A Escolha do Coração - Amanda Brooke

06/10/2014

Recém-casados, Holly e Tom se mudam para uma casa grande e confortável, onde ela espera esquecer de vez os fantasmas de sua infância problemática. O destino, contudo, lhe preparou uma surpresa, que se revela depois que Holly encontra um relógio lunar enterrado no jardim. O relógio oferece a imagem de um futuro que é ao mesmo tempo animador e preocupante: a visão de um lindo bebê nos braços de Tom... mas Holly, estranhamente, não aparece na visão. Em pânico diante da previsão, ela teme que um dia precise fazer uma escolha terrível: dar um filho ao marido, sacrificando sua própria vida... ou salvar-se e se esquecer para sempre da filha não nascida – a quem Holly já aprendeu a amar. 


****

Olá meus queridos leitores, como está tudo?
Então, mais uma vez eu me dispus a ler um romance, é por que estou muito na onda mesmo... (e acho que não vou sair tão cedo dela!).
Dessa vez, o eleito foi " A escolha do coração", da autora Amanda Brooke.

Vamos ao enredo: Holly e Tom estão vivendo a vida que sempre sonharam: mudaram-se para o interior de Londres, na expectativa de que Holly, uma famosa escultora, possa se concentrar melhor ao criar suas obras. Ela já é uma artista conhecida, e acima de tudo, talentosa. Em todas as suas obras, Holly põe o que há de melhor de si mesma. 

Muitas mudanças estão acontecendo na vida do jovem casal: Tom começa a viajar muito a trabalho, já que é jornalista, e Holly acaba ficando muito só em sua casa nova, sentindo a falta do marido o tempo inteiro. A autora procura deixar bem claro como os dois são ligados intimamente, não somente no quesito sexual (o qual a autora tratou com incrível delicadeza e bom humor), mas também na cumplicidade de um para com o outro. Trata-se de um casal maduro, que sabe passar por situações tênues como essa. 

A casa nova traz muitas surpresas para os dois, como por exemplo, o relógio lunar no meio do jardim. Sem dar muita importância, Tom vai viajar para outro país, enquanto Holly tem tempo de sobra para pesquisar sobre o curioso instrumento. O que ela não esperava, é que o relógio estava em pleno funcionamento, mostrando então para ela o que viria nos próximos dezoito meses. O que Holly vê é um misto de horror com puro amor. Sim caros leitores, são esses dois sentimentos que invadem ela. A boa notícia, é que ela terá uma bela filha, chamada Libby. A má notícia, é que Holly terá de morrer para que a filha venha ao mundo. Sim, ela morrerá na hora do parto, de acordo com sua visão.

No início da narrativa, tudo ocorre com muita rapidez, o que me deixou muito empolgada. Vocês conseguem imaginar ter de fazer essa escolha? Eu não sei se conseguiria, e a princípio, não há como mudar a ordem dos fatos, ou teria? É aí que aparece Jocelyn, uma senhora que fora vítima desse relógio, e junto com Holly, as duas tentam chegar a uma escolha, a escolha do coração. Confesso que depois de toda essa empolgação, o livro ficou se arrastando muito em torno das visões de Holly e da descrição de fatos corriqueiros, o que dificultou um pouco para que eu continuasse a leitura. 

De toda forma, prossegui e consegui terminar, para claro, saber qual foi a escolha feita. Mas devo admitir: fiquei um pouco decepcionada com o final, uma vez que reconheci um certo clichê no desfecho da trama, portanto, eu esperava mais. O livro começou muito empolgante e foi perdendo sua chama ao longo dele, uma pena. 


Quero ainda ressaltar o quanto essa capa é linda e o trabalho lindo da editora Novo Conceito em deixar que aquelas páginas de intervalo fossem decoradas. A diagramação ficou linda e é agradável aos olhos notar essas gaivotas brancas em uma paginação cinza. 

Até as próximas páginas pessoal!

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

10 comentários

  1. Ai Fabi, eu tenho tanta expectativa nesse livro, nao me fala que o final se arrasta, rsss.
    Eu ja me imagino tendo que fazer essa escolha e com toda certeza desse mundo, escolheria deixar a criança vir ao mundo, ja que morrer todos vamos mesmo né ? Sei la, teria que ler o livro e saber o que ela pensava das opções dela.
    Então, mesmo que o livro nao seja aquilo tudo, pretendo ler ainda e saber se concordo ou nao com o final, que eu nao faço ideia qual seja, mesmo vc falando que é cliche, rsss.

    ResponderExcluir
  2. Já tinha visto esse livro nas livrarias e me interessei. Acho que o tema é bem difícil de escolha, claro que escolheria ao filho. Vou colocar na minha lista e quando terminar de ler, escrevo aqui!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu achei interessante demais o enredo desse livro, a capa é sugestiva do tema, mas a resenha realmente o valorizou ainda mais. É um mistério de saber porque esse futuro vai ficar desse jeito e ela tenta mudar seu destino.

    ResponderExcluir
  4. Já vi esse para comprar mas não me interessou

    ResponderExcluir
  5. Olá, Fabi.

    Confesso que até curto romances, mas esse não me atraiu muito. Fiquei pensando na escolha de Holly, creio que na verdade não existe escolha a ser feita. se fosse eu no lugar dela queria que minha filha tivesse uma vida maravilhosa mesmo que tivesse que abrir mão da minha. Fiquei sentida quando tu disse que o final não lhe agradou. Acho que não leria esse livro. >.<

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Até mais.

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto de romance e leio romance com drama as vezes, mas este não chama minha atenção, e acho que o tema tratado não me atrai,
    eu ando numa onde romance mais fofo e não com drama rs,
    uma pena o livro ir ficando menos empolgante, e o final..queria um spoiler agora rs,
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. Eu curto romance, quando entro nesta fase leio vários seguidos, mas não seio porque este aqui não me atraiu ainda, tenho o livro, mas deixei na fila, quem sabe uma hora dessas eu arrisco.

    ResponderExcluir
  8. Não é de agora que a Novo Conceito capricha em capas e diagramações; essa é só mais uma amostra do capricho da editora.
    Quanto ao livro, não sei se leria. Fiquei meio relutante quanto ao enredo e o fato de ter um final um tanto clichê me desanimou mais ainda. Acho, sinceramente, que passarei a leitura.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  9. Realmente a capa está linda! Não sou muito de ler livros assim, romances com um pouco de drama, mas me interessei bastante pela resenha e o enredo do livro, fiquei curiosa por saber qual a escolha e esse certo clichê até tenho um palpite sem mesmo ler o livro, quero lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  10. Uma escolha bastante difícil mesmo, hein?!?! Legal saber que no início, a trama tem um ritmo legal. A pena é que ela vai perdendo o fôlego no desenrolar. Acho que o grande trunfo pra segurar o leitor é essa escolha que terá que ser feita. Fiquei bem curioso pra saber o desfecho (apesar de ser clichê).

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras