conseguem discernir a verdade da heresia. Alguns, no entanto, estão dispostos a matar para defender suas crenças. Baseado em fatos reais da vida de Giordano Bruno, Heresia exigiu uma pesquisa minuciosa da autora, que investigou a fundo a trajetória do monge e o contexto político e religioso da época em que ele viveu. O resultado é um suspense histórico repleto de reviravoltas surpreendentes." 

Heresia seria não apreciar um livro como este.

Sou muito fã de romances históricos (ok Gi, você já nos disse isso!) e Heresia conta a história de Giordano Bruno (Fillipo). Filósofo, teólogo e pesquisador, que viveu na França no século XIV, que foi condenado à fogueira por ser um curioso incorrigível. Isso o fez escapar do monastério e iniciar sua peregrinação pela Europa. Ora buscando a liberdade e o conhecimento, ora fugindo dos inquisidores.

A trama é muito elaborada, cheia de dados que confundem-se em histórios e ficcionais. 

A história começa com Bruno buscando um artefato de estudo que muitos consideram uma lenda e eu jurava que se trataria dessa busca. (Assim como Dan Brown fica completamente cego de amores em sua busca pelo santo graal em seus livros, ou de como tenta nos enganar sobre o final...). Mas não. A autora nos surpreende com pequenos detalhes em sua narrativa que nos leva a acontecimentos tenebrosos, mentiras, suspeitas e assassinatos (leva um pouco ao mundo de Agatha Christie). Conseguiu o que se propôs a escrever: um suspense histórico.

S. J. Parris é o pseudónimo de Stephanie Merritt. Nascida em 1974, colaborou como crítica e jornalista numa série de jornais e revistas, na rádio e na televisão. Actualmente escreve para o The Observer. Talvez essa sua narrativa investigativa se deve ao seu trabalho no jornal, mas afirmar isso seria pura especulação! 

O que de melhor que ela fez no livro é conta-lo em primeira pessoa. Você se sente em um diário pessoal de Giordano Bruno. Vivendo sua história, suas aspirações, seus desejos... Bom, já vou avisando pras apaixonadas de plantão que não há muito romance neste livro. Ele não tinha tempo pra ficar de namorico (se bem que ele tentou algumas vezes, sem sucesso!). 

Como falei, o livro começa de uma maneira, quando, do nada, a história muda! Um assassinato ocorre em meio ao alto escalão da igreja, envolvendo o que se acredita ser um ritual de morte, um sacrifício encontrado descrito no 'Livro dos Mártires' de Foxe, que aguça a mente de Bruno e ele se envolve na investigação.

Posso adiantar que o assassino só é revelado nas últimas páginas do livro, mesmo! Não adianta. Stephanie foi esperta, amarrou bem suas personagens. Todos são suspeitos, há muita mentira entre os religiosos, disputas cruéis, segredos terriveis sendo revelados como um caminho feito de dominó! Eu, pelo menos eu, acostumada com livros históricos, não consegui matar a charada do assassino de primeira! O que é ótimo! Adoro isso! Receber um quebra cabeça onde se perdeu a caixa e não se sabe que figura vai formar...

Se você gosta de narrativas diretas, evite-o.
Se você adora um suspense, devore-o.
Se você gosta de romance, descarte-o.
se você gosta de livros e quer muito mais do que uma simples opinião de blogueira, é uma ótima aquisição!

Amei a história: adoro personagens reais e pesquisar pra ver o que pode ser verdade ou o que a autora foi capaz de realizar. 
Odiei a narrativa: há partes que não precisariam ser tão extensas. 
Me apaixonei: por Bruno, ele é dos meus!!! Ah se eu estivesse na mesma época... 
Odeio o pano de fundo: não sou muito religiosa. 
Me encantei: pela capa #lindademorreramém! 
Me ferrei: vou querer acompanhar a série!

Bom, pra não me sentir tentada a contar coisas que nem todo mundo quer saber, me retiro!



Boa leitura. 





Que tal conferir também...

8 comentários

  1. Que capa da vontade de ler so de olhar para ela.
    tambem adoro romances historiacos e depois desta resenha ja tenho mais um livrinho para ler.
    Me ferrei: vou querer acompanhar a série!² rsrsr

    quero ler, apesra de tambem nao ser muito religiosa aco que vou gostar do livro.
    bjs xaleu pela super, mega hiper resenha contagiante *-*

    ResponderExcluir
  2. Bom, pelo visto, esse não é um daqueles livros que vc senta e devora, até porque o enredo parece bem complexo, cheio de dados e loooongas descrições *essa parte me desanimou*. Não sou muito fã de romance histórico policial, porém, suspense + reviravolta + assassinato, podem me fazer mudar de idéia hehehe

    Gi, o estilo desse livro é parecido com o "Anjos e Demônios"? (não li Anjos e Demônios, só assisti o filme, ok?)

    Adorei o 'Amei, Odiei, Me Apaixonei, Me Encantei, Me Ferrei' kkkkkk'

    @BobbyDupeaGirl

    ResponderExcluir
  3. Estou com ele aqui... Marido está terminando de ler... Eu ainda vou ler... Adorei a resenha e gosto de livros assim... Adoro... Mas confesso que um romance no meio iria bem...

    ResponderExcluir
  4. Esse livro me encantou só pela capa! E depois da resenha mais ainda, não curto muito essa coisa de religião, mas adoro um mistério e um bom suspense.

    Boa resenha :*

    ResponderExcluir
  5. Marcia... lembra um pouco... é mais no livro a que me refiro! A descrição das coisas, o suspense, a resolução final que ninguem espera...
    O filme n é muito fiel ao livro não, mas a essência é essa!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa ameeei esssa capa! muito linda! E o modo como você propôs o livro só me fez mais interessada nele, rs . Curto bastante romance histórico e acho que esse deve ser um ótimo livro (((((((:

    enfim, amei a resenha :D


    ;*

    ResponderExcluir
  7. A capa do livro não me conquistou mais a sua resenha e a da Gabi bem ... fizeram eu mudar de idéia... fiquei super empolgada para ler e saber mais.

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo diz que esse livro é bom...como sou um pouco levada pela capa, não curti muito, mas pretendo dar uma chance para ele!!!!

    bjus

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras