Bem Profundo – Portia da Costa

25/01/2013

bem profundoUma das tarefas de Gwendolyne é esvaziar todos os dias a caixa de sugestões da biblioteca. Um dia, Gwen encontra uma carta direcionada a ela, e se trata de uma proposta indecente. Um homem misterioso começa a lhe mandar correspondências de perder a cabeça e fica claro que ele não quer ficar só no papo! Suas ideias são chocantes, mas excitam Gwen.
Enquanto sua imaginação está a mil, ela ainda precisa lidar com o professor Daniel, que está fazendo uma pesquisa temporária na biblioteca. Um homem espetacular, em sua opinião. Gwen começa a fazer avanços sobre o professor inspirada pelas cartas picantes que recebe do admirador secreto.
Personagens apaixonantes e um final surpreendente completam este erótico que tira o sono até das almas mais puras. Alguns envolvimentos vão longe demais, e não é possível escapar do que é bem profundo.

Comprei esse livro meio que as escuras… Estava fazendo uma compra online na Saraiva e esse livro apareceu como sugestão, li a sinopse e pensei “porque não?” e coloquei ele no carrinho. Foi no inicio de dezembro mas só agora que peguei o livro para ler e… Bom, deixa eu tentar falar sobre ele.

Atenção: O livro poderia muito bem entrar na coluna ‘Twice as Hot’ já que é um livro erótico recomendado para maiores de 18 anos!

Primeiro tenho que falar do ‘selo’ na capa. Eu detesto esses selos nas capas do livro, assim como não curto a comparação com outras obras de autores diferentes. Quando as duas coisas se juntam, piora tudo. O livro tem um selo na capa que diz “Se você gostou de 50 tons de cinza vai enlouquecer com esse livro”. Meu primeiro pensamento? Não vou gostar do livro porque eu não gostei de 50 tons.

Mas não… Não foi isso que aconteceu. Eu realmente gostei do livro. Mas deixa eu dizer uma coisa… Quem gostou de 50 tons é bem possível que não goste de Bem Profundo. Os dois livros são muito diferentes entre si e vou mais longe, Bem Profundo não é o tipo de livro que vai agradar as ‘mais românticas sonhadoras’ fãs do tal Grey. (só lembrando que não tenho nada contra as românticas – já que também sou uma – e nem contra as fãs do Grey, ele é todo de vocês!)

O caso é que Bem Profundo não é um livro erótico onde temos uma história e o sexo está presente como parte dela. O sexo é a história e tudo gira em torno dele. É aí que o livro fica pessoal e ou você vai gostar ou não vai curtir. Então, não espere a poesia erótica de livros sensuais e prepare-se para vários palavrões e palavras cruas.

"- Bem, você sabe como as coisas são... quem não estiver no tamanho 38 ou 40, já está fora do padrão, totalmente descartável.
- Peitos e bundas! Esse negócio de padrão é alto totalmente sem sentido. Mas os homens sempre gostaram e sempre irão adorar mulheres com curvas. - Ele leva o garfo à boca com algumas batatas fritas de uma forma que parece um pouco rude. - E você, minha Deusa da Biblioteca, você é a última palavra em luxúria."

Quanto aos personagens… Foi super legal ver uma personagem feminina fora do padrão. Ela é gordinha e mesmo um tanto insegura com esse detalhe, ela é super resolvida sexualmente. Não perdemos tempo com dúvidas do tipo “será que faço ou não” porque Gwen não perde tempo com isso, ela sabe muito bem do que ela gosta e do que  lhe dá ou não prazer.

“Somos somente duas pessoas realizando fantasias em um relacionamento temporário. Uma delas provavelmente gosta bastante da outra; e a outra, como uma tonta, está apaixonada. Mas eu não vou me preocupar e estragar a diversão.”

Outro ponto positivo é que quando surge o BDSM na história, não há ataques de pânico, dúvidas e nem neuroses. Gwen entende muito bem o sentido das atitudes e quer experimentar o jogo. Ah, e nada de justificativas ou traumas para explicar os gostos dos personagens! \o/

Já Daniel… Bom, é um homem lindo e um pouco famoso, que de quebra tem aqueles detalhes fofos de caras super inteligentes. E para me fazer ficar ainda mais apaixonada por ele, Daniel é o tipo de homem que adora mulheres que fogem do tamanho 40.

"- Um homem como você pode ter sua dose de supermodelos, eu aposto.
- Não seja estúpida Gwendolynne - ele diz com um tom de voz amável, ao mesmo tempo que me dá uma palmada das boas e eu grito como se fosse louca. - Eu diria "transar com" supermodelos, mas, para dizer a verdade, eu não quero transar com nenhuma. Eu só quero trepar com você e o seu corpo magnífico e atraente. - Ele me dá outra palmada, bem forte, e eu sinto algo que parece ser um miniorgasmo, embora os sinais estejam tão embaralhados que eu realmente não sei o que é isso. - Por que você não acredita em mim quando digo que você tem o mais belo corpo que jamais vi? Para uma mulher inteligente, minha querida, você pode ser persistente e obstinadamente tapada!"

A narração fluiu muito rápida e eu me encantei com a escrita de Portia da Costa – mesmo sendo o primeiro livro que leio da autora, já sei que ela será presença mais constante nas minhas leituras.

Parabéns a Editora Planeta que não colocou nada de suavização na tradução do texto. Sei que tem gente que não gosta de ler determinadas palavras, mas sou da opinião que se o autor usa aquela palavra em seu texto, ela tem que ser mantida na tradução. Existem vários tipos de romance erótico, alguns mais suaves do que os outros, então porque algumas editoras insistem em suavizar o que não foi escrito de forma suave? Volto a dizer, a Editora Planeta fez um ótimo trabalho mantendo o texto sem suavizações e bem próximo do original ;)

No fim do livro tem a informação de que esse ano será lançado mais um livro da autora, cujo nome será ‘Desconhecido’ e confesso que ele já está na minha lista!

3525382   15725003

Eu prefiro a capa da publicação de 2008 – a primeira. Já que a de 2012 também tem o tal selo que comentei acima.

Beijinhos,Lica

Romântica incurável com um toque de Drama Queen. Sonhadora, teimosa e viciada em livros, afinal, se você não pode cair no mundo, viva através dos personagens! Criadora do blog Amores e Livros, ainda acredita que um dia será paga para ler! Facebook / Twitter / Instagram

Que tal conferir também...

20 comentários

  1. Até que enfim uma discípula de Bridget Jones, ou seja, uma protagonista fora do padrão magra-bonita-sexy que os filmes querem impor ao mundo! Isso vale pontos para o livro.
    Apesar de não me interessar por essa onda que fala de sexo - mesmo que, nesse caso, não seja o foco a relação em si - valeu a mudança de proposta, um hot sem explicitar as cenas. Só falta o tal cara não ser tb um garanhão-ricaço que submete suas 'vítimas', aí será perfeito...

    ResponderExcluir
  2. Oi Manu...
    Sim, a mocinha foge totalmente do padrão e não, o cara não é um garanhão-ricaço - embora não lhe falte dinheiro...
    Só que o sexo no livro é bem explícito. Como disse na resenha "O sexo é a história e tudo gira em torno dele."....

    ResponderExcluir
  3. Adorei porque o livro parece ser diferente dos outros como 50 tons, e só pelo fato se a protagonista não ser uma retardada já ajuda muito \o/

    ResponderExcluir
  4. Eu prefiro a capa de 2012 e agora fiquei bem confusa em relação a este livro. Li uma resenha dle em outro blog e a blogueira foi taxativa em afirmar que o texto era muito explícito e de baixo calão. Tirei esse livro da minha lista de hots. Mas a sua resenha já diz o contrário...
    Acho que terei de ler e decidir com que blogueira eu devo concordar, né?

    ResponderExcluir
  5. Natalia... O texto é bem explicito sim, a editora não suavizou nada na tradução, então tem vários palavrões e palavras mais cruas. Quem não gosta desse estilo vai se assustar um pouco, porém eu não senti nada exagerado, acredito que a autora soube equilibrar bem as coisas. Mas vai muito da questão de gosto. Quem curte romance erótico mais suave não vai curtir muito esse...

    ResponderExcluir
  6. Ai... Lica adorei sua resenha, mas não posso falar o mesmo do livro!!

    Não gostei e quase abandonei...
    Mas retomei e finalizei às duras penas!!

    Não recomendo... prefiro um bom e belo romance! :-)

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Lica, sou uma apaixonada pelo Christian Gray, e também não julgo quem não gosta, afinal, preconceito literário num tá com nada né, mas eu já tinha visto esse livro e até tinha gostado, mas não tinha me interessado muito, apesar de achar a premissa interessante, e a iniciativa da autora boa de não ter que colocar romance pra fazer um bom romance erótico, não sei nem se ou quando vou ler, mas se tiver a chance quero ler sem fazer comparações, e embarcar na história. Também acho essa coisa de colocar selos comparando livros um com outro super idiota, porque afinal só é preciso ler a sinopse do livro, pra ver que os livros não tem nada a ver, a não ser que são livros eróticos, mas para por ai as comparações.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Também destesto esses selos, se não der p retirar, enfeia a capa do livro. Tb n morri por 50 tons, então, já fico meio assim. BDSM, também não me atrai. Leria se caisse em minhas mãos.Mas com certeza não está em minha lista de desejados. Bjksss

    ResponderExcluir
  9. Também acho esses selos muito chatos, e sem falar em colocar nomes de outras publicações na capa.
    Concordo com você nesse quesito de não suavizar as histórias que foram escritas pesadamente. Parabéns à Editora que fez isso. Achei a história bem interessante, e só em saber que eles não dão desculpas esfarrapadas para fazerem BDSM, já está de bom tamanho. Fiquei um pouco indiferente em relação a esse livro. Se tiver oportunidade de ler, lesei, se não conseguir, não morrerei. Rsrsrs

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  10. eu ainda nao li esse livro, eu gosto de livros eroticos, mas as vezes o pessoal nao sabe escrever
    estou esperando para ler esse livro para ver o que eu acho e nem me fale eu odeio selos na capa do livro
    do livro profundamente sua veio com um selo eu quase pirei

    ResponderExcluir
  11. Quando eu li a sinopse desse livro imaginei que ele fosse mais suave e que fosse uma história onde o sexo gira em torno e não que o sexo é a história como você disse, me surpreendi rs
    Também não gosto de selos em capas, muito menos comparando o livro com outro dessa forma!

    ResponderExcluir
  12. Gostei de saber que este livro é diferente, estou muito curiosa para lê-lo.

    ResponderExcluir
  13. Tô doida pra ler esse livro alguem me da parece ser bom e do jeito que vc falou só deu mais vontade de ler e eu tambem não curti 50 tons;/

    ResponderExcluir
  14. Ai eu adoro livros Hot. Só não gosto desses selos que as editoras estão com mania de colocar, para comparar o livro a 50 tons.
    beijos,
    Fernanda ,
    www.lendoeesmaltando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Da linha "hot" o único que li foi Um olhar de amor, que nem é tão hot assim. Que bom que "bem profundo" é uma boa opção. Vou colocar na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  16. Odeio livros ou filmes nesse gênero. Desculpa falar, talvez. Realmente não aprecio coisas assim.

    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Eu esperava um pouco mais desse livro, não digo que achei ruim mas já li alguns que me envolveram mais do que esse.
    Ah, eu também detesto esses selos, ainda mais quando falam de livros de outros autores. Acho que fica tão chatoooooo

    ResponderExcluir
  18. Terminei de ler o livro ontem e fiquei de quatro por ele... e pelo Professor Gostosão, rsrs.
    Gostei muito do livro e como você detesto esse tipo de selo na capa. Aliás, se tivesse visto antes era provável que nem teria comprado. Só sinto os muitos erros ortográficos e de revisão, como os cortes em parágrafos. Espero que a editora melhore nos próximos.
    Também senti falta de mais um capítulo antes do final propriamente dito, acho que enriqueceria o texto.
    E o próximo já está na minha lista também!
    Bjkas,
    Monique Martins
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  19. Aaaté que enfim um livro inspirado em 50 tons de cinza que seja bom rs.
    Mas precisava do selo? wtf? Cria expectativas desnecessárias.
    Confesso que não li 50 tons de cinza mas estou de saco de cheio desse negócio de "deusa interior", "BDSM"... O problema é que alguns autores acham que é só escrever uma "cena" explícita e pronto. Dane-se a história e os personagens. Mas gostei dessa resenha e confesso que me interessei por "bem profundo". Gosto quando a protagonista é decidida.

    ResponderExcluir
  20. Legal uma história erótica com uma mulher gordinha, mas não estou muito animada para ler, acho que estou um pouco cansada com essa modinha de erótico.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre =^.^=

*** Comentários serão respondidos por aqui mesmo, através de comentário.

Acompanhe por E-mail

Facebook

Editoras Parceiras