Desejo à Meia-Noite - Lisa Kleypas

24/03/2014

Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos – uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos.
Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos.
Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?

O primeiro volume da série dos Hathaways conta sobre Amelia, segunda mais velha da família, e Cam Rohan – um Rom, cigano. Cam tem uma maldição de boa sorte, quanto menos dinheiro ele quer mais dinheiro ele ganha, muito diferente de Amelia e sua família que começa a passar por dificuldades após a morte dos pais.

Com um irmão que passa mais tempo bêbado que sóbrio, Amelia tem que cuidar das irmãs mais novas e da casa sozinha. Tendo ainda que lidar com uma decepção amorosa. Quando conhece Cam, ela está procurando por seu irmão e ele a ajuda. Logo que ele a vê sabe que ela é “confusão”, sabe que não deve quere ficar com ela, mas digamos que ele não consegue ficar longe.
A família Hathaway se muda para o campo, Amelia pensa que nunca mais vai encontrar Cam novamente, mas é ai que ela se engana, pois ele vai para o mesmo lugar que ela e então as coisas começam a esquentar.
“ Ela sentiu um pequeno choque percorrer por seu corpo quando seus olhos se encontraram.” (pág. 13)
Essa é a primeira troca de olhares entre eles, logo depois ele é um tanto quanto rude com ela. Porém Amelia é determinada, enquanto não consegue o que quer ela não desiste e é dessa forma que Cam passa a ajudar a encontrar Leo, irmão mais velho dela.
“Era obvio que a Srta. Hathaway tinha uma segurança inabalável em sua própria habilidade para organizar e administrar tudo que a cercava. A reação habitual de Cam para esse tipo de mulher era se afastar correndo. Mas assim que fitara seus belos olhos azuis e vira a minúscula ruga de determinação formada entre eles, sentira uma compulsão profana de agarrá-la, levá-la para algum lugar e fazer algo não muito civilizado. Talvez até uma barbaridade.” (pág. 18)
Essa é a versão do Cam sobre o primeiro olhar que eles trocaram, ele se sente atraído por ela, mas ao mesmo tempo não quer se sentir, ele fica um tanto confuso, mas ajuda Amelia no que ela precisa.
“- Há muito agrião, por aqui, não é? Ouvi dizer que dá uma boa salada ou molho.
(...) - E também é um afrodisíaco potente. Especialmente para as mulheres.” (pág. 53)
Essa parte é muito engraçada, Cam e Amelia estão andando de volta para Ramsey House, quando ela passa por um monte de agrião e ele faz esse comentário, ri muito com isso.
“- Não, não espero me casar.” (pág 63)
Amelia diz isso pois teve uma decepção muito grande com o homem a qual amava. Mas ela não admite, por isso diz que não pode casar pois tem que cuidar da família.
“- Droga, por que você precisa ser tão teimosa?
- Não estou sendo teimosa. Só não quero nada de você. E você merece encontrar a liberdade da qual foi privado há tanto tempo.
- Está preocupada com minha liberdade ou com medo de admitir que precisa de alguém?” (pág. 145)
Amelia sendo Amelia, teimosa e determinada, se recusa a ser ajudada por Cam novamente.
“Os rons acreditam que se deve seguir o chamado da estrada e nunca voltar atrás. Pois nunca se sabe das aventuras que estão por vir.” (pág. 148)
Essa parte é onde Cam se declara para a Amelia, do jeito dele é claro. No meu ponto de vista ele está se referindo a ficar com ela independente do que aconteça. Eu achei bem fofa a forma que ele disse isso a ela.
Encantei-me com os personagens, todos me cativaram de alguma forma, me fizeram rir, em alguns breves momentos quase chorar. 

Mas o que realmente me emocionou foi a forma com que Amelia cuida de suas irmãs e irmão, com determinação, carinho e amor. Ela ama sua família acima de tudo. Como todo bom romance há intrigas e relutância de algumas partes . Foi muito bom e emocionante do começo ao fim, adorei.

Criado em 2010, o Amores e Livros é um espaço feito para dividir os nossos amores pelos livros, filmes, séries e alguns outros vícios mais do que saudáveis! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

6 comentários

  1. Já ouvi ótimos comentários sobre este cigano... rsrs Sou bem curiosa pra ler esta série, as capas são uma mais linda que a outra...
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Lalyn, estou acompanhando as resenhas desta série e tenho achado os livros bem legais. Sem contar que as capas estão bem bonitas.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Essa capa é tão linda que antes de ler a sinopse eu já queria o livro.
    Depois da resenha então, fiquei desesperada.
    Preciso muito desse livro.
    Nunca li nada que se pareça com esse livro.
    Bjokas
    nerdworldofgirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gente, sou louca por romances históricos, e quando a Arqueiro começou a publicação dessa série aqui eu fiquei muito animada, porque até hoje só havia lido romance de banca do gênero. Fiquei super animada com mais uma resenha positiva da série, só me fez querer ler mais, acho que o Cam é um ótimo partido, rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Eu sou apaixonada pelas capas dessa série. É uma mais linda que a outra. Infelizmente ainda não li, mas adorei sua resenha e é um motivo a mais para colocar na lista.

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro os livros da Lisa Kleypas, são viciantes.
    Gostei da resenha :)

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras