ABBA - A biografia - Carl Magnus Palm

01/12/2014

Sucesso durante as décadas de 1970 e 1980, o grupo Abba é lembrado até hoje tanto por músicas dançantes como ‘Ring Ring’ e ‘Dancing Queen’ quanto por baladas como ‘The Winner Takes it All’ e ‘Fernando’. Em Abba: A biografia, com base numa pesquisa detalhada, Carl Magnus Palm faz um retrato da trajetória dos integrantes ao estrelato, incluindo detalhes do relacionamento dos casais da banda, seus questionamentos e os motivos que levaram ao fim do Abba. O livro conta ainda detalhes da carreira de Agnetha, Benny, Björn e Anni-Frid após o fim do grupo e as impressões de cada um a respeito do musical Mamma Mia!, que deu origem a um revival da banda nos anos 2000, emocionando antigos fãs e conquistando novos



Alô leitores! Ao som de SOS do ABBA eu escrevo essa resenha pra vocês. Confesso que fiquei bastante ansiosa pra escrever essa resenha, devido à admiração que tenho pelo grupo. Minha história com eles começou no início dos anos 2000, quando meus pais compraram o tão famoso DVD ABBA GOLD,  o qual ressuscitou os músicos suecos no mercado. Desde então, sou uma aficionada por eles e até o musical Mamma Mia eu fui ver quando estive em New York... claro que a emoção foi grande!

Porém, foi somente quando li essa biografia, do maior especialista em ABBA do mundo, que conheci a fundo a história de Bjorn, Benny Frida e Agnetha. Somente lendo a história é que comecei a ter a dimensão do sofrimento deles pra poderem se dar bem, e mesmo assim, cheguei à triste constatação de que apesar de todo o sucesso, eles nunca foram realmente felizes. 

O livro conta a história desde o começo dos quatro integrantes: como se iniciaram na música, como se conheceram e a insistencia em seguirem com seus próprios LP's durante muitos anos, inclusive depois de formarem o grupo. É incrível como a banda sempre esteve em uma montanha russa, desde o começo da carreira. Enfrentaram questões como, por exemplo, o fato de nunca fazerem tanto sucesso em seu país de origem, a Suécia. Por isso a versão de tantas músicas em Inglês. Por mais absurdo que pareça, foi a Austrália o primeiro país a reconhecer o real sucesso do grupo Sueco. Não sabia eu também, que ABBA também é uma marca de sardinhas na Suécia, e por isso, demorou pra que aceitassem o nome. 

E assim se seguiu durante os dez anos que estiveram juntos: momentos de muito sucesso e momentos de muito fracasso.... tentativas e shows muitas vezes quase vazios, em outras ocasiões, show com lotações máximas. É sem dúvidas uma história que marca por sua dualidade, mas acima de tudo, do talento dos quatro. Cabe lembrar que Benny e Bjorn eram apaixonados por compor e tocar, enquanto as meninas abrilhantavam com suas vívidas vozes. 

Ainda estou meio intrigada com as coisas que aconteceram a eles durante essa trajetória, da personalidade deles e de como, apesar de alguns anos dourados, eles não conseguirem se unir em prol de um bem maior. Até hoje, a maioria deles prefere não falar sobre ABBA,  e eu me pergunto por que. Em muitas vezes, a mídia foi ácida nas críticas, talvez não haja fama que resista a isso. Claro que os fãs desejam sempre um reencontro, mas isso, segundo os próprios integrantes, jamais irá acontecer.  Talvez por ser formado por dois casais com casamentos desfeitos, eles jamais conseguiram juntas os cacos que ficam depois de uma quebra dessa. 

Apesar de tudo, parece que o ABBA tem uma música atemporal, e segue encantando aos que já conhecem o trabalho da banda, e ainda mais: segue atraindo novas pessoas para gostarem de sua música. sem dúvida, eles serão eternos. O livro só me fez amar ainda mais o trabalho do quarteto. 

Pra finalizar (já chorando aqui) eu deixo a melhor quote do livro: 

"Sinto que cada coisa tem sua hora" afirmou Agnetha em seu livro de memórias. " O ABBA precisa descansar". E para o grupo que uma vez teve uma energia tão forte que não conseguiam evitar de se emocionar com seus admiradores, e , ao mesmo tempo, provocar seus opositores, parece que o descanso é para sempre." Pág. 452

( Meus amores pra sempre!)


Um ABBAço da Fabi!


Sou a Fabi.... blogueira, escritora e eterna sonhadora!

Que tal conferir também...

8 comentários

  1. Fabi!
    Acompanho o grupo ABBA desde os anos 70 e sempre fui fascinada por suas músicas.
    Agora fico muito feliz que saiu uma biografia sobre eles e espero poder me emocionar tanto quanto você.
    Desejo uma semaninha de muita alegria!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Confesso que nunca fui muito ligada no grupo ABBA. Meu marido que curte.
    Acho que ele ainda tem um disco de vinil do grupo.
    Bem... mas mesmo assim achei interessante a biografia.
    E para os muito fãs como você Fabi,essa novidade é um verdadeiro presente! :)

    ResponderExcluir
  3. Não acho lá aquelas coisas uma biografia, a não ser de quem eu goste :D
    ABBA fez muito sucesso, e o livro com certeza é um grande prato para os fãs.
    Contando assim as viajens e as coisas ocorridas com o Carl.
    Não vejo muito músicas do grupo, mas já ouvi várias por aí.
    Bem legal a biografia, ainda mais para você que gosta Fabi.
    Beijos,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  4. Gosto das músicas do Abba, que acabei ouvindo por conta da minha mãe. A história deles seria interessante conhecer melhor. Não que eu vá correndo para comprar, mas gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente nunca tinha ouvido falar, não é do meu tempo por isso não tenho o menor interesse em ler, mas quem foi fã ou curtiu as músicas deve estar curioso pra ler!

    ResponderExcluir
  6. Ah, eu amo Mama Mia!. então adoro as músicas do Abba do filme. Não sou muito fã de biografias, mas acho que leria essa, afinal o quarteto fez um sucesso imenso e, como você disse, deve ser legal conhecer as histórias por trás do palco e de toda a fama.

    Bjs

    http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu também gosto bastante desse quarteto. Sabia de algumas coisas, como a banda ser formada por dois casais, por exemplo, mas não sabia desses altos e baixos que eles tiveram enquanto estavam juntos. Uma pena, pois o grupo é sensacional. Mas o que importa é que suas obras estão por aí, animando a galera.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  8. Oi! Eu cresci ouvindo ABBA. Minha mãe e padrasto sempre gostaram bastante então eu acabei curtindo por tabela. Apesar de não ser meu estilo de música eu até que gosto de ouvir, pois me trás uma certa nostalgia da infância. Também já assisti um DVD deles, mas não sei dizer se é o mesmo que você citou na resenha e já tinha reparado o quanto eles são distantes e parecem se odiar.
    Achei interessante o livro, mesmo não gostando de biografias mas daria um belo presente aqui em casa.

    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras