A Geografia de Nós Dois - Jennifer E. Smith

22/08/2016

Lucy mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo... E é a meio caminho que ambos se encontram - presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está às escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir... Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Em A Geografia de Nós Dois, Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade.
Links de Compra: Submarino - Saraiva - Cultura


Fiquei completamente encantada com a escrita da autora em A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira vista, então tudo o que aparece dela eu tenho vontade de ler. Isso aconteceu quando lançou Ser Feliz é Assim, que foi mais um livro que me encantou. Então, imagina a empolgação e expectativa que criei com A Geografia de Nós Dois... E, como todo mundo já sabe, expectativas são uma grande porcaria.

A premissa é mais do que interessante... Imagina conhecer alguém que tem muito em comum com você, mesmo sendo de mundos aparentemente diferentes e, de repente a geografia os forçar a se separar? Agora, imagina se esse encontro inicial acontece em um elevador que de repente para de funcionar? Já pensou ficar trancado no elevador com um estranho? É assim que Lucy e Owen se conhecem. E, ao sair do elevador eles se dão conta de que não foi uma pane no elevador ou no prédio, e sim um blecaute elétrico geral em toda a cidade. Todos estão sem energia elétrica.

"E, pela primeira vez em semanas, ele se sentiu aceso por dentro, mesmo na mais escura das noites." (pág. 54)

Lucy está sozinha. Seus irmãos mais velhos já estão na faculdade e seus pais foram mais uma vez viajar sem ela. Owen acabou de se mudar e não conhece praticamente ninguém na cidade, e também está sozinho já que seu pai tinha um assunto para resolver longe do prédio. Então, depois de saírem do elevador eles resolvem esperar a luz voltar juntos, e assim vão se conhecendo mais. Acontece que depois de passar várias horas juntos, conversando, Lucy acorda sozinha no dia seguinte no terraço do prédio.

A história vai sendo contada intercalando os dois pontos de vista dos personagens. Isso faz com que a gente saiba porque Owen deixou Lucy sozinha de manhã - e depois o motivo de ele não ter voltado. Assim como vemos a indecisão de Lucy se procura ou não Owen logo em seguida. Só que além disso, existe um pequeno problema... Os dois, cada um por uma razão estão se mudando - e a gente entra em uma história que nos faz refletir sobre sentimentos, distâncias e várias outras coisas.

"Mas o silêncio pareceu subitamente frágil, e ela não conseguiu pensar em nada bom o bastante para quebrá-lo." (pág. 22)

Infelizmente esse livro foi ficando um tanto que arrastado durante a leitura. Primeiro, pois como eu comentei no início as expectativas estavam altas e sempre acabam murchando a gente um pouco quando não são alcançadas. Segundo, que eu senti falta de ter um real contato entre Lucy e Owen para 'comprar a ideia de amor dos dois'. Não digo que eles deveriam ter feito alguma coisa a mais do que conversar, mas eles conversaram muito pouco para que eu torcesse realmente pelos dois juntos. Acho que o maior problema para mim é que faltou tempo de conversa para os dois.

Quer dizer em Probabilidade o casal se conhece em uma viagem de avião - e conversa bastante embora seja apenas algumas horas sentados lado a lado. E Em Ser Feliz é Assim eles trocam muitos e-mails, então, o lance dos cartões postais é super fofo e realmente encantador, mas me fez ver o casal formando mais uma amizade do que algo a mais. Dá para entender porque eu esperava - e queria - um pouco mais de contato entre os dois antes de torcer por um amor que resiste a qualquer distância?

"Ele mal escrevia para ela, e não é como se tivessem feito promessas e juras um ao outro. Então por que sentia como se tivesse deixado para trás, em Nova York, uma parte pequena de si, embora essencial?" (pág. 119)

Mesmo assim, o livro é fofo e a narrativa é envolvente e encantadora. Eu queria mais conversa, eu queria um algo a mais para acreditar no casal, mas mesmo assim não consegui largar o livro antes de chegar na última página. É uma história mais juvenil, para quem procura uma leitura com alguns significados mas que não seja pesada ou cansativa. É aquele tipo de livro que vale para passar o tempo, se encantar e não pensar demais - e muitas vezes é o que a gente precisa em uma leitura.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

21 comentários

  1. Olá
    eu também já li esse livro e consigo te entender. Criamos muitas expectativas mesmo, ainda mais depois de ler livros anteriores e que foram tão bons. Pra mim, foi uma leitura satisfatória, mas acho que também faltou um pouco dessa "compra da ideia do amor".
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, ainda não li nada da autora mas vi esse livro na livraria e fiquei ansiosa para ler. Vou aguardar mais um pouco e tentar os outros livros da autora primeiro, não é a primeira pessoa que vejo falando que esperava mais do livro.

    ResponderExcluir
  3. Só pelo nome da autora, eu leria o livro sem medo, porque amo um outro livro de autoria dela. Bacana esta abordagem do amor adolescente e mesmo não arrancando lágrimas, acredito que me emocionarei. Quero muito ler!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ola amore...
    Amei a capa... e suas fotos estão muito boas (parabéns).
    Curiosíssima pra ler esse livro já... Ás vezes é bom ler um livro um pouco mais leve...
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu ainda não li nenhum livro da autora e estou com muita vontade, só fiquei chateada de este não suprir suas expectativas. Eu entendo perfeitamente isso que você falou sobre precisar de algo a mais para acreditar no amor dos dois, porque eu também precisaria. Acho que apenas algumas horas no elevador não foram o suficiente.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Li este livro no ano passado e confesso que eu esperava mais da história. O enredo até que fluiu bem, mas o casal estar longe trouxe uma certa ilusão de que a convivência não é necessária - o que realmente é - e a distância é sim um desafio. Ainda assim curti o romance, mesmo não sendo o meu preferido.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  7. Olá Lica,
    Probabilidade foi uma leitura muito agradável e minhas expectativas estavam bem altas em relação a esse livro e estão ruindo a cada página que leio. Essa história está me dando sono, sabe? Não consigo ler durante a noite sem dormir em poucos minutos e não estou me envolvendo com os personagens, infelizmente.
    Vou terminar o livro porque não tenho o hábito de abandonar, mas já não espero mais nada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Que pena que a leitura não deu certo para você.
    Eu tenho sérios problemas com esses livros que abordam temas como amor a primeira vista não consigo engolir kkkkkk por isso ainda não li as probabilidades assim como você para eu sentir um minimo de empatia pelo casal eu tenho que perceber que eles se gostam que tem algo em comum ou para mim não vai funcionar.
    Amei sua resenha
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    A premissa do livro é bem legal, uma pena que tenha momentos em que se arraste e que você não gostou tanto. Achei interessante a ideia inicial, mas também prefiro livros com mais intensidade.

    Abraços, Helô

    ResponderExcluir
  10. Hey!
    Eu ainda não conheço a escrita da autora e o livro que tinha ouvido falar é só esse mesmo, mas gostei demais da premissa dele. No entanto, eu percebi que os comentários em relação ao casal foram meio negativos mesmo, de forma que fossem só amigos e não tivessem um laço maior do que esse. Infelizmente as suas expectativas foram frustradas, eu simplesmente odeio quando isso acontece, sem dúvidas murcha a gente! Gostei da resenha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Ainda não li a obra.
    Parece ser uma leitura envolvente e agradável e, mesmo tendo frustrado suas expectativas, ainda assim pretendo arriscar a leitura e ver por mim mesma.
    A premissa é interessante mas de certa forma meio clichê pelo fato de conter amor a primeira vista.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Concordo muito com você, a história é bem fofa, mas é muito mais sobre amizade do que algo a mais.
    Achei também que é muito mais sobre a relação dos dois com os pais do que sobre um amor adolescente, como imaginei que seria.
    Mas ainda assim é um livro muito gostosinho de ler

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Mais uma pessoa com uma opinião diferente da minha kkk. Eu li A Probabilidade Estatística e não gostei tanto quando eu achei que iria gostar. Foi uma leitura okey! Quando saiu esse viro eu fiquei pensativo se daria mais a chance para a escritora! Acho essa capa e a premissa um show, não é mesmo? Pelo que pude ler aqui o livro deu um evoluidinha! Espero ter a chance de ler! Vai que minhas opiniões mudam né? Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Sempre gosto de livros que envolve algo com amor à distância e por isso esse está na minha lista. Sua resenha foi a primeira que eu leio em que consta algum ponto negativo e entendo seu ponto de vista, principalmente em um namoro à distância é preciso de uma conexão maior e talvez o pouco tempo de conversa não tenha sido mesmo suficiente, mas que bom que a leitura te prendeu até o fim. Ainda sim tenho vontade de ler o livro.
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi , tudo bem? Embora eu não seja muito voltada a romances estou curiosa para ler esse livro é descobrir mais sobre o enredo. Pela sua resenha me pareceu uma história realmente tão fofa e gostosa de ler. É uma pena que não tenha superado todas as suas expectativas. Mas vi que mesmo assim foi uma leitura bem proveitosa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Entendo perfeitamente: tem casais que simplesmente não possuem química. Isso acontece em filme, novela e pode acontecer com livros também. Às vezes não foi só tempo de conversa, foi quimica mesmo que a autora não conseguiu passar para você. Ainda assim, depois de tantos elogias à ela eu estou morrendo de vontade de conhecer os livros. Talvez eu até comece por esse mesmo, apesar de o A Probabilidade Estatística do Amor ter chamado mais a minha atenção.

    Beijos,
    Mariana Baptista
    umavidaporlivro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  17. Olá
    Estou dois para ler esse livro, a capa dele me deixa encantada.Fico triste por saber que de certo modo a leitura não supriu suas expectativas.Adorei saber que o livro e narrado pelos dois personagens amo isso saber o que dois personagens pensam diante do mesmo acontecimento, quando a narrativa é em primeira pessoa me sinto mais ligada aos personagens.Estou curiosa para conhecer um pouco mais dos Livros que você citou da autora.Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Sabe que não curti muito A probabilidade estatística do amor à primeira vista? Mas amei Ser feliz é assim. Estou em dúvida quanto à leitura desse livro ainda, isso de você querer algo a mais para acreditar no casal é algo que provavelmente me incomodaria, então mesmo que você tenha achado o livro fofo e a narrativa envolvente e encantadora acho que por enquanto não leria... quem sabe em outro momento.

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu li esse livro com algumas expectativas também, porque todo mundo fala bem da autora. Mas eu não fui muito conquistada, é um romance fofinho, mas também senti falta de mais contato entre os personagens.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  20. Oi Lica, adoro quando podemos ler no enredo o ponto de vista dos dois protagonistas, isso deixa o enredo mais rico e da um entendimento ainda maior da história.
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. "Expectativas são uma grande porcaria"... Concordo plenamente com essa frase! Esse livro é a minha leitura atual e estou muito frustada, pois, criei expectativas altas demais e agora estou tendo que arcar com uma leitura arrastada e maçante.
    Esperava mais da autora :(

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras