Uma prova de amor - Emily Giffin

18/03/2014

Primeiro vem o amor, depois vem o casamento e depois… os filhos. Não é assim? Não para Claudia Parr. A bem-sucedida editora de Nova York não pretende ser mãe, e até desistiu de encontrar alguém que aceite esta sua escolha, mas, então, ela conhece Ben. O amor dos dois parece ideal. Ben é o marido perfeito: amoroso, companheiro e - assim como Claudia - também não quer crianças. No entanto, o inesperado acontece: um dos dois muda de ideia a respeito dos filhos. E, agora, o que será do casamento dos sonhos? Uma Prova de Amor é um livro divertido e honesto sobre o que acontece ao casal perfeito quando, de repente, os compromissos assumidos já não servem mais. Contudo, é também uma história sobre como as coisas mudam, sobre o que é mais importante, sobre decisões e, especialmente, sobre até onde se pode ir por amor.


Fui apresentada à leitura de Emily Giffin por uma amiga que gosto muito. Ela disse que eu me apaixonaria pela história, mas confesso, que não foi bem assim. Acho que quando lemos o livro, temos muito que considerar o momento que estamos passando na vida. Quando comecei a ler, me identifiquei com Claudia, uma mulher muito bem sucedida profissionalmente, e agora, emocionalmente também.

Claudia vai na contra-mão do que pensa a sociedade: que devemos namorar, nos casar e ter filhos. Claudia, não tem o desejo de ser mãe, e vários são os motivos dela, motivos esses que eu também considerava na época.

A grande reviravolta, acontece quando tudo está indo maravilhosamente, e seu então marido, Ben, decide que talvez, os dois deveriam ter, sim, filhos. É claro que há uma mistura de sentimentos do casal, em especial da nossa protagonista. Claro que ela sente-se traída pela pessoa em que mais confia e que mais ama no mundo. Nessa hora, o leitor chega a ficar com raiva de Ben, que até então, parecia ter salvo a vida de Claudia.

Muitas coisas acontecem até o final do livro, obviamente. A trama vai se desenrolando, de modo que o leitor vai se envolvendo com o problema dos protagonistas, mas confesso, nos deixa bastante em cima do muro quanto a formar uma opinião.

Devo avisar que o romance é meio batido, mas de toda forma, Emily escreve bem. Usa um vocabulário no tom certo para todo tipo de situação. Recomendo essa leitura pra quem estiver numa fase em que está analisando o casamento.

Até a próxima pessoal!

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

6 comentários

  1. Adorei a crítica do livro, parabéns! Ricardo Brandes

    ResponderExcluir
  2. Já li alguns livros da Emily mas esse ainda não tive a chance. Não sei se seria a minha fase de leitura, mas gosto da autora então ele está na lista.
    :*

    ResponderExcluir
  3. Oi Fabi. Eu nunca li nada da autora, tenho até um outro livro dela - Ame o que é seu, mas ainda não comecei a ler. Os romances dela parecem ser realmente meio "batidos", mas ela é muito elogiada pela sua escrita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha, mas tenho que confessar que só pela sinopse não leria o livro, poderia até me arrepender, mas acho que não. Nunca li nada da autora, mas esse tipo de romance/drama não faz muito meu gênero e no momento eu estou meio que em uma onda mais de NA e YA, quem sabe mais no futuro.

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto muito da forma como a autora escreve. Uma pena que mesmo tendo o livro ainda não o li.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. HAHA não sou casada (e estou bem longe de ser), mas estou com esse livro aqui e ele será uma das minhas próximas leituras.
    Bjokas

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras