A Filha do Apanhador de Demônios – Jana Oliver

22/03/2014

A filha do apanhador de demonios_capa.inddRiley Blackthorne precisa apenas de uma chance para provar do que é capaz. E é exatamente com isso que os demônios estão contando... Riley tem apenas dezessete anos e é a única filha de Paul Blackthorne, um lendário caçador de demônios. Ela sempre sonhou em seguir os passos do pai e, em tempos de crise econômica, e de Lúcifer infestando as grandes cidades com novos demônios, a Associação de Caçadores de Atlanta está aceitando toda ajuda possível, mesmo que seja de uma garota.
Quando ela não está fazendo o seu dever de casa, ou tentando disfarçar a queda que tem por Simon, outro aprendiz de caçador, Riley ajuda a proteger os assustados moradores da cidade das figuras demoníacas. Somente as de Nível Um, seguindo as regras do seu treinamento.
Sua vida caminha normalmente, na medida do possível para uma adolescente caçadora de demônios, até que um demônio de Nível Cinco trava uma batalha com Riley na biblioteca. Como se isso já não fosse ruim o bastante, sua vida ainda é abalada por uma terrível tragédia, colocando em risco todas as suas escolhas e levando Riley para um perigoso caminho. Com o mundo desabando ao seu redor, a quem ela poderá confiar sua vida? E o seu coração?

Eu demorei para dar atenção para A Filha do Apanhador de Demônios. É que a capa não me chamou a atenção quando a vi pela primeira vez, porém quando vi a capa de Ladrão de Almas – segundo livro da série – não tive como ficar indiferente e algo me dizia que precisava muito ler esse livro.

"O Inferno está vazio e todos os demônios estão lá."
William Shakespeare. (pág. 07)

A premissa do livro me lembrou muito Supernatural – embora aqui o alvo de caça são os demônios e essa caça não é as escondidas como na série. Riley deseja seguir os passos do pai e ser também uma caçadora de demônios, o que não agrada muito a Associação já que ela é uma menina. Acontece que durante a leitura eu achei que a própria Riley tem mais preconceitos por ser menina do que os outros com ela.

Quer dizer, sempre que alguém tenta dizer que algo é perigoso ela logo ataca dizendo algo como “é perigoso para uma menina” e não percebe que é realmente perigoso. Confesso que ela me irritou um pouco – ou muito não decidi ainda... Mas é tipo o Sam (de novo eu falando de Supernatural), eu adoro e odeio ele – mais adoro do que odeio.

E foi assim com a Riley. Teimosa e longe de ser perfeita, Riley toma várias decisões erradas pelo caminho, mas tem garra e tenta aprender com os erros. Gostei disso na história e gostei que Jana Oliver nos dá em alguns momentos a chance de ver a história pelos olhos de Beck.

"(...) Só tenha consciência de que vai ser um inferno pelas próximas semanas.
- Não pode ser pior do que agora.
A doutora gentilmente tirou uma mecha de cabelo do rosto de Riley.
- Você pode se surpreender, querida." (pág. 81)

Por falar em Beck... Eu gostei dele, adorei na verdade e entendo o por que ele toma certas atitudes. Ele é leal, protetor e fofo quando não está bancando o durão. Pena que a Riley não percebe isso. Ok, ela tem seus motivos e fiquei feliz em ver que o relacionamento dos dois melhora durante o passar das páginas.

Eu gostei do Simon como personagem, mas não acho que ele seja o par correto para Riley então nem vou falar muito dele. E como sou bem curiosa, espero saber mais sobre alguns personagens que passaram rapidamente pela narrativa.

"Depois de fazer o pedido, ele olhou para ela e sorriu. O resto do salão se apagou. Havia apenas ele, seus olhos azuis, e aquele cabelo incrível.
Algo havia mudado entre eles. O que quer que fosse, parecia certo." (pág. 198)

Não estou me aprofundando demais no enredo pois tenho medo de soltar algum spoiler... Porém preciso comentar que fiquei com muitas perguntas ao terminar o livro que gostaria de ter respondidas (e espero que estejam respondidas no próximo livro). Por exemplo... Tudo é caro demais, desde a água benta até a gasolina. Riley não tem nem dinheiro para pagar o aluguel mas anda de carro para tudo que é lugar... Todos sabem que tipo de cara Harper é e mesmo assim ele continua no comando – sem nenhuma justificativa de por que ninguém fez nada ainda. Espero que Ladrão de Almas traga as respostas que espero ;)

Jana Oliver apresenta um livro com demônios, caçadores, magia e seres humanos tentando conviver (e sobreviver) enquanto o mundo está prestes a desabar. Em uma montanha russa de emoções (com altos e baixos) A Filha do Apanhador de Demônios tem momentos intensos, diferentes e completamente fascinantes. Você pode até não gostar da Riley, mas se curte histórias sobrenaturais e está afim de ler algo diferente, aposto que vai gostar da história.Lica

 

 

             

Só para finalizar... Como eu falei ali em cima, não dei muita atenção para a capa em um primeiro momento, mas agora – depois da leitura – eu gosto dela (mesmo preferindo algumas outras versões como as abaixo...

demon trappers Oliver_Dämonenfängerin_Kampf_P11.pdf demon trappers 2

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

9 comentários

  1. Estou meio cansada de livros sobrenaturais, acho que li muitos um atrás do outro. Mas achei interessante esse e mais ainda o fato da mocinha não ser perfeita.
    :*

    ResponderExcluir
  2. muito , boa a resenha beijos
    Twitter : @livroazuis
    Blog: livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto desta história, e me faz lembra a série de Tv Angel, que também falava sobre caçadores de demônios. Achei a última capa a mais bonita de todas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Tenho que dizer que também não me agradei com a capa, não querendo desmerecer os livros brasileiros, mas a capa me lembrou um livro auto publicado com uma capa não muito trabalhada. Adoro Supernatural, rsrsrsrs, e sua resenha, junto com sua comparação, me fizeram ficar muito curiosa a respeito do livro, não esperava isso do livro, sinceramente, mas fiquei bastante curiosa, quero saber mais, por exemplo se tem romance - tem que ter né. Não sei se é, porque na resenha você não explicou muito, mas acho que Beck é o demônio né? Já vejo cheiro de romance proibido por aí...

    ResponderExcluir
  5. eu não gostei desta capa, aliás, por ela eu nem iria ler o livro. Ainda bem que temos as resenhas...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Oi Sabrina...
    Os demônios não são bonzinhos não, e são todos comparáveis a criaturas horrorosas e até nojentas em alguns casos...rs Nada de relacionamento entre caçador e caça. Mas tem um romance sim.
    Já o Beck é um caçador também :)
    Beijinhos, Lica

    ResponderExcluir
  7. Nunca havia ouvido sobre esse livro e agora já estou louca para ler.
    Parece ser fantástico e cheio de ação, amo livros assim.
    E você falou que tem mágica, preciso agora desse livro kkkk
    Bjokas

    ResponderExcluir
  8. Ganhei ele de presente e pelo título eu esperava algo com mais terror. Fiquei contente em ver os demônios feios e nojentos, sem escrúpulos. Me irritei um pouco com a Riley, mas gostei do livro e quero ler a sequencia logo.

    ResponderExcluir
  9. Oi alguem pode de manda os livros por favor
    Elizabethmiranda214@gmail.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras