A Bruxa de Ferro – Opiniões

18/11/2011

abruxadeferroEsquisita.
Era assim que chamavam Donna Underwood, 17 anos, no colégio depois de um horrível ataque de encantados matar seu pai quando ela era criança. Seus ferimentos e a reabilitação resultaram em força aumentada pela magia, graças às tatuagens de ferro em seus braços e nas mãos.
Como filha de alquimistas, ela é abençoada e amaldiçoada, ao mesmo tempo, por uma herança de magia que não deixa muito espaço para garotos, festas e lições de casa. Agora, depois de dez anos desejando uma vida normal, ela finalmente é forçada a aceitar seu papel na guerra de séculos contra os mais sombrios proscritos do povo encantado: Os Elfos das Trevas.
Agora Donna vai ter que correr para salvar a vida do melhor amigo – mesmo que para isso tenha que trair um dos maiores segredos do mundo e enfrentar justamente aquilo que destruiu sua família.

                                                              

“Ironbridge era como uma história para ela, um conto de fadas cheio de mágicas, julgamentos e monstros escondidos nas sombras esperando por ela, prontos para roubar tudo que tinha de mais importante”. (pág. 34)

Então… Vou tentar ser imparcial nesta resenha. Eu esperava mais… Muito mais da história e só no final é que fui entender porque não a tive. Antes de pararem de ler, não vou soltar spoiler sobre o final, mas preciso dizer que acreditava que A Bruxa de Ferro seria um livro único. Ao terminar de ler descobri que ele é o primeiro livro de uma trilogia…

Acontece que durante toda a narrativa, não fica claro que a história será muito mais do que só isso que está acontecendo. Somos introduzidos muito lentamente no que aconteceu na vida de Donna e no porque de determinadas reações. É um misto de não poder contar para ninguém que afeta até o leitor, pois em alguns momentos ela reflete que não pode contar e nem pensa no que não pode contar para que o leitor tome consciência. E pior, não sei se foi eu que não me prendi na história, mas quando ela abre o jogo a coisa toda fica tão superficial que não entendi muito bem qual era a real intenção de Karen Mahoney.

Mesmo me decepcionando um pouco com o livro (o que foi bem normal já que minhas expectativas estavam altas), gostei da história a ponto de ficar curiosa para o próximo livro. Espero que traga mais do que acontece com Donna após o final deste livro e principalmente mais sobre Xan. Alexander Grayson foi quem me prendeu ao livro com todo o seu ar de mistério, seu toque sombrio e suas atitudes que geraram uma certa suspeita enquanto lia… Acho que seria pedir demais um livro sobre Xan, né?

Sobre a edição… Bem, sem dúvida a capa é mais que linda. Adorei ela e todo o cuidado que a Underworld teve com o livro. Os bruches da capa seguem na parte de dentro e encanta o leitor já quando pega o livro. Infelizmente tenho que levantar umas críticas quanto a revisão… Vários erros e falta de concordância fizeram com que muitas vezes eu tivesse que reler a frase para entender o que estava escrito. Inclusive teve dois momentos onde nomes foram trocados (numa delas, Donna chama Xan de “San”). São pequenos detalhes que me fizeram perder um pouco da magia do livro, e que somando me fizeram não me envolver como normalmente acontece.

Se eu indico a leitura? Claro que sim… Principalmente por fugir do sobrenatural já super batido de vampiros e lobisomens. Aqui temos Alquimistas (com suas mágicas criadas pela química) e Elfos (que não se parecem nada com Orlando Bloom como Navin fala em um dos capítulos), apresentando um mundo não muito explorado nos livros atuais. E se as suas expectativas ao ler o livro não forem tão altas como eram as minhas, garanto que você pode se surpreender com a história de Mahoney.Lica

 

 

ficha a bruxa de ferro

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

6 comentários

  1. Ohh primeiro que eu AMO química *-* rsrsrsr
    Não é atoa que era minha matéria preferida na escola =P
    E é uma pena os elfos não se parecerem com o Orlando Bloom rsrsrsr ele tava muito lindo *__* rsrsrsr
    Agora sem brincadeiras. Eu vi esse livro na livraria e ele é relamente pequeno, tento a chance de ler eu adoraria *__*
    Pode deixar que eu não vou espera muito dele =P

    @anasofiachang

    ResponderExcluir
  2. Bem, gosto de alquimia... E comprei o livro... Então vou ter de ler e tirar conclusões! Gostei pelo fato de ser um trilogia... Adoro séries, então, um ponto a favor!! Bela resenha!

    ResponderExcluir
  3. A under tem falhado e muito no quesito revisão hein? São detalhes super pequenos que na leitura qualquer um vê o erro.

    Não sei se tenho vontade de ler esse livro ... mais que a capa é linda aaa ela é^^

    ResponderExcluir
  4. Gosto de bruxas... elas são legais... mais erros de revisão são um pecado, ein? Enfim, tenho vontade de ler, afinal leitura nunca matou ninguem, certo? certo? OMG diz q nunca matou....


    ainnnn hehehhe

    ResponderExcluir
  5. queeeeeeero ele pra mim e.e

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras