Escritor do Mês: Dan Brown #3

20/11/2011

Oi Pessoal…

No post dessa semana do escritor do mês vamos fazer algo diferente…

escritor do mes dan brown

Hoje trago para vocês algumas das impressões que tive ao ler O Código da Vinci e também que me fizeram desejar (e comprar) a versão ilustrada do livro. Mas, ao contrário de uma resenha, trago uma indicação. O livro é mais que conhecido. Parece que todo mundo já o leu, ou então viu o filme o que faz com que o enredo e a história se torne de conhecimento geral. Então, neste post vocês podem encontrar muitas coisas, mas não irão encontrar uma resenha propriamente dita…

O_CODIGO_DA_VINCI_1304792375BUm assassinato dentro do Museu do Louvre, em Paris, traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo que foi protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. A vítima é o respeitado curador do museu, Jacques Saunière, um dos líderes dessa antiga fraternidade, o Priorado de Sião, que já teve como membros Leonardo da Vinci, Victor Hugo e Isaac Newton. Momentos antes de morrer, Saunière deixa uma mensagem cifrada que apenas a criptógrafa Sophie Neveu e Robert Langdon, um simbologista, podem desvendar. Eles viram suspeitos e detetives enquanto tentam decifrar um intricado quebra-cabeças que pode lhes revelar um segredo milenar que envolve a Igreja Católica. Apenas alguns passos à frente das autoridades e do perigoso assassino, Sophie e Robert vão à procura de pistas ocultas nas obras de Da Vinci e se debruçam sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental - da natureza do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal. Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, Dan Brown consagrou-se como um dos autores mais brilhantes da atualidade.

A primeira vez que eu li O Código da Vinci foi no inicio de 2005. Todo mundo falava sobre o livro e eu estava super curiosa… Peguei ele emprestado e me lembro de ter devorado o livro no mesmo instante. Acho que li o livro em dois dias, algo assim.

O melhor de tudo? Eu tinha acabado de fazer um semestre inteiro de História da Arte na faculdade e grande parte das obras citadas eu conhecia. Então, na verdade para mim, o livro foi super encantador pelo ponto chave do mistério se unindo com uma porção de quadros, obras e lugares que eu conhecia bem das aulas de história. Pensando exatamente no que eu senti durante a leitura, foi como se eu estivesse assistindo o filme dentro da minha cabeça, porém sem o Tom Hanks.

Mas esta é a única menção que vou fazer ao filme, Que dizer, não vou falar sobre as diferenças entre filme e livro, nem nada nesse sentido. Eu li o livro mais de uma vez, assisti o filme inúmeras vezes (inclusive os extras já que tenho a edição especial do DVD em casa) e me apaixonei pela versão ilustrada. Acredito que já tem resenhas suficientes desse livro, contando como ele é, narrando os fatos e até mesmo dizendo o quanto gostaram (ou não) do livro, o que me leva de volta ao início do post.

Este post é apenas uma indicação. Isso… Sou a favor de livros como presentes. Acredito que não existe presente melhor uma vez que a gente dá uma vida nova, uma viagem nova, emoções e aventuras em um único presente. E o Código da Vinci é tudo isso junto. Temos um romance que fica no ar… Temos fatos históricos… Temos cultura e religião misturadas como sempre estiveram… Temos teorias de conspiração que fazem o mistério correr pelas páginas e prende toda a atenção. E temos junto muito estudo para conectar uma coisa a outra e, claro um pouco de ficção, que neste caso se mistura a tantos fatos reais que faz com que o leitor tire suas conclusões sobre o que realmente é ficção e o que é apenas escondido do conhecimento geral. E isso tudo já é suficiente para que este livro esteja na estante de todos os apaixonados por literatura. E olha que tudo o que eu só falei até aqui só faz referencia a estória criada por Brown, ao texto que encontra-se na edição simples do livro.

O_CODIGO_DA_VINCI_1237237721BFalar da edição ilustrada é algo como falar da cereja do bolo. É o detalhe que faltava para que o presente fosse perfeito. Não tem como não se apaixonar pela belíssima edição que foi montada e que a Sextante (e agora a Arqueiro) trazem para os apaixonados por Brown. E não só aos apaixonados por Brown… Se o livro já é um presente perfeito, a versão ilustrada com a reprodução das obras e as imagens de lugares citados se tornam um prato cheio para quem gosta de ver o que está sendo falado. Se torna o tipo de presente que agrada até os que não são tão fãs assim do livro.

Foi mais ou menos a edição ilustrada que eu tinha em minha cabeça quando li o livro a primeira vez, e poder reler a história vendo as imagens ao mesmo tempo me fez ficar muito mais que envolvida com a história, me fez ficar encantada. E é por isso que estou fazendo este post, e por isso que vou deixar várias fotos da edição, para que vejam um pouquinho mais do belíssimo trabalho que fizeram nesta edição.

100_2032

                                 

                                         

Foto da minha edição. Quem nunca a viu, ela é de capa dura e tem tamanho de uma folha de ofício, com um total 399 páginas.

                          

                                        

As primeiras páginas:

100_2038100_2040

Alguns lugares possuem um desenho da planta baixa, como nas imagens abaixo.
A primeira é do museu do Louvre e a segunda é da Temple Church.

100_2042100_2035

Como a história traz citações a lugares, algumas páginas trazem fotos delas, como no caso da foto da pirâmide do Louvre e do Museu de Orsey

100_2047100_2045

                                                                 

100_2034

                                           

                                   

Objetos citados, como os utilizados por alguns seguidores da Opus Dei para penitencia. Imagem do cinto de cilicio e do chicote.

                                                           

                                                   

Mais algumas imagens, aleatórias de partes citadas.

100_2050100_2043100_2048

                                    

Como eu disse, a versão ilustrada é mais que um presente completo. É perto do que podemos chamar de perfeita =)

Espero que tenha conseguido mostrar um pouquinho mais dela para vocês.

Beijinhos

Lica

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

12 comentários

  1. Bem, excelente matéria! Ainda não li nenhum livro de Dan Brown, mas como já disse anteriormente assisti os filmes e adorei!!!

    ResponderExcluir
  2. A Pabline morre pelos livros dele. rsrs. Eu gostei bastante, mas, não posso dizer que faz parte dos favoritos :(

    Beijos

    Amigas entre livros

    ResponderExcluir
  3. Legal, mas meu sonho é ter o livro O Símbolo perdido na versão ilustrada =]

    ResponderExcluir
  4. Eu demorei para ler e assisti ao filme primeiro, mais de uma vez.
    Quando resolvi comprar escolhi a edição ilustrada e não me arrependo, acho que é um dos livros mais lindos que tenho.
    Adorei a história pela história e sempre que posso vejo o filme novamente. Não consigo cansar...
    Bjkas,

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar
    http://mimosliterarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Ahhh eu já li o código *--* e todo mundo concorda que o ilustrado é muito melhor, com as imagens até dos objetos que não conhecemos muito bem. Adorei *__*

    @anasofiachang

    ResponderExcluir
  6. O Código da Vinci pode ser chamado um livro de aeroporto. A história é interessante, fácil de ler e prende a atenção com o desenrolar do mistério. Tudo isto junto com uma trama de rápida leitura.

    Este livro acabei comprando no aeroporto de Congonhas (SP) e antes de decolar já tinha lido quase a metade do livro.

    O filme é muito bom também, mas nada como ler o livro.

    Excelente leitura, recomendo a todos que apreciem teorias da conspiração...

    @ga_zimmer

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro esse livro, cara!
    É um dos melhores e mais empolgantes que já li.
    Quando fiz a leitura, já tinha assistido o filme, então imaginei o Tom Hanks sim. UAHSUHASU... Também gosto do filme, achei muito boa a adaptação.
    Enfim, Dan Brown é um dos melhores autores de suspense atual e não é a toa que seus livros fazem o maior sucesso.
    Indico O código Da Vinci para todos tbm. Mesmo! *-*
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Este é um dos livros que me falta...já vi o filme, mas quero muito ler o livro e ter na estante. :)

    ResponderExcluir
  9. Já li 'O código da Vinci' e fiquei impressionada com a riqueza de detalhes na descrição dos cenários e das situações. A versão que li não era ilustrada, mas mesmo assim adorei a história, com as imagens para complementar o texto deve ser ainda melhor.

    ResponderExcluir
  10. Eu AMO esse livro (aliás qq livro do Dan)*-*
    Já vi a versão ilustrada e devo admitir que as figuras ajudam bastante quando você le pela primeira vez, rs.. Além de, é claro, deixar o livro super lindo, né? (:
    Ótimo post! :DD


    Ana Carolina .

    ResponderExcluir
  11. Também sou super a favor de livros como presentes, ainda mais quando sou eu quem ganho, haha.

    Apenas vi o filme O Código da Vinci, mas estou louca para ler o livro, e agora estou exigente, quero a edição ilustrada. :)

    ResponderExcluir
  12. Haa agora fiquei doida pela versão ilustrada. Adoro "ver" o que estou lendo. Falta achar alguém pra me dar de presente, hehe


    -------Erica Marts-------
    ----Leituras & Fofuras----
    www.leiturasefofuras.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras