O caminho para casa – Kristin Hannah

15/02/2013

Durante 18 anos, Jude pôs as necessidades dos filhos caminho para casaem primeiro lugar, e o resultado disso é que seus gêmeos, Mia e Zach, são adolescentes felizes. Quando Lexi começa a estudar no mesmo colégio que eles, ninguém em Pine Island é mais receptivo que Jude. Lexi, uma menina com um passado de sofrimento, criada em lares adotivos temporários, rapidamente se torna a melhor amiga de Mia. E, quando Zach se apaixona por ela, os três se tornam companheiros inseparáveis.
Jude sempre fez o possível para que os filhos não se metessem em encrenca, mas o último ano do ensino médio, com suas festas e descobertas, é uma verdadeira provação. Toda vez que Mia e Zach saem de casa, ela não consegue deixar de se preocupar.
Em uma noite de verão, seus piores pesadelos se concretizam.
Então a vida dá uma guinada, levando os personagens a viver sentimentos intensos – amor e ódio, culpa e perdão – que qualquer um de nós poderia experimentar. Uma decisão muda seus destinos, e cada um deles terá que enfrentar as consequências – e encontrar um jeito de esquecer ou a coragem para perdoar.
O caminho para casa aborda questões profundas sobre maternidade, identidade, amor e perdão. Comovente, transmite com perfeição e delicadeza tanto a dor da perda quanto o poder da esperança.

image

Eu não sei se vou conseguir fazer uma postagem coerente e descente desse livro. No fundo eu não me sinto preparada para escrever uma resenha à altura do que ele merece. Após a leitura, eu fiquei com a sensação de que nada que eu tente falar será suficiente para mostrar o quão especial achei a história O caminho para casa.

“ – Desculpe-me por demorar tanto para chegar até aqui. Eu… me perdi – disse ela finalmente.” (pág. 351)

O caso é que eu poderia ficar horas tentando escrever sobre o livro e mesmo assim não conseguiria colocar em palavras todos os meus sentimentos. E eu não quero ser superficial demais e contar mais detalhes do enredo por acreditar que a sinopse acima já trás as informações suficientes para iniciar a leitura, então vou somente falar dos meus sentimentos.

Confesso que demorei muito mais do que o planejado para tirar o livro da estante e iniciar a leitura. Fiquei protelando porque alguma coisa me dizia que eu iria sofrer e eu não me sentia preparada. E quando eu acreditei que a história seria simples, O caminho para casa me pegou desprevenida com a quantidade de coisas que me fez sentir e pensar.

"Uma sensação curiosa tomou conta de Lexi. Era como o leve bater de asas de passarinho, uma emoção tão estranha que ela não a reconheceu de imediato.
Esperança." (pág. 15)

Eu tive vários tipos de sentimentos durante a leitura do livro... Raiva, compaixão, alegria, carinho, tristeza e esperança foram tomando conta de mim, enquanto as páginas iam passando sem que eu percebesse o tempo ao meu redor.

Kristin Hannah conta tão bem a história e constrói tão bem as personagens que os sentimentos não conseguem ser únicos, rasos e do início ao fim o mesmo. Para explicar um pouco melhor, mesmo tendo um certo ódio de Jude e não concordar com muitas coisas que ela fazia, foi quase impossível não se aproximar um pouco dela e sofrer junto diante de alguns acontecimentos. E quando a gente odeia alguém, a gente quer mais que ele sofra não é? Mas eu me peguei sofrendo junto e não querendo um final ruim para ela. Deu para entender a contradição de sentimentos?

“Em um mar de lamentação, havia ilhas de bênçãos, instantes no tempo que nos lembravam do que ainda tínhamos, em vez de tudo o que tínhamos perdido.” (pág. 142)

E como se não bastasse uma ótima narrativa e as páginas serem  carregadas de emoção, a autora tem um toque incrível de poesia que me fez ficar apaixonada. Me pergunto quando terei em mãos mais um de seus livros para ler…

“Eles se lembrarão daquela noite, há tanto tempo, quando a chuva se transformou em cinzas…” (pág. 7)

Eu cheguei ao fim da leitura pensando em como as vezes deixamos escapar coisas importantes da nossa mão sem perceber, em quantas coisas ignoramos pelo caminho e que no final nos fazem a maior falta… Mas o que realmente me ‘pegou de jeito’ foi como uma decisão boba, em um minuto de bobeira, pode ter consequências devastadoras e que iremos carregar pelo resto da vida. Gosto de livros assim. Gosto de livros que mexem comigo, que bagunçam meus sentimentos e me fazem pensar e repensar vários detalhes do meu dia-a-dia. E no fim, sinto que foi um verdadeiro presente a leitura de O Caminho para Casa.Lica

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

21 comentários

  1. Deixamos escapar inúmeras coisas essenciais: o nascer do sol, um jardim de inverno, um animal pulando, um beijo jogado. Um livro não é diferente, o grande problema é quando temos o livro e ele hiberna em nossa estante. Daí quando finalmente o pegamos vem à mente: por que demorei tanto pra ler esta preciosidade? Acho que este livro é o caso em questão. Não se sinta sem palavras, você conseguiu nos passar toda a sutileza e a imensa gama de sentimentos que a invadiu. Bela resenha!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Rodolfo.
    Pelas palavras e por esse belo comentário.
    =*
    Lica

    ResponderExcluir
  3. Você expressou exatamente como eu me sinto ao ler um livro tão bom. Fico com medo de contar demais e de não fazer justiça à tudo que ele merece. Só me fez ter mais vontade de ler esse livro :)

    beijo!
    Letícia - Céu de Letras

    ResponderExcluir
  4. O livro parece tão cheio de emoções e sentimentos que eu tenho certeza que vou gostar de ler.

    ResponderExcluir
  5. Eu estou numa fase em que tenho fugido de temas assim, que me fazem pensar, mas não posso deixar de concordar que deixamos a vida passar muitas vezes sem perceber e deixamos de lado o que realmente importa. Quando estiver num momento melhor, talvez pegue a história para ler.

    ResponderExcluir
  6. Lindas palavras e ficou parecendo que o livro é tão lindo quanto sua resenha =)
    Me deixou com vontade de ler, mesmo querendo fugir de livros com tanta emoção...

    ResponderExcluir
  7. Esse é um livro pra refletir. Confesso que as vezes tenho medo de ler livros desse tipo. Eu prefiro livros YA, romance, sobrenatural, mas isso não quer dizer que não leio esse tipo de leitura. Achei o livro muito interessante, a premissa legal, e o enredo deve ser ótimo. Esse misto de emoções que você descreve só faz agente querer ler e ler até chegar a última página e assim podermos realmente pensar e refletir sobre tudo lido.

    ResponderExcluir
  8. Só pela capa eu já colocaria esse livro na lista, depois de ler sua resenha tive a certeza de que preciso do livro aqui em casa, e logo!

    E realmente a gente deixa passar tanta coisa, né? Que bom que com esse livro não foi assim, e tenho certeza de que não deixarei escapar esse livro de minha lista de leituras =)

    ResponderExcluir
  9. Eu também fiquei assim encantada como você com a leitura desse livro. E acredito que você diz tudo quando comenta que a leitura foi um presente. O livro é muito lindo!!!

    ResponderExcluir
  10. Esse não é o meu tipo de leitura, mas acredito que tenha sido uma leitura muito profunda. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  11. Ah, esses minutos de bobeira que mudam o rumo da vida...esses eu conheço bastante. Tenho o livro mas nem pensava em le-lo nesse ano. Estou cheia de leituras para por em dia. Mas agora com certeza vou colocar ele na lista de leitura,acho que vou gostar mto. Bjkss

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha, engraçado que pensamos que pequenas coisas não podem causar grandes consequências, ledo engano.
    A capa é linda e só vejo boas resenhas sobre ele, quero muito conferir.

    ResponderExcluir
  13. Nossa deve ser lindo o livro, sempre gostei da capa, mas nunca me aventurei a adquiri-lo mas agora vou com toda a certeza.

    Se a resenha já foi emocionante, imagina o livro.

    ResponderExcluir
  14. Concordo com quem disse que não está em sintonia com este tipo de livro atualmente; é o meu caso ;-)
    Felizmente eu sempre dou valor aos pequenos momentos e procuro aproveitar cada um deles o máximo possível.
    Bj, Aris.

    ResponderExcluir
  15. A primeira vista esse não é meu tipo de leitura de jeito nenhum, é o tipo que eu fujo mesmo...
    Mas você falou com tanto "carinho" do livro que eu fico pensando se eu conseguiria le-lo se fosse desafiada ou ganhasse...
    Eu queria um comentário com spoilers (para entender melhor sobre o livro heheh)

    ResponderExcluir
  16. Nossa...você colocou tanta emoção na resenha que eu acho que necessito ler esse livro. É sempre bom nos lembrarmos sempre de olhar as pequenas coisas do dia a dia porque como você mesmo disse: "no final nos fazem a maior falta…"

    ResponderExcluir
  17. Realmente a sinopse já diz o que a gente vai encontrar nas páginas desse livro. Confesso que não é o tipo de leitura que gosto, mas acho que vale a pena dar uma conferida, pois me parece ser um daqueles que realmente mexe muito com nossos sentimentos. Atualmente não estou em um momento pra esse tipo de leitura, mas quando estiver pronto, lerei, com certeza!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  18. Adorei sua resenha sobre o livro.
    Gosto de livros assim que nos fazem pensar e repensar em nossas atitudes, que nos deixam num turbilhão de emoções..

    ResponderExcluir
  19. Emocionante sua resenha. O livro deve ser realmente lindo.
    Me lembrou o estilo do Sparks, estou certa?
    E a capa é muito linda.
    Fiquei curiosa! Tá na lista!
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Eu tenho medo de livros desse tipo.
    Medo de ficar desidratada de tanto chorar.
    Medo de cair em ressaca literária depois, não querendo ler outro.
    Mesmo assim, não resisto a livros com uma história emocionante.
    Sem contar que a capa é linda!

    ResponderExcluir
  21. Já ouvi muitos comentários em relação ao livro, estou ansiosa para lê-lo e ler sua resenha só me deixou mais curiosa.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras