Todos os nossos ontens - Cristin Terrivil

25/01/2016


O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...

*******

Olá pessoal! A resenha de hoje é sobre uma distopia promissora, cuja contracapa indica um thriller brilhante, feita para os fãs de jogos vorazes. Será mesmo?

Ao primeiro contato com o livro Todos os nossos ontens (Editora Novo Conceito), curti a capa e a sinopse, claro. (Sou fã de Jogos Vorazes e de todas as distopias que seguem essa trilha).

Os primeiros capítulos foram rápidos e muito promissores, com uma forte carga de tensão e suspense. Realmente fiquei empolgado com essa leitura, até a autora começar a derrapar no roteiro e fazer aquela lambança básica em sua promissora história distópica... De tanto viajar no tempo, transitando por situações de muito perigo, a autora acabou literalmente parando no tempo e congelando sua história, que em certo ponto, parece não andar pra frente nem voltar pra trás. (E como dói ler uma história que não sai do lugar, e que você se sente mais enrolado a cada página!)

350 páginas de uma história que se arrasta lenta, depois que um personagem é baleado (Não contarei quem é, pra evitar spoilers), e só se resolve em seu final, de forma muito básica e sem surpresas.

Realmente, cheguei ao final do livro com pena da história, que tinha tudo pra dar certo mas acabou parando no tempo logo nos primeiros capítulos e não cresceu em conteúdo.

Todos os nossos ontens, de Cristin Terrill, teve um forte apelo de marketing junto ao público Young Adult e foi lançado por uma grande editora, mas definitivamente destruiu meu tempo de leitura e não salvou em nada meu futuro.

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

43 comentários

  1. Desde que eu conheci a minha primeira distopia (Admirável Mundo Novo), eu me apaixonei por esse vertente literária, mas vou te falar que já tô ficando cansada disso. Ultimamente temos visto uma onda enorme de livros assim, e no início eu até curti, como a série Feios (eu li bem novinha, e inclusive fiz mentalmente várias comparações com admirável mundo novo) e Jogos Vorazes (que eu ainda acho bem legal!), mas nossa, parece que agora todo mundo quer escrever sobre isso! hahaha Tipo quando Crepúsculo estava no ápice e todos os livros nas livrarias passaram a ser sobre vampiros, sabe? hahahah
    Enfim, de certa forma é até legal, pois estórias assim ajudam a aguçar o senso crítico, mas acho uma pena que tenham acabado banalizando uma parada tão interessante.

    http://controleliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tisa! Também sou apaixonado por distopias, e acreditei muito no potencial deste livro. E acabei decepcionado...
      Claro, as distopias ainda estão na moda, mas essas repetições de temas semelhantes podem sim acabar cansando os leitores. Ricardo Brandes

      Excluir
  2. Olha não tem coisa que detesto mais do que narrativa lenta, mas mesmo assim tenho visto bons comentários sobre o livro. Acho que varia muito os comentários das pessoas sobre o livro. Mas espero curtir, porque adoro tudo em relação a viagem no tempo e essas coisas sabe? Eu estou com expectativas, mas estou tentando não criar muita para não me decepcionar, mas mesmo assim pretendo ler esse ano ainda. Só que depois que tu disse sobre a narrativa fiquei meia assim, mas vamos ver!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-aprendizes-de-guardiao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Silvana! Também só li comentários positivos sobre esse livro, mas para mim ele não aconteceu... Adoro ficção, distopias, Jogos Vorazes e viagens no tempo, mas o maior problema foi mesmo a autora, que não soube aproveitar o grande potencial dessa história... Ricardo Brandes

      Excluir
  3. Eu amo distopias e nem preciso dizer o quanto estou doida para ler esse livro? Viagens no tempo é algo que chama muito minha atenção também.
    Sua resenha fez eu ficar com ainda mais vontade de ler esse livro. Ah e a capa dele também é maravilhosa.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila! Quando você ler o livro, deixe seu comentário aqui pra nós, pra dizer o que achou... E boa leitura! Ricardo Brandes

      Excluir
  4. Oi
    Concordo com você!
    Esse livro prometia e tinha tudo para ser um daqueles de tirar o fôlego. Mas acredito que a autora se perdeu e o livro se arrastou tanto que não sobrou espaço para trabalhar com a máquina do tempo.
    Não foi uma leitura ruim. Mas poderia ter sido bem melhor.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rízia! Tem razão... O livro começou super bem, cheio de suspense e ação... Achei que seria uma leitura TOP10. Pena que decepcionou... Ricardo Brandes

      Excluir
  5. Oie, tudo bem?

    Já vi essa capa por aí, e até já li algumas resenhas, mas nunca me interessei na leitura. E continuo não me interessando, na verdade. Gostei dos pontos que você destacou em sua resenha e principalmente da sua sinceridade. Fico triste por você ter se decepcionado no fim da leitura.

    Beijos,
    Dai | Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daiane! Algumas leituras realmente decepcionam... Mas por sorte, também temos ótimos títulos na fila para serem lidos e resenhados por aqui, como o que estou lendo agora... Ricardo Brandes

      Excluir
  6. poxa, uma pena a leitura ter se mostrado insatisfatória, é é logo um dos próximos títulos que vou ler pra resenhar... tentarei não ir com muita sede ao pote a fim de não me frustrar e preparar uns hq's pra intercalar com a obra, caso ela se torne muito cansativa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria! Por favor nos avise quando acabar de ler e resenhar este livro... Adoraria saber seu ponto de vista sobre esta obra tão elogiada, que acabou não agradando! Ricardo Brandes

      Excluir
  7. Hello :)

    Você foi a primeira pessoa que vejo resenha que não cobriu esse livro de comentários. Alguns disseram que amaram e outros acharam medianos, e agora, com sua resenha, estou ainda mais dividida se leio ou não. O enredo me pareceu um pouco Dr. Who (série que eu ando viciada), então acho que realmente não vou lê-lo por agora.
    Gostei muito da resenha e da sua sinceridade!

    Beijinhos e que a Força esteja com você!
    www.cantinhocult.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Infelizmente, não é a primeira resenha negativa que leio sobre essa obra… Uma pena. :( Eu acho que a autora se perdeu e não conseguiu fazer uso dos bons elementos do seu enredo. Apesar disso, confesso que ainda tenho curiosidade em lê-lo (rs).

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Que pena que a leitura não fluiu para você, realmente a premissa promete uma leitura bem interessante com viagens no tempo e tudo mais, quando li as primeiras resenha achei tudo meio confuso, quando consegui entender direitinho do que se tratava o enredo até fiquei curiosa, mas com sua resenha acho que não vou ler, pelo menos por enquanto, acabei de sair de um livro muito lento e cansativo, e não estou a fim de entrar em outro.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Ual, amo resenhas sincera!
    Esse livro em momento nenhum me chamou a atenção, mesmo com todo o marketing feito. A capa é bonita, mas me lembrou a de "Sr Segunda-feira" do Garth Nix.

    Bjus
    blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  11. Oi Ricardo.
    Eu já tinha lido uma resenha que também não tinha agradado da história, esperava mais dela porque tinha uma grande expectativa. Eu gosto de ler distopias, mas esse livro não tinha chamado tanta atenção.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Pior que dói mesmo ler histórias que não andam *-* Também adoro distopias, então esse é um livro que eu quero muito ler ♥ É uma pena também que o final não seja tão bom e surpreendente, parece que a autora não conseguiu acertar então :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2016/01/novidades-de-janeiro-josy-stoque.html

    ResponderExcluir
  13. Eu tinha ficado muito interessada nessa obra, pois além de ser distopia, tem viagem no tempo que eu adoro! Então fico chateada de saber que a leitura foi uma perda de tempo para você. Mesmo assim, quero muito conferir a trama, porque sou teimosa mesmo. hahaha
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dessa! Seja teimosa, não desista... Talvez a obra até possa te agradar, pois cada leitor interpreta o livro de uma forma diferente! E se ler, nos avise o que achou tá? Boa leitura, Ricardo Brandes

      Excluir
  14. Estou aprendendo a gostar de distopia, devido ao amigo e colaborador do meu blog, e confesso que de inicio o livro em sua resenha me chamou a atenção, mais quando fui lendo, vi que não sei se vou gostar, deixo pra uma próxima quem sabe!

    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá, sabe que eu não curto distopias mas esse é um livro que tenho muita vontade de ler, até tenho ele aqui em casa e só não peguei por falta de tempo mesmo, só é uma pena que ele não supriu suas expectativas, mas ainda quero dar uma chance a ele.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kétrin! Vale tentar a leitura né? Se der uma chance ao livro, por favor nos diga o que achou depois de ler, ok? Ricardo Brandes

      Excluir
  16. Olá!
    Eu já ouvi falar desse livro antes e tinha expectativas, mas lendo sua resenha agora me decepcionei.
    Realmente é muito triste quando uma história não vai pra frente.
    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Nossa, não sei o que pensar da sua resenha. Me interessei pelo livro, mas fiquei receosa com sua impressão dele.

    A vertente distopia não me é muito familiar, então talvez eu não entenda muito seu desapontamento, mas ainda assim me despertou curiosidade para entende-lo.

    Beijos,
    Mariana Baptista
    https://umavidaporlivro.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  18. Nossa Ricardo, eu nunca tinha visto uma resenha sobre esse livro, tão sincera. Já ouvido muitos comentários de pessoas que amaram e outras nem tanto, mas a sua resenha foi a mais sincera e esclarecedora de todas. Eu quero muito ler esse livro e ainda pretendo ler, mas agora sei o que esperar dele. Concordo com você em relação ao Marketing que foi muito bom, mas às vezes isso acontece mesmo, aliás, quase sempre. A editora faz uma super produção, um marketing pesado mas o livro não tem tudo isso.

    ResponderExcluir
  19. Me mate, nunca li jogos vorazes mas entendo que esse livro deve ser maravilhoso também. Ainda não li Jogos Vorazes por falta de oportunidade mesmo. Quero muito ler esse livro citado, eu gosto muito das edições da Novo Conceito. Mas é o que você diz... A propaganda é tanta do livro que você acredita que a história será maravilhosa e no fundo nem é tudo isso mesmo.
    Ah a única distopia que li foi Laranja Mecânica e espero ler outras em brve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ingrid! Laranja Mecânica é um clássico... Mas existem muitas outras distopias no mercado, e muitas ainda por vir... Boa leitura! Ricardo Brandes

      Excluir
  20. Nossa que pena que esse livro se perdeu na história, pois uma distopia do tipo Jogos Vorazes tinha tudo pra dar certo, ainda mais quando a série acabou nas telinhas e nosso coração esta esperando algo do tipo pra ler.
    Uma pena, principalmente pra quem adora distopias, como eu

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sabrina! A jogada de comparar o livro com Jogos Vorazes foi puro golpe de marketing... Uma distopia não tem anda a ver com a outra! Infelizmente, as editoras ainda utilizam desse recurso pra tentar vender mais e convencer os leitores. Uma pena... Ricardo Bradnes

      Excluir
  21. Olá!

    Eu nunca me interessei por estórias de viagens no tempo, não fazem meu estilo. Só que aí lançou esse livro, que tem uma capa legal, uma sinopse que me atraiu, e decidi que iria ler, só que lendo sua resenha agora estou repensando isso. Odeio leituras lentas, e pior ainda estórias em que os autores se perdem no caminho, acho isso tão chato.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá Ricardo!

    Gostei demais da sua sinceridade :) Ainda quero ler o livro é verdade, mas não vou me jogar com todas as expectativas em alta... Um fato que me incomodou bastante foi a comparação com um outro livro de sucesso, não gosto disso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, também não gostei da comparação. Até porque em nada se parecem. E o pior é que os novos livros de distopia agora vem com esse karma escrito "para os fãs de jogos vorazes..." como se JV fosse o melhor livro do Multiverso já feito... heuahehae

      Excluir
  23. Oiii!

    Que engraçado esse mundo né? Já vi diversas resenhas para essa obra, inclusive essa semana e depois leio a sua mega negativa. Eu adorei sua sinceridade. Uma pena que essa história não funcionou contigo, eu particularmente fiquei curiosa para saber qual seria a minha reação com o livro.
    Parabéns pela sinceridade!!

    Beijinhso

    ResponderExcluir
  24. Adoro distopias e o titulo deste livro chama muito a atenção. Já li elogios e criticas severas para com o livro e ainda não me decidi se leio ou não. Confesso que sua opinião me fez deixar o livro um pouco mais no limbo dos livros não lidos.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oie!
    Eu achei a trama desse livro muito boa, mas a autora não sou aproveitar a trama que tinha em mãos e tornou uma história bem fraca. Eu até gostei da leitura, e os personagens, mas parece que falta algo para a história ser emocionante. è bom, mas não é dos melhores.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  26. Não sou fã de Jogos Vorazes, mas quando li a sinopse fiquei bem interessada. Uma pena, Rafael, que é mais uma ótima ideia não muito bem desenvolvida. Mas gostei muito da sinopse acho que um dia vou tentar ler pra tirar minhas próprias opiniões (pelo menos já não vou com as expectativas lá no alto).

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babimontec. Ao ler o livro Todos os Nossos Ontens não espere uma história parecida com Jogos Vorazes. O livro é totalmente orignal, e em nada se parece com JV (que na minha opinião é muito chato). Veja algumas outras resenhas, garanto que se interessará pelo livro =D

      Excluir
  27. Oi Ricardo, tudo bem
    Que pena, estava super animada para ler esse livro, pois além de adorar distopias, sou fã de histórias com viagens ao tempo. Já vi vários comentários positivos, acho que é o primeiro que conheço que não gostou da obra. Ainda quero ler, mas agora, sei o que irei encontrar, então, irei sem tantas expectativas.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oi, Ricardo!
    Realmente o jogo de marketing criado em cima desse livro foi bem grande, tanto é que o pessoal que é fa de Jogos Vorazes foi logo querendo lê-lo o quanto antes. Quando eu vi o lançamento eu ja fiquei com o pé atrás, não gosto quando um livro é comprado a outro, principalmente quando estamos falando de um livro do porte de Jogos Vorazes, a impressão que tenho é de apelação. Gostei da tua resenha sincera e se antes eu não estava muito afim de lê-lo, agora é que não quero mesmo. Odeio narrativas paradas.

    Beijos!

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Poxa, que triste isso "a história parou no tempo e não evoluiu no conteúdo". Até eu fiquei meio chateada pelo autor agora. Quando a história é lenta, parada, acaba que não me prende. Assim como quando resolvem fazer muitas indas e vindas no tempo sem demarcações claras.
    Este definitivamente não seria um livro que leria, apesar de ter começado achando a premissa interessante, suas considerações me desanimaram bastante.

    ResponderExcluir
  30. Oiiie,

    Que triste quando a estória não evolui e fica sendo arrastada :/ isso cansa o leitor que acaba não querendo mais ler. Sabe, nunca tive vontade de ler esse livro, apesar de tá dando mais espaço para as distopias, mas quando a gente vê que o livro não anda, isso deixa a gente sem vontade :/

    bjs

    Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  31. Olá, penso que o primeiro erro é que todo mundo agora compara as novas distopias com Jogos Vorazes.. e uma coisa que não gostei no livro foi essa frase ali atras. Uma porque eu não gostei de Jogos Vorazes: achei a história muito chata - com exceção do primeiro livro - , romance exagerado e uma protagonista que era durona o suficiente para matar outras pessoas, mas muito tola para saber se amava o Peeta ou outro lá. As distopias vem desde 1930, quando apareceu, pela primeira vez, se não me engano, com o filme Admirável Mundo Novo, do excelentíssimo Aldous Huxley. Depois dele teve tantos outros (Minority Report, Equilibrium, Matrix, Gataca, etc). Jogos Vorazes é uma distopia, mas perde-se muito no romance. E isso estraga a estoria.

    Voltando ao livro. Eu amei o livro, mesmo levando um certo tempo para entender o final.
    O livro é totalmente original, foge do clichê das histórias de viagem no tempo, ainda bem, pois penso que se o livro girasse o tempo todo em volta da Máquina, eu desistiria de lê-lo.

    Li cada página com a vontade de saber o que ia acontecer, como iam solucionar os paradoxos, como ia terminar. A cada página, vemos a história acontecer dos pontos de vista das duas personagens: o seu romance não correspondido por James, o seu ódio - seria ódio? - por Finn, e toda a obsessão de James em mudar o passado.

    O livro não é o melhor do mundo, mas certamente é muito bem trabalhado, a autora soube manter o foco na história inicial, que girava não em torno da máquina, mas sim, voltar no tempo e evitar que ela fosse construída. E no final, a história consegue juntar todas as pontas dos quebra-cabeça. Nenhum nó fica em aberto. Não gosto de história mastigada. Curto o livro por isso, ele não te entrega a história, você tem que viver ela a cada página com os personagens.
    Me desanima muito ler um livro em que você já sabe, logo no começo, como vai terminar a história.

    Na minha opinião, é um dos melhores livros que li esse ano.

    É uma pena você não ter gostado. Infelizmente acontece. O santo não bate kkkk

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras