Pensei que Fosse Verdade - Huntley Fitzpatrick

15/09/2016

Um passado a ser esquecido. Um presente nada promissor. Um futuro a ser conquistado.
“O PARAÍSO À BEIRA-MAR.”
“O SEGREDO MAIS BEM GUARDADO DA NOVA INGLATERRA.”
A ilha de Seashell, onde passei minha vida inteira, é tudo isso e muito mais. No entanto, a única coisa que eu quero é ir embora daqui.
Gwen Castle nunca quis tanto dizer adeus à sua ilha natal quanto agora: o verão em que o Maior Erro da Sua Vida, Cassidy Somers, aceita um emprego lá como faz-tudo. Ele é um garoto rico da cidade grande, e ela é filha de uma faxineira que trabalha para os veranistas da ilha. Gwen tem medo de que esse também venha a ser o seu destino, mas, justamente quando parece que ela nunca vai conseguir escapar do que aconteceu – ou da ilha –, o passado explode no presente, redefinindo os limites de sua vida. Emoções correm soltas e histórias secretas se desenrolam, enquanto Gwen passa um lindo e agitado verão lutando para conciliar o que pensou que fosse verdade – sobre o lugar onde vive, as pessoas que ama, e até ela mesma – com o que de fato é.


Quando a Valentina fez a proposta de participar de uma leitura coletiva de Pensei que fosse verdade eu nem pensei muito. Vi o nome da Huntley e isso bastou para eu dizer sim, afinal, Minha Vida Mora ao Lado foi encantador e está na minha lista de queridinhos. E mesmo sabendo que a história não tem nada a ver com o livro anterior (os dois são livros independentes), eu quis muito ler mais um livro da autora.
"O Paraíso à beira-mar.
O segredo mais bem guardado da Nova Inglaterra.
Pequena joia escondida na costa rochosa de Connecticut.
A ilha de Seashell, onde passei minha vida inteira, é chamada de todas essas coisas e muitas outras.
E eu só quero ir embora daqui." (pág. 09)
Gwen mora em um pequeno pedaço do paraíso. Sabe aquelas pequenas ilhas lindas onde a população local é pequena - e com renda baixa - e o resto são grandes casas para o pessoal rico que só aparece durante o verão? É uma bela ilha - e isso nem Gwen discorda - mas tudo o que ela quer é deixar tudo isso para trás. Ela não quer seguir os passos de sua mãe e ficar presa na pequena ilha fazendo faxina para os ricos da cidade. Ainda mais agora, depois do que aconteceu com ela.
"- Por quê? São só pessoas se comportando mal.
- A maior parte da literatura é sobre pessoas se comportando mal, Cass." (pág.  207)
Acontece que assim como o Super-Homem ela tem sua Kriptonita: Cass. E tudo piora quando ele vem trabalhar na ilha como um faz-tudo durante o verão. E por mais que ela tente evitar, o caminho dos dois acaba sempre se esbarrando. E o Cass... Bom, o cara é carismático, é lindo, é apaixonante. Mais ainda quando começamos a ver o relacionamento entre ele e Emory - irmão da Gwen.

Emory rouba a cena cada vez que aparece... Ele é o irmão mais novo da Gwen e tem necessidades especiais. Embora não tenha sido diagnosticado como autista ou com alguma outra doença já mapeada, aos oito anos ele tem dificuldades em coisas básicas ao mesmo tempo que tem facilidade em coisas que deveriam ser difíceis. Seu jeito diferente é percebido facilmente, mas o Emory é apenas o Emory... E ele é encantador, me deixando com muitos sorrisos cada vez que aparecia.
"Ainda me lembro da Sra. Ellington observando a separação entre o mar e o céu durante a nossa entrevista, Nic, Viv e eu fazendo o mesmo na noite passada, e pela primeira vez me dou conta de que nenhum de nós está vendo a mesma coisa. Que todos os nossos horizontes terminam em lugares diferentes." (pág. 68)
Eu poderia falar muitas coisas sobre os personagens, falar mais sobre a Gwen, mais sobre o Cass e também sobre a Sra. Ellington. Poderia falar mais sobre todos os outros personagens secundários, mais sobre o enredo, mais sobre as situações... mas não vou. Prefiro deixar que vocês descubram os detalhes durante a leitura. Ao mesmo tempo, sinto que tudo o que eu vá escrever aqui não será suficiente - tanto que demorei para colocar a resenha no ar, e talvez demorasse ainda mais se não fosse o prazo do projeto Vamos ler juntos?. Sabe aqueles livros que mesmo sendo leves te tocam de um jeito que você não sente que está preparada para fazer uma postagem?


Quanto a diagramação a Valentina seguiu o mesmo estilo do livro anterior. Como vocês podem ver na foto acima, a capa está linda, dentro tem corações e fontes diferentes para os capítulos e primeiras palavras dos mesmos e o mais legal, a lateral - que é a parte que aparece na estante e que muitas vezes a gente nem dá bola na hora de comentar - super combina com o outro livro, o que me deixou ainda mais apaixonada.

Pensei que fosse verdade teve um começo lento para mim, e fiquei com a impressão de que isso é uma característica da autora, que vai ganhando o leitor aos poucos. Isso aconteceu comigo em Minha vida mora ao lado e eu não achei isso ruim, assim como não acho que isso seja um ponto negativo nesse. Muitas vezes a gente usa o termo lento para classificar livros que são um tanto maçantes, mas nesse caso, estou usando no sentido de que a narrativa foi me conquistando a cada página, devagar como uma água que está para ferver... quando menos esperava, estava completamente apaixonada pela história.
"- Hum. - Cass termina de enrolar o fio e o pendura entre o ombro e o cotovelo, realçando seu bíceps. Acho que está mais sarado do que antes. Viva a Aeróbica do Faz-Tudo. - Sou capaz de ir lá e dar uma canseira nele. Que tal, Gwen? Quer vir dar uma conferida na minha forma física?
E mostra as covinhas para mim. 
Ah, meu bom Deus.
Franzo o nariz, jogando os cabelos para trás.
-Não estou nem aí par a sua forma física.
- Ok - diz Cass. - Dá para notar." (pág. 141)
Mas vale ressaltar que se apaixonar por uma história não quer dizer que ela é toda colorida, linda e fofa. O livro aborda muitas coisas e mesmo sentindo a narrativa leve e gostosa de acompanhar, tem muitos sentimentos e reflexões que dá para sentir e fazer durante a leitura. Huntley fala sobre relações familiares - em uma família não tradicional e com uma criança com necessidades especiais - fala sobre auto-estima e sentimentos de vergonha, sobre classes sociais e suas diferenças e preconceitos existentes entre elas. E também fala da falta ou falha de comunicação principalmente naquela fase da vida em que você ainda não é um adulto mas também não é mais uma criança.
"Mas talvez... haja uma explicação além daquela que eu tinha certeza de ser a única verdade." (pág. 248)
E além disso tudo, também fala sobre o amor e como nem sempre ele é como um conto de fadas já que aqui não temos personagens perfeitos. Gwen tem uma reputação e está indecisa se segue seus planos para o futuro ou seu coração um tanto que partido. Cass é doce, mas tem suas falhas mesmo agindo com as melhores intenções. E os dois tem um passado, mas como superar e seguir em frente? E, embora o romance não seja o foco principal da história, confesso que foi ele que me ganhou de vez. A tensão que existe entre os dois, a relação que fica por muito tempo naquela coisa de 'morde e sopra' e todos os momentos fofos que acontecem me deixaram ainda mais apaixonada pela história.
"Enfim... eu te magoei. Você me magoou. Será que há alguma chance de a gente superar isso?" (pág. 254)
O livro também fala sobre perdão, sobre seguir em frente, sobre emoções que se misturam e turvam seus pensamentos, confundindo o que é real e o que você acha que é real.Só porque você está magoada, não quer dizer que você é a única que possa ter sofrido com uma mesma situação. É uma história que toca em temas complicados, e que fala de diversas coisas, mas tudo parece estar tão conectado e interligado na narrativa que o livro tem um tom leve, com aquele clima de verão que trás a promessa de que o futuro pode ser melhor - e pelo que vemos no final, ele será.

Com tantas coisas, o livro me fez sentir muito mais do que eu esperava. E o melhor de tudo é que ele nem precisou de dramas exagerados ou muitas voltas ou reviravoltas. A leitura tem um ritmo tranquilo e, embora eu preferisse saber qual foi o grande erro de Gwen um pouco mais cedo, a narrativa é de uma beleza tão envolvente que foi difícil não me encantar, não me apaixonar e não achar lindo. Pois muitas vezes a grande beleza está na soma de todos os detalhes (os bons, os maus e os feios) - e a Huntley fez a conta muito bem e conseguiu me encantar mais uma vez.

Como eu sou muito querida (sim, eu mesmo me elogio...rs), como me apaixonei por esse lindo livro e como é aniversário do blog, pensei... 
Que tal dar a chance a mais alguém de ter essa linda história na estante - e na lista de lidos desse ano???? 
Siiiiimmmmm!!!!


Quer ganhar um exemplar desse lindo livro? 
Olha que simples:
* Ter endereço de entrega em território nacional.
* Seguir o blog (ali do ladinho na sidebar)
* Comentar nessa postagem com o mesmo login que usou para seguir o blog e no final do comentário colocar #euquero para contabilizarmos a sua participação no sorteio. 

MAS ATENÇÃO: não vale comentários genéricos tipo 'participando' ou 'adorei a resenha' e essas coisas... Comente o que achou da resenha, ou o que espera do livro, ou qual a razão de você querer ler... Alguma coisa assim, deixe sua opinião nos comentários senão não iremos considerar, ok?
[Vale comentar até dia 30/09/2016 e o resultado sai aqui mesmo nessa postagem até dia 05/10/2016]

RESULTADO!!!!

Demorei mas aqui estou com o resultado da promoção.
Uma das regras era colocar no comentário #euquero então os comentários participantes foram:
01 - Elizete Silva
02 - Izabella Paggi
03 - Marcia Saltao
04 - Camila Fernandes
05 - Beth
06 - Juliane Santos
07 - Micheli Pegoraro
08 - Milena Soares
09 - Gislane Nascimento
10 - Ingrid Beatriz
11 - Paula Camargo
E o vencedor, escolhido pelo Random foi...
Parabéns Gislaine.
Aguardo os dados para envio do prêmio no amoreselivros@gmail.com

Obrigada a todos pela participação e pelos comentários =)

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

17 comentários

  1. Eu ainda não li nada da autora, mas acredito que o livro deve ser muito bom, a capa é linda! Adorei a resenha, a história dele parece ser ótima, por meio das citações consegui sentir um pouco da emoção do livro. Vontade de ler o mais rápido possível.

    #euquero

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li nada da autora, mas vontade não falta! Eu já tinha visto esse projeto em outros blog também e até fiquei interessada em participar mas não tinha o livro e acabei deixando de lado. Adorei a resenha, o livro com essa capa me chamou a atenção logo de cara, e também o diferencial nos texto da um toque ainda mais especial ao livro! Adorei saber que este aborda temas tão importantes alem do romance e estou bem curiosa para conferir! Abraços

    #euquero

    ResponderExcluir
  3. Não entendi bem: é uma segunda edição ou uma continuação? De qualquer forma, a história desse livro parece ser bem intensa, tanto no romance quanto nos assuntos abordados. Achei interessante essa coisa de leitura coletiva, nunca participei de nenhuma, mas parece ser bem divertida. Gostei bastante da proposta do livro, além de a capa ser bem bonita. Vou esperar pra saber um pouco mais e ver se entra pra minha wishlist.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eduarda... como comento no início da resenha, esse é o segundo livro da autora publicado pela editora, mas é livro único - assim como o Minha vida mora ao lado :)

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?
    Não conheço a escrita da autora, mas a premissa desse livro está muito interessante, envolvente mesmo! Gostaria de ler, pois fiquei bem motivada depois da sua resenha. E curiosa para saber o desenrolar dessa história. Beijos.

    #euquero

    ResponderExcluir
  5. Olha. Eu não vou mentir que quando se trata de ilhas praticamente desertas eu tenho o pé atrás. Não sei ao certo o motivo disso, mas é a verdade... Kkkkkkkkk E vou dizer, mas você conseguiu despertar o meu interesse e coloquei os dois pezinhos na areia da praia, querendo conhecer um pouco mais da história. Gosto de narrativas fluidas, leves, mas que mesmo assim ainda conseguem carregar conflitos e ensinamentos profundos. Isso em soma com a capa linda é motivo de sobra pra dar uma chance pra esse livro. Parabéns pela resenha. Estou adorando ler as suas opiniões e pensamentos sobre os livros...

    #euquero

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Você conseguiu me deixar bastante curiosa com este livro. Espero ter a chance de ler logo., pois estou ansiosa pra saber mais sobre esses personagens.
    Beijos.
    #euquero
    Elizabeth Machado de Salles seguidora

    ResponderExcluir
  7. Esse livro parece ser muito bom,nunca li nada na autora,mas ja me empolguei bastante com esse livro <3 Parabéns pelo blog
    #euquero

    ResponderExcluir
  8. Lica!
    O livro parece carregado de muitas reflexões e possivelmente a leitura fará com que pensemos ou repensemos e muito em algumas atitudes que devemos tomar.
    Gostei do projeto da editora.
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Oi Lica,
    Quero muito conhecer a escrita da Huntley Fitzpatrick, mas acho que vou acabar escolhendo Minha Vida Mora ao Lado para ler primeiro.
    Gostei muito de saber que esse livro não é apenas um romance de adolescente, mas que traz também, alguns pontos de reflexão. Amo quando os personagens secundários também são tão importantes, isso sempre deixa a leitura mais envolvente, e o Emory pelo jeito rouba muitas cenas.
    Com certeza vou querer ler esse livro.
    Beijos

    #euquero

    ResponderExcluir
  10. Estou doida pra ler esse livro, curto muito esse gênero, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história. #euquero

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Amei a resenha, ainda não li nenhum livro da autora, mas tenho muita vontade de ler, parece ser um livro leve, mas que nos prende, e é logico emocionante, espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito da resenha,fiquei muito curioso sobre a história,é bem interessante.Quero saber o que aconteceu com Gwen Castle, que erro foi esse que ela cometeu? E se ela consiguiu sair da ilha. Ansiosa para saber o desenrolar dessa história. #euquero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gislane.
      Você foi a vencedora da promoção =)
      Aguardamos seus dados no amoreselivros@gmail.com com os dados para envio do prêmio.
      Favor enviar e-mail até 21/10.
      Beijinhos,
      Lica

      Excluir
  13. Gostei da resenha, fiquei curiosa com a história do livro. Não conhecia a autora nem o livro que ela publicou anteriormente, mas acho que ela tem uma escrita boa. E adoro livros assim, que vão nos ganhando aos poucos, sem ser maçante. Já quero saber se a Gwen e o Cass dão certo e o que mais acontece no livro.

    Abraços :)

    #euquero

    ResponderExcluir
  14. Já tinha sobre o livro antes e achei muito diferente a historia com relação a maioria dos livros escritos até hoje, o livro é muito interessante para qualquer pessoa, com uma historia de superação, aceitar a vida como realmente é, enfim desde a primeira resenha que li me apaixonei de verdade.

    ResponderExcluir
  15. Editora Valentina sempre arrasa na diagramação!

    Eu adoro estes livros que não damos nada por eles e de repente eles te dão uma "surra" um choque de realidade, que faz você repensar sua vida! Tenho vários momentos que preciso de uns livros assim!

    #EuQuero

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras