10 coisas que nós fizemos (e provavelmente não deveríamos) - Sarah Mlynowski

08/12/2013

10 coisas
Se tivesse a oportunidade, que adolescente de 16 anos não mergulharia de cabeça na chance de ir morar com um amigo e viver sem os pais? Nesta engraçadíssima história, Sarah Mlynowski investiga o coração e a mente de uma garota que está, pela primeira vez, por conta própria. Para chegar ao fim do ano, ela precisará fazer malabarismos com um triângulo amoroso, aprender a lavar roupa e aceitar que seu mundinho pode estar prestes a ser detonado… por cada coisa que não deveria ter feito.
                            
April vê sua vida mudar de uma hora para a outra quando seus pais se separam e sua mãe vai morar na França. Ela tem a chance de escolher ir para lá, porém ela não quer mudanças em sua vida e muito menos deixar seu namorado para trás. Um tempo passa e novamente April se vê diante de uma mudança de cidade, agora seu pai está indo trabalhar em outra cidade e ela tem que ir junto.
Na tentativa de não abrir mão dos amigos, do namorado e de ter que começar tudo novamente, April e sua melhor amiga Vi bolam um plano quase impossível de dar certo. É ai que tudo acontece. Na verdade um pouquinho antes já que a primeira coisa que ela faz e que não deveria é mentir para seus pais.
Dividido em 10 capítulos, a leitura flui fácil e a cada página fiquei me perguntando o que viria depois, o que mais poderia acontecer com April, Vi e todos ao seu redor. Mas nem tudo são flores e o livro não é perfeito como poderia. Minha maior crítica nesse sentido é que os adultos apresentados são tão facilmente manipuláveis que chegou a me irritar um pouco. Ao mesmo tempo, se fosse diferente é bem provável que a história não tivesse caminhado então não sei até que ponto isso é mesmo tão ruim. E tem o ponto super positivo de abordar assuntos importantes como primeira vez, bebidas e responsabilidades.
O que me levou a ler esse livro foi o título. Muitos podem não gostar de títulos grandes, mas eu adoro e isso bastou para ele entrar em minha lista. Leve, divertido e com as pitadas certas de drama adolescente e romance, fica a indicação de 10 coisas que nós fizemos Lica(e provavelmente não deveríamos).
                       

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

2 comentários

  1. Oi Lica,
    Eu gostei desse livro quando vi a divulgação, apesar de não ser fã de títulos compridos, mas este é até engraçado.
    Posso entender o motivo de você não ter amado o livro, adultos não são fáceis de manipular, em especial pais de adolescentes e se a trama se passa nos EUA, menos ainda. hahaha
    Mas em alguns momentos é necessário facilitar para a trama fluir, acho que ficaria como vc, dividida.
    Mas com certeza espero conferir essa leitura. =)

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que os títulos compridos são instigantes e esse tipo de história é daquelas boas para uma leitura sem compromisso, de forma leve, pelo menos pra mim que já passei da fase da adolescência, mas é sempre bom dar uma olhada nesses conflitos, apesar de, como adultos, conseguirmos enxergar as falhas do enredo.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras