Irresistível – Sylvia Day

23/06/2013

irresistivel_capaHá sete anos, na véspera de seu casamento, a recatada Jessica Sheffield presenciou uma cena de libertinagem que nenhuma jovem inocente poderia imaginar. Escandalizada, mas estranhamente excitada, ela guardou silêncio com respeito ao escandaloso Alistair Caulfield, e andou para o altar da igreja como esperavam. Mas durante anos de um casamento sereno e tedioso, a imagem de Caulfield ardeu em sua imaginação, alimentando seus sonhos mais ilícitos… Alistair fugiu para longe da tentação da recatada debutante com o fogo da paixão gravado em seus olhos…. até o Caribe. Agora um comerciante rico, ele pouco tem em comum com o jovem libertino que ela conheceu. Mas quando Jessica, recém enviuvada, sobe a bordo de seu barco para cruzar o oceano, somente algumas peças de seda controlam sete anos de prazeres reprimidos… e a certeza de que sucumbir consumirá a ambos…

“Era uma constatação chocante... Por anos a fio, havia desejado aquela mulher, só não percebera que, desde o início, a queria para sempre.” (pág. 118)

Não é segredo para os leitores do blog que adorei os dois primeiros livros da trilogia Crossfire e que adorei a escrita de Sylvia Day. Por esse motivo, não pensei duas vezes antes de colocar o livro na lista de desejados, assim como ele ‘furou’ a fila de leituras.

Minha primeira impressão do livro não foi das melhores. É que, de certa forma achei a história um pouco arrastada. Em um primeiro momento, acreditei que era por se tratar de um romance histórico – ainda li muito pouco nesse estilo – mas aos poucos fui vendo que mais coisas não se encaixavam.

Acontece que teve alguns erros de continuidade (para dar um exemplo uma hora Alistair está no quarto e logo depois ele retorna ao quarto que estava, sem ter saído...), além também de diálogos que simplesmente morrem e viram narração. Detalhes que me chamaram a atenção porque nada disso acontece em Crossfire, então pensei será que é erro mesmo da autora com o texto?

Eu estava a ponto de desistir do livro, porque estava realmente difícil de continuar uma história que estava me deixando confusa. Minha tristeza foi pesquisar sobre isso na internet e descobrir que a tradução “estragou” o livro. E ao que parece, a tradução aqui foi muito além de ‘editar’ o livro mutilando-o como em alguns casos. Há comentários de quem leu em inglês de que  inclusive existem partes na edição nacional que não existe no texto original.

“Quero que pense na nossa relação como algo ilimitado, infinito. Quero que dias como hoje se repitam, que passemos as noites juntos e acordemos abraçados. Isso não exclui necessariamente passeios no parque e festas de salão ao som de valsa.” (pág. 121)

Embora com uma leitura confusa, não desisti do livro e fui até o final. Sim, porque mesmo com os problemas citados acima a história é boa. Temos momentos doces, um pouco de problemas para dar um toque ao enredo e personagens com uma ótima química nas partes sensuais. Alistair é um homem forte, que reconhece seu passado imperfeito e que não tem medo de demonstrar o que sente. Jéssica é mais forte do que acredita e uma mulher muito inteligente. E os personagens secundários – Hester, Michael e até Regmont possuem seu charme.

Resumindo, eu não consigo ficar indiferente aos livros da Sylvia Day e apesar dos problemas citados gostei muito de ter lido. Acredito que teria me encantado muito mais se já fosse capaz de ler na versão original, em inglês e fico realmente triste em ver que o que foi feito com a obra. Todo o livro escrito por Sylvia Day e lançado por aqui com certeza estará em minha lista, porém confesso que irei pensar duas vezes antes de ler o próximo livro da editora.Lica

 

 

PS: Li em uma resenha no GoodReads que este livro foi uma inspiração para a Sylvia escrever a série Crossfire. Se parar para pensar, até que dá para ver uns traços de Gideon e Eva – mas a similaridade não é suficiente para fazer uma real comparação.

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

12 comentários

  1. Oi Lica, achei essa capa muito linda.E quando li a sinopse me encantei, mas fiquei com um pé atrás após saber que a edição detonou o livro. E o pessoal só fala de livros de banca.
    Os erros de continuidade são até aturáveis, mas acrescentar o que não existe não faz um pingo de sentido. =(
    Hum, sabe que não conheço essa editora? É bom me lembrar e evitar edições dela.

    ResponderExcluir
  2. e gosto dos livros da atora, espero ler esse logo e se der certo curtir xp

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada da autora, mas sempre ouço falar super bem dela. Nunca encontrei um livro com erros de continuidade. E simplesmente me espantei bastante quando vi isso escrito na sua resenha. Realmente não pega bem. Ainda mais quando se é muito fã da autora. Que bom que isso não te abateu e não deixou vc ficar indiferente aos livros da Autora. Como sempre...amei sua resenha.
    Bjokass

    ResponderExcluir
  4. Sabe Kelly, quando eu peguei alguns dos erros eu achei inacreditável que fossem da autora, tanto que quando terminei a leitura fui ler coisas a respeito do livro e em nenhum resenha que encontrei de quem leu em inglês viu isso... O que deixou claro que foi erro na tradução, infelizmente!

    ResponderExcluir
  5. Nossa que tristeza saber que houve problemas com a edição nacional. Mais ainda quando acontece com uma autora que a gente gosta muito - como parece ser seu caso com a Sylvia Day.
    Eu não curto muito históricos e com esses detalhes na tradução, eu passo!

    ResponderExcluir
  6. Sei lá se vale a pena ou não ler, mas pelo que já vi dele é um que não faz diferença se deixar de lado....
    E o trabalho nele pelo visto ficou meio tenso. Não é a primeira vez que vejo isso :S
    Até que é legal, espero gostar quando ler, mas vou ler por pura curiosidade mesmo....

    ResponderExcluir
  7. Que mancada que a editora deu, hein?!?! É de se ficar indignado com isso. Fora esse problema, tem a questão de falta de continuidade. Sinceramente, não sei se leria.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  8. Meu que mancada da editora. Fico até pensando se leio realmente o livro, porque ja não curto muito históricos =/

    ResponderExcluir
  9. Muito chato quando o livro é picotado, reeditado e fica uma coisa sem muito nexo :/ Quase desisto dos livros da Rachel Gibson por causa dos dois primeiros livros publicados pela Jardim dos Livros :P Não sabia que Irresistível é um romance histórico, isso me surpreendeu rsrs não li a série Crossfire e acho melhor começar por ela mesmo tsc tsc e não por Irresistível.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  10. Ainda vou ler esses livro, minhas colegas ja leram esse livro e falaram que é muito bom, a atora consegue fazer com que os leitores fiquem pressos a sua narrativa (palavras delas), bem espero ter os livros dessa autora logo.

    ResponderExcluir
  11. Não conheço a escrita da autora.
    Histórico com essa capa?! Pensei que era hot...
    Que horror a editora fez com a obra heim!!

    ResponderExcluir
  12. Não imaginei que fosse um livro histórico. Que chato o que a editora fez... bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras