O Símbolo Perdido: Indicação + Opinião

30/11/2011

O post de hoje terá uma dinâmica diferente do normal das nossas resenhas… Iremos deixar a sinopse oficial do livro para o final, e chegando nela, talvez vocês nem queiram ler mais nada a não ser o próprio livro…rs

01 O_SIMBOLO_PERDIDO_1294098328BAlguns comentários deste post foram feitos pela Nathy… Agradeço muito que ela me ajudou a montar este post, pois eu ainda não li o Símbolo Perdido… Eu sei, podem brigar comigo, eu já devia ter lido, principalmente por estar falando do Dan por aqui… Mas o tempo ficou meio curto, e como eu tenho a versão ilustrada, não quis ler o livro rápido como leio a maioria. Para mim, este livro ilustrado é como uma sobremesa, que deve ser saboreada e não simplesmente devorada. Mas, antes de falar da versão ilustrada, vou a Nathy vai falar da história.

É difícil escrever sobre livros que gostamos... escrever sobre um livro que gostamos e que lemos a algum tempo atrás é pior ainda ... Bom mais prometo dar o meu melhor rs!

Sou fã do Dan Brown, confesso que só li dois livros dele, mas ainda sim sou fã. Da primeira a ultima página ele nos prende com uma narrativa emocionante cheia de mistérios em fatos até que comuns. Em Anjos e Demônios temos uma viagem por Roma e seus pontos turísticos, a cada nova parada uma nova e surpreendente revelação... Em O Código da Vince somos apresentados aos enigmas de uma sociedade que luta contra a igreja católica. Todos os acontecimentos são muito bem ligados e explicados, deixando Robert Langdon (o protagonista das estórias) e nós leitores sem folego.

O Símbolo Perdido não fica atrás, para mim é o melhor livro do Dan Brown. O livro aborda a maçonaria, uma sociedade discreta que admite todo homem livre e de bons costumes, sem distinção de raça, religião, ideário político ou posição social.. Suas principais exigências são que o candidato acredite em um princípio criador, tenha boa índole, respeite a família, possua um espirito filantrópico e o firme propósito de tratar sempre de ir em busca da perfeição, aniquilando seus vícios e trabalhando para a constante evolução de suas virtudes (fonte), e os vários símbolos que cercam seus praticantes e a história da fundações do estados Unidos. O plano de fundo também é muito bem apresentado e ligado ao "tema principal" (os símbolos maçônicos perdidos). A convite de Peter Solomon que Robert viaja a capital, Washington D.C. e desvenda todo esse mundo mágico e secreto.

Aqui não temos a Igreja Católica em primeiro plano como nos dois primeiros da trilogia, mas temos a veia das “sociedades secretas”, mesmo que não tão secretas assim. E no passo a passo da história, Washington pode ser muito mais interessante do que se pensa.

O símbolo perdido é denso, exótico, cheio de códigos e pistas, imagens impressionantes e a dinâmica incessante que torna impossível deixá-lo de lado. Esplêndido. Outra história arrebatadora de Robert Langdon." - The New York Times

Então, imagina a maravilha que é poder ler o livro e ao mesmo tempo ter ali do lado imagens do que se está falando??? Assim é a edição ilustrada de O Símbolo Perdido.

100_2276100_2279

Do mesmo tamanho da edição ilustrada de O Código da Vinci (aproximadamente uma folha de papel ofício) e com capa dura, o material escolhido para as folhas internas se parece com o de revista, porem com uma espessura maior (o que faz com que ela seja lisa igual as folhas de revistas, porém mais duras e grossas), a Editora Arqueiro mostrou grande capricho com a publicação do livro.

Com imagens de localidades mencionadas, quadros com referencias e o próprio texto da história apresentado em outra fonte ou tentando imitar o material que era para ser, a edição encanta os olhos e mata um pouco da curiosidade sobre o que está sendo descrito.

100_2283100_2290100_2287

O início de cada capítulo conta com uma letra diferenciada, além de uma margem constante nas páginas. Em algumas páginas temos algumas citações destacadas. Pelo que pude perceber, são frases aleatórias (de outros livros e até da Bíblia), provavelmente fazendo referência ao que está acontecendo nas páginas.

100_2292100_2293100_2299

E não são só imagens de localidades que estão espalhadas pelas páginas… Temos monumentos (novos e antigos), assim como utensílios antigos e retratos pintados de pessoas citadas. Enfim, como comentei quando falei sobre a edição ilustrada de O Código da Vinci, esta edição de O Símbolo Perdido é mais que um presente. É um presente perfeito que agrada não só os fãs de Brown, como também os fãs de livros em geral. Sem querer minimizar a história, mas a edição é uma belíssima peça que todo mundo deveria ter em sua estante.

100_2295100_2296

PS: As partes da Nathy estão em itálico, e as fotos aumentam, é só clicar nelas =)

Bom, se tudo o que dissemos aqui ainda não te convenceu a ler o livro, você pode se convencer com a sinopse. Ah, e se você quer saber mais detalhes no mesmo estilo da sinopse, no site da Arqueiro tem um texto que fala um pouco mais da história do livro. Basta clicar aqui.

Lica  e  

Sinopse

Depois de ter sobrevivido a uma explosão no Vaticano e a uma caçada humana em Paris, Robert Langdon está de volta com seus profundos conhecimentos de simbologia e sua brilhante habilidade para solucionar problemas.
Em O símbolo perdido, o célebre professor de Harvard é convidado às pressas por seu amigo e mentor Peter Solomon - eminente maçom e filantropo - a dar uma palestra no Capitólio dos Estados Unidos. Ao chegar lá, descobre que caiu numa armadilha. Não há palestra nenhuma, Solomon está desaparecido e, ao que tudo indica, correndo grande perigo.
Mal'akh, o sequestrador, acredita que os fundadores de Washington, a maioria deles mestres maçons, esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobre-humanos a quem o encontrasse. E está convencido de que Langdon é a única pessoa que pode localizá-lo.
Vendo que essa é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian.
Neste labirinto de verdades ocultas, códigos maçônicos e símbolos escondidos, Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter e renomada cientista que investiga o poder que a mente humana tem de influenciar o mundo físico.
O tempo está contra eles. E muitas outras pessoas parecem envolvidas nesta trama que ameaça a segurança nacional, entre elas Inoue Sato, autoridade máxima do Escritório de Segurança da CIA, e Warren Bellamy, responsável pela administração do Capitólio. Como Langdon já aprendeu em suas outras aventuras, quando se trata de segredos e poder, nunca se pode dizer ao certo de que lado cada um está.
Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano ou Paris. Em O Símbolo Perdido, ele desperta o interesse dos leitores por temas tão variados como ciência noética, teoria das supercordas e grandes obras de arte, os desafiando a abrir a mente para novos conhecimentos.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

8 comentários

  1. Meninas, que vontade de ler essas versões ilustradas dos livros de Dan Brown!!! Adoro ele, apesar de nunca ter lido um livro dele! Só assisti os filmes! E quero muito ler... Ainda mais com um material tão bem produzido e ilustrado desses!

    ResponderExcluir
  2. OMG, preciso dessa edição ilustrada também, a que tenho é tradicional.
    Adorei as imagens do livro, fiquei babando na verdade. Gostei muito da história e da interação dos personagens desse livro.
    Bjkas,

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar
    http://mimosliterarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Se a curiosidade mata só peço uma coisa...

    O livro antes que a @realmorte me visite...

    @ga_zimmer

    ResponderExcluir
  4. Eu já li e gostei de O Símbolo Perdido, mas não tanto quanto O código Da Vinci.
    Porém, o tema envolvendo a Maçonaria e tudo mais, achei bem interessante.
    A capa desse livro também é bem bonita, e a versão ilustrada mais ainda.
    Quando comprar vou querer essa versão. :D
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. As fotos me deixaram babando por esta edição. Adoro edições feitas com cuidado pra agradar aos fãs.

    Bye

    ResponderExcluir
  6. Ahh eu adoro as versões com as imagens *_* Eu quero muito muito ter todos os livros dessa edição *__* Ahh adorei a resenha. Os livros do Dan são o máximo *__*

    ResponderExcluir
  7. To procurando ele pra comprar e o anjos e demonios ilustrado tbm se souber onde tem me avisa ai plz
    @Tom_Zin

    ResponderExcluir
  8. Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras