As Violetas de Março - Sarah Jio

31/03/2014

Olá Leitores!

Março já está no fim e nada melhor do fechar com um livro que carrega o nome do mês no título.

Sinopse: "Qualquer pessoa que já tenha perdido um amor vai se encantar com este livro. - Sarah JioEmily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio. Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta. 
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.
As Violetas de Março é um romance sobre a força do amor, sobre as peças que o destino prega e sobre como podemos ser felizes mesmo quando tudo parece conspirar contra a felicidade.


A primeira coisa com a qual me identifiquei foi o diário. Eu escrevi todos os dias durante nove anos. Alguns diários eu ainda guardo. Outros eu joguei fora ou queimei, e sempre me pergunto como seria se alguém os encontrasse daqui uns 100 anos o que acharia deles. Emily encontra um e ele conversa com ela quase como que dando respostas pra suas dores em alguns momentos.

Como toda história que fala de amor e perda, recomeços e recaídas, é como se a personagem pudesse ser uma vizinha, uma amiga, uma parente ou até mesmo parte de nós. Emily é palpável e podemos enxerga-la como alguém que existe. Tem dúvidas como qualquer um de nós e problemas que parecem insolúveis. A autora consegue captar aquele quê universal, onde qualquer um que lê este livro de identifica de alguma forma, sendo pelas experiências pessoais ou por alguém que conheça. É estranho, mas, pelo menos para mim, é um estranho bom.

Cada autor que coloca as mazelas do dia a dia com carinho e cuidado, conversa com seu leitor e nem precisa ser em romances. Acredito que isso pode acontecer com qualquer gênero literário. Neste caso, um romance conseguiu me conquistar e conversar comigo de forma verdadeira e me emocionar muito.
Não será aquele livro de cabeceira, nem o mais comentado quando eu conversar sobre livros, mas ele será lembrado por muito tempo e vou recomendar a leitura. Assim como estou fazendo agora...

A julgar pela sinopse, a gente tende a imaginar que não haverá muita coisa pra ser revelada na trama. A sinopse é detalhada mas não conta a parte emocionante. Nem estou revoltada com isso, pois apesar de grande e cheia de detalhes a sinopse não dá spoiler! Coisa rara hoje em dia, ein?

Concisa, a autora contou uma história bonita, quase real, em termos atuais, sem muito açúcar, sobre o amor. Existe muitos livros que colocam o amor como algo a ser provado (prova de amor), mas Jio escreveu sobre um amor que nos toca não porque ele é ideal, não porque ele é lindo e todo mundo deseja aquela perfeição, mas sim porque o amor que ela no apresenta está ai, é só a gente ver.

Um livro gostoso de ler, sem enrolação, sem falsas esperanças, sem perfeição demasiada, um livro com a quantidade de página que deve ter e que consegue contar o que você precisa saber pra se envolver.

Vale a pena a leitura.

Até a próxima. Espero que tenham gostado da dica de hoje e fico aguardando seu comentário.

Abraços.


Que tal conferir também...

5 comentários

  1. Já tinha ouvido falar do livro.
    A sinopse não me conquistou muito, não. Mas, pela sua resenha, parece ser uma boa leitura.
    Fiquei curiosa.
    Bjokas
    nerdworldofgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Gisele. Achei muito legal sua resenha. Eu gosto de livros mais realistas, que apresentam a história e o amor como algo menos dramático, e mais simples.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto esse livro a muito tempo,mas nunca tive curiosidade de ler, e agora confesso que me surpreendi, acho lindo livros de romance que tem como um antigo diário seu plano de fundo, fiquei muito curiosa, nuca consegui escrever um, sempre tive preguiça, e esse livro parece ser encantador.

    ResponderExcluir
  5. Espero tirar as próprias conclusões sobre o livro. Ganhei num sorteio e estou esperando chegar em casa *O*
    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso Top Comentarista

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras