Se eu ficar – Gayle Forman

20/10/2014

100_3546Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

se eu ficar banner

Meu caminho com o livro Se eu ficar começou a um tempo atrás e tudo por causa da capa. Por alguma razão que eu não sei explicar, me apaixonei pela capa que a Rocco publicou em 2009. Foi aquela coisa de gostar da capa e de nem ler a sinopse, mas querer ler. Quando veio o lançamento pela Novo Conceito fiquei super feliz em poder finalmente ler o livro – mas não tinha gostado nada da capa. Achei ela feia e fiquei torcendo para fazerem algo parecido com a de Portugal ou alguma coisa mais bonita... Para quem não lembra/não conhece, as capas que cito são essas:

SE_EU_FICAR_1258290705P cemlzwz 60440005_Se_Eu_Ficar1

No final, eu que não sou a maior das fãs de livros com capa de filme fiquei super contente com a mudança da capa do livro e gostei da capa, do dorso e principalmente da diagramação interna do livro. A Novo Conceito teve um super cuidado com a edição, além de ter todas as folhas com notas musicas o que deixou o livro visualmente muito lindo. Olhem só:

100_3547 100_3551100_3548 100_3555

Agora, só mais uma coisinha antes de falar do que achei do livro... Eu deveria ter escrito essa resenha logo que terminei de ler, com a minha mente ainda focada somente na visão da Gayle Forman. Acontece que eu fui no cinema assistir o filme e tem uma ou duas coisas que não lembro se foi pelo livro ou pelo filme, então não serei completamente justa em minha resenha.

se eu ficar

A narrativa de Forman é muito gostosa de ler, além de fluir muito facilmente. E mesmo sentindo um clima de previsibilidade no que iria e no que não iria acontecer eu não fiquei com vontade de largar a leitura. Também achei super interessante que o livro todo se passa em um único dia, com os acontecimentos anteriores ao acidente sendo contados através de flashbacks.

kit se eu ficarKit lindo que a Novo Conceito mandou aos parceiros com bolsa, balde de pipoca (e pipoca!), lenços de papel em caixinhas personalizadas, marcador e livro. É muito fofo! Muito obrigada!!!

Mas preciso ser sincera com vocês... O livro não me surpreendeu e isso fez com que eu não me emocionasse como ouvi vários comentários. Cheguei ao fim esperando ao menos algumas lágrimas mas elas não vieram. E não pensem que eu sou difícil de chorar, mas é que perder personagens que não parecem reais realmente não me afeta. E não é spoiler pois nesse caso estou falando dos pais de Mia. Outro fato que talvez influenciou muito na leitura foi eu não ter realmente me conectado com a Mia – e como só temos a história pelos olhos dela eu espero que tenha sido problema meu com a personagem e que isso não aconteça com Adam em Para onde ela foi.

“Mas a Mia que está aqui, nesta noite, é a mesma por quem me apaixonei ontem e a mesma que vou amar amanhã.” (pág. 85)

Sabe qual foi meu real problema com a Mia? É que ela nasceu em uma família que qualquer um gostaria de ter como família – que entende, que apoia, que está ao lado – e que são os pais que qualquer adolescente gostaria de ter ao lado. Como se isso não fosse o bastante, ela tem um namorado que é daqueles que só existem nos livros e uma melhor amiga daquelas que você quer e deve manter para sempre. E mesmo assim ela se sente muito deslocada e isso sem um motivo real a não ser por preferir música clássica enquanto os pais são do rock!

“Não estou certa de que este é o mundo ao qual pertenço. Não tenho certeza se quero acordar.” (pág. 137)

Mas se eu não analisar tão criticamente por causa de Mia e de todas as perfeições ilusórias nos personagens, Se eu ficar levanta um monte de questões com apenas uma única pergunta: “devo ir ou devo ficar?” E isso não se refere apenas ao acidente, mas a vários detalhes da vida de Mia, e com isso acabamos pensando em nossa vida também. É um livro sobre escolhas, sobre como elas afetam a vida individual e coletiva de cada um de nós, sobre como algumas escolhas só podem ser feitas apenas por nós mesmos.

“Às vezes você faz escolhas na vida e outra, as escolhas vêm até você. Faz sentido para você?” (pág. 159)

Separando a parte poética de vida e morte, penso que Gayle Forman contou a vida de Mia em Se eu ficar, mas que poderia ter sido a vida de qualquer um de nós em um momento de uma grande e difícil escolha. O livro poderia ter sido muito maior, poderia ter sido super marcante, poderia ter sido um livro incrível. Infelizmente para mim ele foi apenas bom e eu me sinto até um pouco estranha em dizer isso depois de ver tanta gente elogiando livro que para mim foi apenas mediano.Lica

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

11 comentários

  1. Eu senti isso somente vendo o filme.... sinceramente, não me interessei em ler. .... beijossss... e esse kit fofo?

    ResponderExcluir
  2. Não li e nem vi o filme. Em duas ocasiões quase comprei o livro, mas achei que seria mais juvenil e desisti. Acho que ele foi para o fim da minha lista de compras, rsrsrs. E se eu assistir o filme aí que eu não compro, rsrsrs. Adoro as resenhas do blog e elas me influenciam na hora de comprar um livro!! Bjos...

    ResponderExcluir
  3. Eu não vi o filme, mas eu quero ler os livros, vi o trailer e a critica que parece boa, mas eu quero me emocionar, também não sei se será possivel, mas enfim vou ler e depois assistir.

    ResponderExcluir
  4. As edições de 2009 são bem feinhas, tenho o primeiro livro e falta o segundo, gostei da leitura, mas não era tudo aquilo que esperava, por ser tão bem falado, o filme não li ainda. E a narrativa é bem gostosa de ler mesmo !
    Beijos, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  5. Oi Lica,



    Então, eu li o livro e sabe quando nao te prende ? Eu juro que queria sentir a emoção de Mia mas não consegui.

    Eu choro até em comercial de Margarina e não consegui chorar. Para mim era uma alternativa tão óbvia.

    Não fui ver o filme, mas já me falaram que da pra chorar mais do que A Culpa é das Estrelas, mas enfim, tomara que os atores do filme consigam me passar uma emoção que o autor não conseguiu me passar.

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não li o livro, mas a minha noiva está o lendo. Eu, sinceramente, ainda não sei se lerei. Vejo muitas resenhas e as opiniões são tão contraditórias. rs
    Eu acho que não me emocionaria tanto, assim como você; eu sou complicado para me emocionar com um livro.
    Achei interessante o que você falou sobre o livro ser sobre a protagonista, mas se encaixaria na vida de qualquer pessoa. Vejo isso como um ponto positivo.

    Excelente resenha!


    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  7. Eu tava muito empolgada pra ler esse livro e assisti ao filme, ainda quero muito, mas ai comecei a ler algumas resenhas sobre o livro que não foram tão positivas, de pessoas que assim como você não ficaram tão surpresas, ou não conseguiram mergulhar na história. Mas eu quero muito ler e ver o filme ainda, e como sou manteiga derretida, já sei que vou chorar, mesmo ele não tendo feito muitas pessoas chorarem, pode acreditar eu vou.

    ResponderExcluir
  8. Eu li ele em 2009 e tenho a capa da Roco rs, não acho ela muito bonita também rs, mas era a que tinha, o livro achei lindo e não me emocionei muito, pois quase não choro com livros, muito dificil rs.
    O filme não fui assistir, eu quando gosto de um livro tenho medo de ver o filme e ele estragar a imagem que tenho do livro..da pra entender rsrs, mas uma hora eu assisto,
    beijos.

    ResponderExcluir
  9. Eu curti bastante a leitura de Se eu ficar. Mia apesar de ser um pouco anti-social é legal, gostei da criação do personagem e seu amor pela música. Adam é lindo e curti muito mais ele no filme que no livro. No total eu preferi mais o filme ao livro. Estou super curiosa com a leitura de Pra onde ela foi. Já até comprei o livro e pretendo ler ele no começo do mês que vem.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi Lica, tudo bom??? Com essa grande febre sobre esse livro, eu acabei lendo-o em ebook... Confesso, que esperava me emocionar muito ao lê-lo, ainda mais depois que vi o trailer do filme (o qual ainda não assisti), mas isso não ocorreu.. gostei da leitura sim, ela me prendeu, mas como minhas expectativas eram altas, acabei um pouco decepcionada.... Mas, quero muito ter o livro nas minhas mãos e a continuação também (o qual eu soube que é melhor que esse livro). Talvez eu lendo os dois junto, minha perspectiva melhore..
    bjs e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  11. Essa sensação de achar que o livro poderia ser melhor do que foi é chata demais. Acho que a autora tinha uma ótima premissa em mãos, mas foi uma pena que não soube aproveita-la em sua totalidade. Pelo menos a parte reflexiva foi boa.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras