Perdido em Marte - Andy Weir

19/12/2014

Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho.
Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente.
Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate.
Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico e um senso de humor inabalável , ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência.
Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá.
Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor.


Para os amantes da ficção científica, a Editora Arqueiro apresenta uma aventura cheia de perigos e desafios de um astronauta Perdido em Marte!
A proposta da obra chama a atenção, pela inovação e criatividade do tema: Após um acidente, astronauta tenta sobreviver no planeta vermelho plantando... Batatas! Sim, o personagem se vira nos 30 para permanecer vivo, e respirando em solo marciano...

Mas... Antes de mais nada, caros leitores, é importante lembrar que há um choque de realidades entre a literatura e realidade na obra em questão. Abalada por fracassos e acidentes nas últimas missões espaciais, a NASA (agência tida como modelo de eficiência e futuro científico) enfrenta agora a pior crise de sua história, com suspensão de seus principais programas e uma grave crise de confiança.
E para tentar amenizar seus problemas, justamente neste cenário de dúvidas e incertezas foi lançado o livro Perdido em Marte, do escritor Norte Americano Andy Weir. Este é seu primeiro livro, que será adaptado para o cinema em uma super produção estrelada por Matt Damon e direção de Ridley Scott. Uma grande história de ficção científica, criada para dar confiança e crédito ao trabalho de quem já não os tem, justificando os milhões de dólares que são mandados para o espaço todos os anos...
Sim, o livro é bem escrito e tem ótimo embasamento científico, graças à experiência e profissionalismo do autor. Algumas boas dicas de cultura, dadas pelo personagem perdido em marte em seus devaneios. E o ponto positivo da obra são as peripécias que o astronauta Mark Watney tem que fazer para sobreviver sem sua equipe. 

Um verdadeiro  MacGyver do espaço, fazendo tudo para se virar em um planeta estranho e inóspito.
Durante a leitura, o leitor acaba percebendo que muitas coisas impossíveis acabam acontecendo, beirando o absurdo na maioria das situações. Toda a agência espacial norte americana (e mundial) é posta à prova, todos os astronautas e equipe são desafiados ao máximo pelo perigoso e tempestivo ambiente marciano.

Mas, o que poderia ser algo positivo, se fosse abordado de forma mais realista, torna-se o principal defeito na obra: o autor toma uma postura chapa branca, justificando a competência e profissionalismo brilhante da equipe da agência espacial norte americana, sempre  acaba se ajustando ao tão sonhado modelo de perfeição e inteligência da NASA.
Uma história que poderia surpreender, caso fosse menos direcionada como propaganda ao trabalho da NASA e seus milionários programas espaciais.

 
PERDIDO EM MARTE torna-se assim um bom passatempo para quem quiser embarcar na história fazendo uma leitura livre e despretensiosa, assim como para quem quiser fazer uma leitura com uma análise mais crítica sobre a eficácia dos programas espaciais de hoje em dia.

Por Ricardo Brandes / Escritor

Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

15 comentários

  1. Ótima resenha amor... Parabéns! Bom saber que se trata de um livro chapa branca!

    ResponderExcluir
  2. Oii, estou louco pra ler esse livro desde o lançamento =/ Sua resenha me deixou com mais vontade ainda, sou fissurado em ficção cientifica rsrs
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
  3. Achei a estória completamente diferente... E o tema é bem original!
    Pena essa propaganda positiva demais em torno da NASA. :/

    ResponderExcluir
  4. Livro bem interessante, pra quem curte esse estilo de leitura não vai querer perder, mas não chamou tanto a minha atenção.

    ResponderExcluir
  5. Oi Ricardo, não li sua resenha com a devida atenção, pois estou lendo o livro no momento
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Gosto de ficção científica que seja bem absurda mesmo. Quanto mais saia da realidade, melhor. Mas, quando parte para esse lado de "propaganda disfarçada", a coisa complica. Acho que o autor perdeu uma bela oportunidade de escrever algo top de linha.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Olá. Eu adorei o plot desse livro desde que vi sobre ele nas redes sociais. Mais ainda quando vi sobre o filme. Espero que seja uma p*t@ produção, pois pelo jeito ele merece. :P
    Espero poder ler em breve.

    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  8. Oi RIcardo, quando li a sinopse do livro ja fiquei apaixonada, mas agora sabendo da propaganda da Nasa para justificar seus milhoes de dolares, fiquei meio que decepcionada. Acredito que o filme com seus efeitos especiais vai ficar muito bom tambem.

    ResponderExcluir
  9. Não gostei da capa, mas espero que o livro seja bom e que eu não me decepcione

    ResponderExcluir
  10. Achei o enredo super diferente. Sobre astronauta e ainda mais em Marte... Coitado do cara, logo esquecido em marte.. cruzes. Mark é bem inteligente, plantando batatas '-', claro sobreviver primeiro passo. A ideia é bem genial. Espero quando pegar a leitura, me surpreender mesmo, espero isso desse livro desde o lançamento. Não curto tanto ficção científica, mas as aventuras proporcionadas por Mark, parecem ser ótimas. E realmente é criativo a temática. Já sabia que seria adaptado no cinema, quero muito ir assistir, mas quero ler antes. Por ser bem escrito, fiquei mais ansiosa ainda, parece uma leitura que flui bem.
    Abraços Ricardo,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  11. Então esse é o livro da arqueiro que eu passo de 2014,
    Porque simplesmente não curto histórias no espaço e nem nada do tipo,
    não faz a minha mesmo, mas essa capa é linda, eu ganhei um cartão postal da editora com a capa do livro que é de tirar o fôlego.
    Mas a leitura eu passo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Adorei conhecer um pouco mais da história que estou ansiosa pra ler. Gosto desse universo sobre espaço e naves. É sempre bom ler. E este tem um tema bem legal. Eu adoraria conhecer marte. Quem dera eu poder viajar numa nave espacial e ver o planeta. Com certeza vou querer ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Amei a resenha! Conheci esse livro na bienal e foi lá que li o primeiro o capítulo por lá mesmo. Só não comprei ainda porque achei meio caro, preferi esperar baixar. Mas adorei a ideia da trama.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Eu estava bem empolgada com esse livro.
    Ainda estou, mas fiquei um pouco triste ao saber da grande propaganda para a NASA.
    Mesmo assim, ainda está na minha lista e quero ler antes do filme.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras