As Gêmeas - Saskia Sarginson

05/05/2014

As gêmeas Isolte e Viola eram inseparáveis na infância, mas se tornaram mulheres muito diferentes: Isolte tem um emprego glamouroso em uma revista de moda de Londres, namora um fotógrafo e vive em um bairro descolado. Viola, desesperadamente infeliz, luta contra um transtorno alimentar e não faz questão de se ajustar a nenhum grupo. O que pode ter acontecido para levar as gêmeas a seguirem trajetórias tão desencontradas? À medida que as duas jovens começam a reviver os eventos do último verão em família, terríveis segredos do passado vêm à tona – e ameaçam invadir suas vidas adultas.


Viola e Isolte são, além de irmãs, gêmeas. Todos sabem e todos dizem que gêmeos tem uma ligação que vai muito além do nosso vão conhecimento.  Mas, por algum motivo, as duas seguem separadas.
A história se passa em Londres, em uma parte mais sombria da região.
 Isolte tem um talento incrível para editoriais de moda e está engatando um romance mais sério com Ben, também trabalhador da área. Mas isso, não é o que a preocupa. O que realmente assusta, é o estado de sua irmã Viola. Viola está internada em uma clínica para tratar de sua anorexia. A autora consegue deixar bem explícito o estado em que Viola se encontra.

O texto dança muito bem entre passado, presente e futuro. Também ouvimos as vozes das duas irmãs o tempo todo, já que a autora vai alternando entre uma e outra ao passar do tempo e do texto. A narradora principal é Isolte, claro, falando sobre todas as dificuldades da infância sem pai, e também, com uma mãe bastante fora dos eixos.

Nesse romance de estreia, Saskia Sarginson consegue sim envolver o leitor. Cabe lembrar que as passagens sobre o passado das duas meninas não estão aí simplesmente para enrolar o leitor ou pra preencher espaços. No passado, há segredos terríveis escondidos, segredos esses que são guardados até de uma irmã pra outra. O leitor descobrirá alguns segredos junto com as irmãs.

Minha opinião é que o livro é uma boa pedida pra quem está iniciando o hábito da leitura. Ele é um pouco morno, não há um grande romance. O foco é na beleza e nas dificuldades encontradas ao longo da difícil tarefa de ser irmão. Acho que a autora poderia ter enxugado um pouco mais o texto, já que em alguns trechos ele se torna um pouco repetitivo. Mas como um todo, o livro é bem estruturado e poderá, sem dúvidas, proporcionar ao leitor alguns sentimentos bastante contrastantes. Indico o livro. Uma leitura rápida e produtiva.

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

2 comentários

  1. tipo esse livro não me chamou a atenção sabe, então to dispensando ele.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Achei a capa bonita, mas não me interessei pelo livro, não chamou tanto a minha atenção, mas acho que deve ser um bom livro pra quem não quer mais ler clichês, ou tentar sair da rotina.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras