O Inferno de Gabriel – Sylvain Reynard

26/02/2013

A salvação de um homem. capa_inferno_gabriel.inddO despertar da sexualidade de uma mulher.

Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites.
O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados.
Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante – um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer.
Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir.
Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível.

Se você quiser saber um pouquinho mais do enredo da história – sem spoilers – basta clicar aqui e ler a pequena sinopse no site da editora, que está perfeita!!! Você também pode ler um trecho do livro aqui.

100_2767

 

Antes de começar a falar minhas impressões, quero agradecer a Isabella por ter me enviado o kit lindo que a Editora Arqueiro montou para o livro. O kit vem com caixinha, marcadores, bottom e um pendrive em formato de cartão com material de divulgação. Amei muito!!! Obrigada Isabella!!!

 

Marcador Inferno de Gabriel_verso

A um tempo atrás, antes mesmo da divulgação do lançamento pela Arqueiro eu ouvi falar do livro. Não lembro exatamente quando e quem, mas li que a pessoa tinha lido o livro em inglês e se encantado com todas as nuances da história. Os comentários foram tão encantadoramente simples que me deixaram super curiosa para ler o livro, então imaginem minha empolgação quando soube que o lançamento estava próximo e que logo poderia ler o livro em minhas mãos.

Com a empolgação e curiosidade lá nas alturas, uma semana antes de receber o livro, fiquei sabendo de um detalhe que me “murchou” um pouco. Não sou de julgar antes de ler, mas confesso que saber que o livro surgiu de uma fanfic de Twilight me deixou bastante preocupada (não é segredo que abandonei 50 tons) e minhas expectativas caíram consideravelmente. Agora, ao terminar o livro, tenho a impressão de que seu impacto em mim foi devido ao esperar muito pouco.

Eu me encantei com a história de Gabriel e Julia.  Fui fisgada pela história de tal forma que devorei as 500 páginas rapidamente. No final, eu fiquei com uma sensação de querer mais, de querer saber o que aconteceria a partir dali. Sabe aquela sensação de que o livro vai ficar por um bom tempo na cabeça e será difícil começar outro? Terminei O Inferno de Gabriel suspirando e querendo muito que Julho chegue logo para que Gabriel’s Rapture esteja em minhas mãos.

"Mas, aninhada nos braços de Gabriel na noite anterior, uma onda de emoção a tinha dominado, e todas suas frágeis defesas foram arrastadas para o mar como um castelo de areia. O amor que sentia por ele continuava ali, uma pequena chama que ardia de tal forma que nem toda a agua do oceano conseguiria apagar." (pág. 263)

Mas, não. O livro não é perfeito. Tem várias momentos previsíveis e de comparação (tanto com Twilight quanto com 50 tons).  Algumas coisas ficam superficiais em alguns momentos e dando a ligeira impressão de que não foram bem amarradas. Algumas posturas da Julia me irritaram profundamente. Sabe aquela coisa da Bella e da Ana caírem o tempo todo? Então… Julia tem problemas em segurar os copos…rs Além, claro de momentos de infantilidades, crises desnecessárias de choro e seus dramas infinitos – tudo isso em uma mulher de 23 anos. E para completar, Julia também tem problemas para aceitar presentes.

" Julia nunca se perguntava por que coisas ruins aconteciam com pessoas boas, pois já sabia a resposta: coisas ruins aconteciam com todo mundo. Não que isso servisse de desculpa ou justificativa para fazer mal a outro ser humano. Ainda assim, todos tinham uma experiência em comum: a do sofrimento. Ninguém deixava este mundo sem verter uma lágrima, sentir dor ou navegar pelos mares da tristeza. Por que a vida dela seria diferente?" (pág. 186)

Outra coisa que não entendi direito foi Paul… Essa coisa de devoção instantânea e “querer fazer tudo” por alguém que conhece a algumas horas não entra na minha cabeça. Junto com tudo isso, ainda tem alguns momentos arrastados em que tudo o que eu queria era que passasse logo para saber o que iria acontecer depois. Teve um pouco de excessos no livro, de vários tipos. E olha que eu nem mencionei toda a culpa e a auto depreciação presentes no casal.

"- O pecado não pode ser atraído para um ser humano, professor. É o contrário.
- Não no meu caso. O pecado parece me encontrar até quando não estou procurando por ele. E não sou muito bom em resistir tentações." (pág. 56)

Se você chegou até aqui deve estar se perguntando como eu posso ter gostado do livro depois de apontar tanta coisa negativa. Só para ficar claro, sim eu gostei do livro. Gostei muito! Mesmo com todos os pontos negativos, não consegui ficar indiferente. Não teve como não ficar apaixonada. É aquela velha história de que tudo na vida tem dois lados, e eu me apaixonei pelo livro inclusive com seus defeitos.

“- O que você está fazendo? - perguntou ela.
- Estou alimentando o desejo, Julianne. Agora me diga o que quer. Você está corada, seu coração está acelerado e consigo ouvir sua respiração. O que você deseja? - Ele voltou a aninhar seu rosto nas mãos e aproximou a boca da dela.
Perto, mas ainda sem tocá-la.
-Quero beijar você - sussurrou ela.
Ele sorriu.
- Também quero.
Ela esperou. Mesmo assim, ele não se mexeu.
- Julianne - chamou ele.
Ela abriu os olhos.
- Venha pegar o que quer.
Ela respirou fundo, com força.
- Se você nunca der o primeiro passo, vou concluir que não me deseja. Que estou sendo exigente demais. Depois de uma noite como esta, você deveria ser a única pessoa a exigir algo.” (pág. 324)

O livro tem um toque muito grande de poesia. Tem um romantismo que escorre pelas páginas, mesmo estando muito presente a sensualidade. É encantador como a história vai se mostrando muito mais sensual do que erótica. O amor entre Julia e Gabriel é uma viagem da escuridão para a luz, do Inferno para o Paraíso. E o romance descrito no livro é tão meloso e doce que acho quase impossível ter sido escrito por um homem. É tão doce que beira o enjoo e já vi muitos comentários ruins por ser ‘doce demais’. Não que eu tenha achado ruim todo esse mar de açúcar, mas vale lembrar que eu sou uma romântica sonhadora, daquelas que ficam suspirando pelos cantos em alguns momentos…rs

"Estar sem você, Julianne, é como suportar uma eterna noite sem estrelas." (pág. 328)

Vale comentar que o livro vem recheado de citações literárias e muitas referências de músicas, obras clássicas, pinturas, esculturas, lugares, Shakespeare e um grande vocabulário italiano. Tudo deixa a leitura muito mais interessante. Embora muitas coisas fizessem sentido para mim (mesmo fazendo muito tempo que li A Divina Comédia e tive aula de história da arte e do teatro), não acho que as referências façam com que quem não as conheça fiquem perdidos.

"- Não quero parecer... como São Francisco de Assis nem nada assim, mas qualquer um pode gritar palavrões. Por que eu deveria ser como ela? Por que não pensar que às vezes, só às vezes, o mal pode ser vencido com o silencio? E deixar que as pessoas ouçam quanto são odiosas com seus próprios ouvidos, sem nenhuma distração. Talvez, às vezes, a bondade baste para expor o mal como ele realmente é. Em vez de tentarmos impedi-lo fazendo mais mal ainda." (pág. 128)

Encantada e fascinada. É assim que me sinto. Mais do que somente uma história de amor, O Inferno de Gabriel fala sobre medos, confiança, desespero, redenção e reparação de pecados. É um livro para ser lido com o coração. É um livro que vai ficar por muito tempo em meu coração.Lica

 

 

Curiosidades:

Muitas referências são feitas no livro e queria dividir algumas coisas com vocês. Uma delas é o quadro de Henry Holiday, Dante e Beatriz (Dante meets Beatrice at Ponte Santa Trinita):

 tumblr_mbq0z08kCr1rixm4vo1_500

Uma citação que me deixou com um sorriso bobo foi do poema nalgum lugar em que nunca estive, de e. e. cummings. Eu conheci esse poema através de uma canção do Zeca Baleiro, que é a minha preferida do cantor e pensei em deixar para quem quiser conhecer o poema e canção:

Entre várias músicas citadas, o título de uma delas me chamou a atenção e, curiosa que sou, fui buscar a letra. Lying in the hands of God. Me apaixonei pela música. Me apaixonei pela letra. Seria muito egoísmo não dividir ela.

Eu adorei a capa nacional. Para mim é perfeita. Mas achei outras edições e quis dividi-las com vocês, olhem só:

10140661  16136474  16138074

17184466  17336752  5415239312_699a8d98a3

E a Editora Arqueiro já divulgou que o segundo livro, O Julgamento de Gabriel será lançado em julho. E eu estou contando os dias!!!!

Brazilian copies of GI GR

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

39 comentários

  1. Licaaaaaaaaaaaaa, não vou te matar não... hehehe O livro foi realmente perfeito para mim... A Julia muitas me stressou também, mas não cheguei a comparar com Ana e Bella. Achei ela muito melhor que elas. Várias coisas são previsíveis e até clichês, mas é como vc falou... Não tem como não amar... E acho que o fato de a Julia não gostar de aceitar presentes é pelo fato de ele ser professor, esnobe no início... E de ela talvez não curtir dever favores a alguém. Gostei da resenha! Bem argumentados qualidade e supostos defeitos!

    ResponderExcluir
  2. Essa é a segunda resenha desse livro que leio hoje, e incrivelmente todas duas são ótimas. Incrível não, acho que o livro em si já é bom, então dizer que todas duas foram incríveis não é uma surpresa (acho que isso ficou meio confuso, mas deu pra entender). O livro parece ser ótimo, e confesso que antes de ler a sinopse ou saber do que se tratava eu tinha uma ideia totalmente diferente do livro, acho que suas semelhanças com 50 tons vão me fazer gostar, porque eu adoro a trilogia. Claro tem as semelhanças irritante, que você mencionou, mas isso agente deixa a parte, comparado a grandiosidade do livro!

    ResponderExcluir
  3. Mais uma leitura hot que está muito na moda, e ainda não tive interesse nenhum de ler algum para estrear.
    Acho que tenho gêneros literários já estabelecidos para encaixar mais um por enquanto.

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo muitas resenhas sobre esse livro e estou amando cada vez mais. Bom saber que n é simplesmente mais um clone de 50 tons (que n me agradou). Que tem uma boa historia por tras das cenas hot. Claro que estou curiosissima para ler. Bjkss

    ResponderExcluir
  5. Assim até eu quero ler... Tudo bem que no começo lendo Twilight + romance, não me deu espectativas, mas quando vi Zeca Baleiro + capa nacional sem deslize fiquei curiosa! Não faz meu estilo, mas acho que posso ler!

    ResponderExcluir
  6. Ah!!! Eu vou ler mesmo sendo uma fanfic de Crepúsculo!
    Confesso que assim como vc eu meio que abandonei Cinquenta tons, ou melhor, estou enrolando pra ler os outros dois livros.
    Mas como tô numa fase hot vou ler com certeza!
    A capa da arqueiro ficou bem bonita, mas a que mais gostei foi a da maça dourada...tem um "Q" de pecado.

    ResponderExcluir
  7. Hahaha, sorte não ser a única com pé atrás nessa questão de Crepúsculo. Eu não li nem pretendo ler 50 tons, até peguei mas da página 1 não passei.
    Este livro no entanto me aree diferente, a mocinha não aparenta ser unsuportável ao quadrado como Bella e Ana.
    Adorei os quotes. =) E estou ainda mais curiosa para ler esta trilogia.

    ResponderExcluir
  8. Gabi...
    Acho que não é por causa do Gabriel ser como é no começo, porque ela 'tenta' recusar presentes da melhor amiga também... então....rs

    Sabrina...
    Como eu disse, o livro foi para mim como gostar de alguém. A gente ama uma pessoa vendo seus defeitos e qualidades, e eu amei O Inferno de Gabriel. Então, os defeitos meio que ficam de lado...

    Genilda...
    Eu não sou muito boa com classificações, mas acredito que ele só seja classificado como hot por por causa de uma cena de sexo. Ele tem muita sensualidade sim, a descrição dos beijos... UAU! Mas é bem mais leve se comparado com Toda Sua, Luxúria e acho que até mesmo 50 tons. Mas se não faz seu estilo, entendo. Eu mesma tenho muitos estilos que 'fujo' da leitura.

    Mey...
    Não passei da página 20 de 50 tons, embora conheça a história. Esse é muito bem escrito e como eu disse, muito mais sensual do que erótico. Ah, e o que o faz 'parecido' com 50 tons são alguns comportamentos da Julia (por exemplo a insegurança) e claro, por Gabriel ser rico.

    Giiiiiii.....
    Acho que esse você vai gostar. Ele até tem algumas coisas parecidas com Twilight, mas se ninguém dissesse nada não daria para saber que era uma fanfic porque os personagens não se repetem - apenas algumas de suas características. E outra, ao longo da história tem muitos detalhes de A Divina Comédia. As auloas do Gabriel, embora bem diferentes, me fez pensar nas aulas do Leandro. Acho que você irá gostar do livro.

    Natália e Danielle...
    Ele não se parece com Crepúsculo em cada página. Alguns comportamentos das personagens podem ser comparados e mesmo com algumas coisas "a la Bella" não achei a Julia tão insuportável.
    Não passei da página 20 de 50 tons por achar muito mal escrito, e isso não acontece nesse livro. A escrita de Reynard, mesmo com alguns exageros é ótima!


    Obrigada pelos comentários!!!
    Bejinhos
    Lica

    ResponderExcluir
  9. Fiquei contente pela sua resenha, que achei bem positiva, apesar de você ter destacado os pontos negativos, o que acho bem importante. Desde o lançamento que estou curiosa pelo livro e devo dizer que suas impressões só e deixaram ainda mais ansiosa. Apesar de não ser perfeito (e é tão difícil encontrar algum que seja), parece que é uma leitura que realmente vale a pena. Gostei muito da sinceridade na resenha.

    ResponderExcluir
  10. Aauuuuu Lica querida, que loucura sua resenha. Eu tinha a mesma impressão, não tinha vontade de ler e olha que tive os livros nas mãos, foi oferecido como presente e eu recusei porque estava meio enfarado (como é dito aqui em minha terra, algo como enjoado) de 50 tons e seus pastiches. Então deixei passar e depois de sua resenha me sinto arrependido. Por que será? Preciso urgentemente me redimir.

    ResponderExcluir
  11. Kit fofo, capa linda e amei a parte das curiosidades.
    Resenha perfeita, já que levanta os pontos negativos e mesmo assim dá para perceber o quanto você adorou o livro.
    E eu estou louca para poder conhecer mais Gabriel e Julia ;)
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Amei os quotes. as curiosidades foram interessantes e adorei as capas, mesmo achando a nacional linda...
    estou com medo de me empolgar demais e não achar o livro aquilo tudo, mas a sua resenha me deixou um pouco mais tranquila no fator de que eu devo ler o quanto antes!!!

    ResponderExcluir
  13. Tava querendo o livro, mas não sabia que era uma fanfic :(
    Porém, acho que pelo que você descreveu daria uma chance sim, afinal até gosto de Crepúsculo HAHA.
    Espero que a Julia não seja tão chatinha como a Anastasia.
    Beijos, Ju - Céu de Letras

    ResponderExcluir
  14. É muita maldade uma resenha dessas. Muita mesmo!
    Como controlar meu pobre coração até conseguir ler o livro? Também quero ficar encantada.
    Muita maldade...rs

    Adorei a escolha das citações e você ter acrescentado algumas curiosidades. E as duas músicas são lindas!

    ResponderExcluir
  15. tenho vontade de ler o livro, mas não tanto, e logo que fiquei sabendo que era fan fic de crepúsculo (mais uma) me desestimulei bastante, mas ainda pretendo dar uma chance :)

    beeijo
    Letícia - umceudeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Ju e Leticia...
    Eu sou suspeita para falar já que eu me encantei demais com o livro. Também me deixou com um pé atrás ser fanfic de Twilight, mas como eu disse acima, embora tenha alguns aspectos nas personagens que se parecem não me lembrei de Twilight durante a leitura.

    Beijinhos
    Lica

    ResponderExcluir
  17. Esse livro tá sendo tão comentado, que é praticamente impossível não querer lê-lo. Até agora a maioria das resenhas que li sobre ele são positivas. Não imaginava que era uma fanfic. Mas essa característica não me desagrada, desde que ela seja bem escrita.
    Resumindo... super curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  18. Eu ainda estou digerindo o livro, eu adorei, a tensão que existe entre os dois até mesmo antes do Gabriel reconhecê-la é incrível... Mas não posso deixar de ressaltar que a quantidade de "enojada" e "enjoada" me deixou um pouco irritada, eu consegui superar até a famosa "mordendo o lábio" hahahahaha. Outra coisa que eu fiquei chateada foi com o sumiço repentino do Paul, espero que no segundo livro haja uma explicação muito plausível para isso, a Julia não podia respirar diferente que ele já estava do lado dela ai do nada esse lado super protetor some? Como assim produção? ^^

    Espero que Julho chegue logo... e passe voando pq eu quero encontrar o Gabriel no Paraíso ;P

    P.S: Desculpem se eu soltei algum spoiler foi sem querer.

    ResponderExcluir
  19. Naty, acredita que nem notei o enjoada e o enojada? Sério.... Agora o lábio.... Aff!!!!
    Mas enfim, parecia um tique nervoso então...
    Sobre o Paul.... Bem, vc sabe que eu fui verificar algumas resenhas no GoodReads do segundo volume e se quiser te explico o que vai acontecer (segundo as resenhas...rs)

    Amanhã acaba fevereiro... Depois de fevereiro vem julho né? hahahahaha

    Lica

    ResponderExcluir
  20. Esse me parece um livro bem legal de ler, e fiquei curiosa, mas dois poréns, a tal da inspiração com crepúsculo (sim sou preconceituosa mesmo) e a tal da trilogia... porque céus, os autores não fazem um bom livro em UM LIVRO? =x

    ResponderExcluir
  21. Pode ser engraçado, mas toda vez que vejo a capa deste livro e leio o título penso no ator Gabriel Byrne...deve ser pq ele fez filmes como Stigmata e Fim dos Dias, que tinham cartazes no estilo desta capa ;-)
    Bj, Aris.

    ResponderExcluir
  22. Não sabia que surgiu de uma fanfic igual ao 50 tons. Eu até gostei de 50 tons, mas depois ficou muito repetitivo. Não sei se quero ler esse livro. Se eu ganhar até leio, mas comprar não vou não.

    ResponderExcluir
  23. Gostei da história e achei interessante justamente por não ser erótico e sim sensual.

    ResponderExcluir
  24. Confesso que de primeiro não gostei do livro e achei sua capa super sinistra, porém depois de ler algumas resenhas me sinto motivada a ler o livro!

    ResponderExcluir
  25. Eu já estava curiosa com esse livro. Já vi comentários muito positivos e alguns comentários bem negativos.
    Bom ler sua resenha e ver que o livro tem as duas coisas, acho que isso o torna ainda mais interessante.
    Não sabia do lance da Fanfic, e embora torça um pouco o nariz para isso, darei uma chance assim que possível.

    :*

    ResponderExcluir
  26. Olha, há um tempo que um livro não me causava esse encantamento como foi com O Inferno de Gabriel... Tenho um certo fascínio pela Itália, então já viu, né? Todas as referências à cultura italiana foram um prato cheio! Amei a trama e o relacionamento entre Gabriel e Julia, e a escrita do(a) Sylvain é muito gostosa e faz a leitura fluir, enfim, AMEI.

    ResponderExcluir
  27. Este livro me deixa nervosa mas mesmo assim não consigo parar de ler... E essa Julia que não libera logo kkk

    ResponderExcluir
  28. Não sabia que esse livro era uma fanfic ... já venho lido muito sobre ele mais não tinha me antenado a esta informação.
    Mais como esta sendo um livro muito falado faz com que a minha curiosidade sobre ele aumente e fique assim com muita vontade de ler

    ResponderExcluir
  29. Esse é um das levas de "Erótico" que eu gostei de verdade. Gostei porque o Gabriel e a Julia tem motivos realmente palpáveis para serem traumatizados e ressabiados com as pessoas. Diferentemente de outro casal aí que ... Deixa pra lá porque não quero apanhar... kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  30. Na boa cada resenha que leio de livro fico com minha expectativa um pouco lá embaixo, gosto de bons romances, irei com certeza adorar a parte das citações, mas a "Bellana" numa só pessoa, vai ser difícil controlar a minha irritação kkkkk, espero que eu consiga ver o lado bom do livro. Adorei a sinceridade da resenha.

    ResponderExcluir
  31. Estou neste momento lendo este livro "Inferno de Gabriel" e quero desde já dizer que estou a adorar. Mas contrariamente a toda a gente que aqui comentou, eu sou FÃZISSIMA de 50 tons, apesar de a escrita deste ser melhor, 50 tons é mais fantastico e muito mais erotico. Este sem duvida que tem uma historia super romantica, mas acho que exagera no facto de serem os dois tao sombrios, ambos com problemas a mais para ter credibilidade. Concordo tambem com a comparação de Julia a Bella e a Ana, sao sempre as desgraçadas, pobres, magras, morenas e pele branca, muito desajeitadas ao inicio que ao longo se vao refinando. Apesar de tudo o que referi, acho que a historia é muito diferente tanto do Twilight como de 50 tons, por isso Estou a incentar todas a minha amigas(os) a ler este fantastico livro.

    ResponderExcluir
  32. Uaaal! A sua resenha foi a melhor que li até agora sobre esse livro!
    Não sabia que ele tinha coisas parecidas com 50 tons e Crepúsculo! Que chato isso!
    Mas ele não é erótico e sim muito romântico neh? isso conta muitos pontos!
    Estou curiosíssima pra ler!

    ResponderExcluir
  33. Eu amei a capa desse livro, não sabia que ele tinha coisas parecida com crepúsculo, mas isso não importa sendo romântico ta tudo certo =).

    Parabéns pela resenha você escreve muito bem. Beijos

    ResponderExcluir
  34. Adorei a descrição do livro, seu defeitos e qualidades, realmente é irritante essas mocinhas de ultimamente, sempre desastradas e cheias de frescuras, mas ainda assim alguns autores conseguem fazer esses pontos serem minimizados ao decorrer da historia. Desde a primeira resenha que li sobre o livro adorei. Pena que é trilogia, nossa num aguento mais ter que esperar para ler a continuação das historias. Por isso com certeza vou ler essa trilogia, mas só quando estiver completa.

    ResponderExcluir
  35. Que linda sua resenha, eu não sabia que este livro também tinha sido no inicio uma fanfic do Crepusculo, eu não gostei muito de 50 tons de cinza como você, mas pelo jeito este te pegou, então deve ter um enredo muito bom e bem escrito, curiosa pra saber como termina, quero lê-lo em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  36. COmpartilhei no Twitter.
    https://twitter.com/Nenylike/status/314520038013038593

    ResponderExcluir
  37. Eu estava com um pouquinho de medo de ler e ficar pensando: será que 50 tons também é assim? Não sou muito do tipo erótico - apesar de ter lido alguns romances históricos com uma pitada erótica/sensual e ter amado, mas por causa da história em si -, mas sensualidade...se a autora realmente souber trabalha essa aspecto, vou me apaixonar!
    Ainda mais que você disse que o livro é cheio de romantismo...fiquei realmente curiosa pra descobrir - e vou acrescentar a minha pequena e infinita lista de leitura HSAUHSUH

    http://thetheatredesvampires.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Já iria ler a trilogia pois ela veio de uma fic de Twilight mas fico mais anciosa ainda depois de ler resenhas falando tão bem do livro!!! <3

    ResponderExcluir
  39. O livro e fascinante e impossível não se apaixonar.
    Julienne as vezes irrita com suas "manias" ...
    A história e envolvente e te prende até o final.
    Uma ótima leitura até para quem não gosta de romance.
    As comparações com Bella e Ana,são um pouco sugestivas.
    Adorei o primeiro livro(O inferno de Gabriel) e aguardo ansiosa o lançamento do segundo livro da trilogia(O julgamento de Gabriel) .

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras